Brasil joga com a Bulgária pela VNL em clima de Pré-Olímpico
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Brasil joga com a Bulgária pela VNL em clima de Pré-Olímpico

Brasil x França, Liga Mundial, Bruninho (Foto: Divulgação/FIVB)
Bruninho é o capitão da Seleção Brasileira (Foto: Divulgação/FIVB)
Web Vôlei - 20/06/2019 - 16:28
São Paulo
Uma prévia na busca pela vaga olímpica. Esse é um dos significados da partida entre a Seleção Brasileira masculina de vôlei e a Bulgária, nesta sexta-feira, às 21h (de Brasília), no ginásio Aecim Tocantins, em Cuiabá (MT), na abertura da quarta semana da Liga das Nações.

Brasileiros e búlgaros serão adversários novamente no início de agosto, em Varna, no Pré-Olímpico. São os favoritos no grupo que conta ainda com Egito e Porto Rico.

Certamente as duas comissões técnicas estarão de olho nos pequenos detalhes do rival para um estudo mais profundo após a VNL.

Reencontro também de Bruninho e Sokolov, parceiros na última temporada no Civitanova, da Itália. E de Rozalin Penchev e vários ex-companheiros no Sesc, como Wallace, Maurício Souza e Maurício Borges.

Segunda colocada na classificação geral da Liga das Nações, a Seleção soma 22 pontos, atrás apenas do Irã, que já somou 24. Na primeira semana da competição, em Katowice, na Polônia, a seleção brasileira venceu Estados Unidos, Austrália e Polônia, na segunda, em Tóquio, no Japão, bateu Irã, Japão e Argentina, e em Portugal, sofreu seu primeiro resultado negativo, para a Sérvia, e venceu a China e Portugal. Já a Bulgária está na 12ª posição, com três vitórias e seis derrotas.

Depois de três semanas fora do país, o oposto Wallace comemora o fato de estar em casa e poder contar com a força da torcida brasileira.

– Antes de mais nada, estar em Cuiabá significa jogar com a torcida a favor. Os torcedores nos apoiarem é essencial para a seleção brasileira e isso sempre acontece quando jogamos no Brasil. Ganhamos uma força a mais e vamos fazer de tudo para dar as três vitórias de presente porque eles merecem – disse Wallace.

O ponteiro Lucarelli também exaltou o fator casa.

– São três jogos com equipes que têm um potencial muito grande, vai ser um fim de semana difícil, mas a equipe está bem, confiante, vindo de uma sequência legal e espero que possamos dar um espetáculo para a torcida brasileira – comentou.

Contando com os levantadores Bruninho e Fernando Cachopa, o técnico Renan está na expectativa de avaliar o time ainda mais profundamente nesta etapa.

– Durante cada fim de semana são três jogos difíceis e com muita viagem, então é importante ajustar o time nesta reta final. O Bruno agora terá mais espaço para jogar nessas partidas, mas o Cachopa está muito bem, está pronto. E na medida que for necessário fazer as mudanças, mas todos tiveram oportunidades de jogar – concluiu Renan.

Ainda nesta etapa em Cuiabá, a seleção brasileira terá, ainda, Alemanha e Rússia como adversários. As partidas serão no sábado e no domingo, sempre às 21h (de Brasília) e com transmissão do SporTV 2. Os ingressos para os jogos estão à venda em www.tudus.com.br e na bilheteria do ginásio Aecim Tocantins.


E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance