Paulo Vitor diz que Vasco precisa superar ausência da torcida nos jogos
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Paulo Vitor diz que Vasco precisa superar ausência da torcida nos jogos

Paulo Vitor
Paulo Vitor se colocou à disposição para atuar em outras funções em campo (Foto: Paulo Fernandes/Vasco)
Hugo Mirandela - 10/08/2017 - 15:58
Rio de Janeiro (RJ)
O Pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) decidiu manter a pena de seis jogos do Vasco por conta das cenas de violência no clássico contra o  Flamengo, mas agora com portões fechados. Assim, o Cruz-Maltino pode voltar a jogar em São Januário depois do jogo contra o Palmeiras, caso consiga a liberação do estádio junto ao Ministério Público do Rio de Janeiro, mas sem público. Para o atacante Paulo Vitor, jogar sem o apoio dos torcedores é ruim, mas o time precisa saber superar isso.

- A torcida ajuda muito a gente, porque empurra o time. A gente já jogou sem torcida, há uma diferença, mas a gente tem que entrar e buscar a vitória com ou sem torcida - disse o jovem, de apenas 18 anos, em coletiva após o treino desta quinta-feira.

Paulo Vitor também explicou sua reação no desentendimento entre Rodrigo e Milton Mendes após o empate contra a Ponte Preta. Um dos jogadores que estavam perto do ocorrido, ele disse que não agiu porque ficou assustado na hora e que está fechado com Milton. 

- Foi uma situação muito desagradável. Nós e o professor pensamos que fosse brincadeira. Fiquei muito assustado, entrei em estado de choque. Só pude falar para o Jean ir lá (separar). Falei com o professor e está tudo resolvido. Muitos disseram que não o ajudei. Muito pelo contrário. Só tenho a agradecer ao Milton aqui dentro. Foi um cara que me deu oportunidade. Estou fechado com ele - contou Paulo Vitor.

Para a partida contra o Palmeiras, neste domingo, a expectativa é que o atacante Luis Fabiano volte ao time. Como estava jogando como referência no ataque, assim Paulo Vitor pode perder sua vaga no time titular. Porém, o jovem fez questão de elogiar o Fabuloso e se coloca à disposição para jogar em outras funções.

- Acho que a volta do Luis Fabiano é muito importante para o grupo. Estou muito feliz com o retorno dele, é um cara que ajuda muito. Eu posso fazer outras funções, mas isso aí eu deixo para o treinador. Estou aí para ajudar, é decisão dele. O que o Milton achar que é melhor para o grupo, é bem-vindo.

E MAIS:
icone-carregar-comentCreated with Sketch.
CARREGAR COMENTÁRIOS
Facebook Lance Twitter Lance