Torcedor vascaíno alega ter sido agredido por dirigente do clube
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Torcedor vascaíno alega ter sido agredido por dirigente do clube

Roberto Monteiro
Roberto Monteiro é presidente do Conselho Deliberativo do Vasco (Paulo Fernandes/Vasco.com.br)
David Nascimento - 08/02/2018 - 15:07
Rio de Janeiro (RJ)
Um torcedor do Vasco alega ter sido agredido por Roberto Monteiro, presidente do Conselho Deliberativo, ao fim da partida da última quarta-feira, em São Januário, contra o Universidad Concepeción (CHI), pela Libertadores, que terminou com a vitória por 2 a 0 para o time da casa. Segundo Luis Rocha, ele estava conversando com um segurança quando o dirigente cruz-maltino passou e, sem falar nada, desferiu socos no rosto de Luis.

Luis, que é membro da Cruzada Vascaína, um dos grupos políticos do vasco, lembra que apoiou Alexandre Campello durante o processo eleitoral e a agressão teria sido motivada por coisas escritas na internet. Além disso, o torcedor ressalta que a Cruzada não foi a favor do que ele chamou de golpe - a candidatura de Campello alheia à de Julio Brant, que encabeçava a chapa.

- Sou presidente de torcida organizada tem 12 anos, nunca me meti em briga. Fui aprender a tomar porrada do presidente do Conselho Deliberativo. Ele em pessoa; E só não foi mais porque seguranças o seguraram. Eu falo como todo mundo, todos me conhecem pelo nome. Antes de acabar o jogo, fui falar com um segurança que não via há um ano e meio, pois fui um dos sócios suspensos pelo Eurico. O Roberto Monteiro passou na minha frente ao sair do camarote e continuei conversando. De repente, tomei um, dois socos... Tudo pela lateral. Tanto que meu nariz está todo inchado no lado direito. Depois, seguranças seguraram ele. Então, ele disse que eu ficava o chamando de bandido pela internet - disse ele, que completou:

- Eu era da "Frente", sou da "Cruzada"... Fui conselheiro da Cruzada nos dois últimos mandatos. Apoiei eles, estava com o Campello. O problema é que a Cruzada não apoiou o golpe.

Luís - Torcedor do Vasco agredido
Reprodução
Luis afirma que ter ido ao Jecrim de São Januário logo após o ocorrido e que ouviu que já estava fechado, não sendo atendido. Ele, então, foi a uma Unidade de Pronto Atendido (UPA) e tirou raios-x. Nesta quinta-feira, o torcedor fez um boletim de ocorrência e exame de corpo de delito.

A assessoria do Vasco foi procurada e afirmou que Roberto Monteiro passou por um processo cirúrgico nesta quinta-feira e foi pego de surpresa com a informação.

E MAIS:
icone-carregar-comentCreated with Sketch.
CARREGAR COMENTÁRIOS
Facebook Lance Twitter Lance