Mesmo sem torcida, retorno à Colina é visto com bons olhos no Vasco
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Mesmo sem torcida, retorno à Colina é visto com bons olhos no Vasco

Especial São Januário 90 anos
Colina ficou sem receber jogos por conta das confusões após o clássico contra o Fla (Foto: Davi Fernandes/L!press)
LANCE! - 12/08/2017 - 07:55
Rio de Janeiro (RJ)
Caso consiga a desinterdição de São Januário junto ao Ministério Público do Rio de Janeiro, o Vasco pode voltar a jogar no estádio na partida contra o Grêmio, no dia 10 de setembro. No entanto, por conta de punição do Pleno do STJD, o jogo precisará ser de portões fechados. Mesmo assim, o retorno à Colina Histórica é vista com bons olhos, como opção melhor do que mandar jogos no Raulino de Oliveira com a presença de torcedores.

O técnico Milton Mendes classificou como 'importantíssimo' o retorno a São Januário. Ele destaca que é um lugar onde o time está acostumado e isso dá um ganho técnico, mesmo sem a presença dos torcedores.

- É importantíssimo. É nosso campo, nossa casa. Na sua casa, você nem precisa acender a luz para andar por ela, porque você conhece tudo. É como São Januário. Nós conhecemos cada detalhe, nosso gramado, onde treinamos todos os dias. Agora, estar no nosso campo é fundamental, mesmo sem a presença dos nossos torcedores, porque sabemos que logo eles estarão do nosso lado - disse Milton, frisando que toda confusão que aconteceu após o clássico contra o Flamengo precisa ficar de lição, já que prejudicou a equipe.

- Tem que ficar para todos nós um aprendizado muito grande com isso, porque perdemos o mando de campo e nos prejudicamos muito. Nos levou para Volta Redonda, onde não fomos felizes nos dois jogos - completou.

O Vasco terminou o primeiro turno do Brasileirão em 12º lugar, com 24 pontos. Em balanço dessa primeira parte da competição, o treinador disse que o Vasco poderia estar em uma posição melhor se não precisasse jogar em Volta Redonda.

- Eu considero que os dois jogos que fizemos em Volta Redonda nos colocou nessa posição. Se nós tivéssemos ganho um jogo e ao menos empatado outro, eram quatro pontos a mais, estaríamos lá em cima. Está tudo em aberto. Nosso grupo está consciente de que poderíamos ter feito mais. Porém, já estamos fazendo mais do que muitos esperariam - comentou o treinador, que acredita que as próximas rodadas vão definir onde cada equipe vai brigar na tabela.

- Existe um equilíbrio muito grande entre as equipes e nas próximas cinco, sete rodadas será o divisor de águas para as equipes, mostrar quem vai para cima ou para baixo. Então, é importante estarmos concentrados e preparados para as adversidades. Está tudo em aberto, se nos prepararmos bem, coisas boas vão aparecer.

E MAIS:
icone-carregar-comentCreated with Sketch.
CARREGAR COMENTÁRIOS
Facebook Lance Twitter Lance