menu button lance
lancelogo lancelogo lance
TEMPO
REAL

Lucão acredita que Brasil e França dominarão finais no ciclo olímpico

Liga Mundial de Vôlei - Brasil x Rússia
Wallace, Lucão e Lucarelli armam bloqueio triplo na final (Foto: Divulgação)
LANCE! - 09/07/2017 - 11:41
Curitiba (PR)
O discurso da Seleção Brasileira masculina de vôlei após a derrota para a França no tie-break na decisão da Liga Mundial, na Arena da Baixada, era unânime: o jogo foi de alto nível e detalhes fizeram a diferença. O central Lucão não escondeu o desapontamento, mas valorizou o oponente e projetou uma rivalidade ainda mais acirrada entre as equipes no novo ciclo olímpico. Para ele, os dois protagonizarão as principais disputas por título até Tóquio-2020.

– Perder sempre é ruim, mas foi uma bela campanha da seleção brasileira e hoje um grande jogo de voleibol. Tivemos nossas chances tanto no terceiro set, como no tie-break, mas temos que lembrar que eles têm uma grande equipe também. Acredito que esse ciclo que se inicia agora vai ter Brasil e França brigando sempre em finais – falou o campeão olímpico na Rio-2016.

Em seu primeiro campeonato à frente da equipe verde e amarela, o técnico Renan Dal Zotto mostrou satisfação com o desempenho do grupo. O Brasil utilizou a primeira fase para testar o elenco, pois já tinha a classificação à etapa decisiva assegurada por ser sede. Com a derrota, o país viu o jejum de títulos na Liga Mundial aumentar para sete anos. A última taça veio em 2010.

–Foi um jogo espetacular. Eles defenderam muito bem, nos colocaram em muita dificuldade e nós sabíamos que seria assim, um jogo decidido lá em cima, no detalhe. Queria muito agradecer a cada um desses jogadores. Todos se entregaram ao máximo, lutaram e o placar de hoje mostra o nível da competição – disse Renan.

O Brasil encerrou a Liga Mundial com nove vitórias em 13 jogos. Mesmo com o resultado negativo, a equipe segue como a maior vencedora da Liga Mundial, com nove títulos, conquistados em 1993, 2001, 2003, 2004, 2005, 2006, 2007, 2009, 2010.

– Fizemos grandes partidas e soubemos lidar com cada situação adversa. Hoje não foi diferente. Não dá para tirar os méritos da França. Eles jogaram muito bem. Agora é seguir em frente, com o mesmo orgulho de representar a Seleção Brasileira – disse o oposto Wallace. eleito o melhor do torneio na posição.

Confira abaixo os melhores atletas da Liga Mundial

MVP: Ngapeth (França)
Melhor ponteiro: Lucarelli (Brasil)
Melhor ponteiro: Ngapeth (França)
Melhor central: Vigrass (Canadá)
Melhor central: Le Roux (França)
Melhor líbero: Blair Bann (Canadá)
Melhor levantador: Benjamin Toniutti (França)
Melhor oposto: Wallace (Brasil)

SEUCLUBE
atlético mineiro
botafogo
corinthians
cruzeiro
flamengo
fluminense
gremio
internacional
palmeiras
santos
sao paulo
vasco
Facebook Lance Twitter Lance