Foco na parte física marca trabalho de Vanderlei Luxemburgo no Vasco
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Foco na parte física marca trabalho de Vanderlei Luxemburgo no Vasco

Luxemburgo Vasco
Vanderlei Luxemburgo trabalha para melhorar forma física dos jogadores (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco.com.br)
LANCE! - 10/06/2019 - 07:00
Rio de Janeiro (RJ)
Jogadores fora de forma, lesões e dificuldades para manter o ritmo no segundo tempo. Este foi o cenário físico encontrado por Vanderlei Luxemburgo quando chegou ao Vasco, no dia 8 de maio (o trabalho começou apenas no dia 13). Depois de pouco mais de um mês no comando da equipe cruz-maltina, o treinador começa a colher os frutos do rigor. Mas o caminho a ser percorrido ainda é longo.

De acordo com o preparador físico Antônio Mello, em entrevista à "Rádio Brasil", oito jogadores estavam acima do peso quando a nova comissão chegou ao clube. Com regras estabelecidas para cada atleta, o caso que mais se destacou foi o de Maxi López, que estava acima de 100 kg e tinha uma recuperação traçada em 10 dias. Não deu tempo, pois o argentino rescindiu o contrato antes.

Os trabalhos de força e velocidade vem sendo constantes. Inclusive, na última semana, os jogadores fizeram atividade na caixa de areia para melhorar nesses aspectos. Na mesma entrevista, o preparador afirmou que desgaste emocional e ansiedade podem gerar questões físicas. Isso pode explicar a queda de rendimento no segundo tempo das partidas e, consequentemente, os gols sofridos na parte final dos jogos.




E MAIS:
Ao menos uma vez na semana o Vasco realiza treinos integrais, nos períodos da manhã e da tarde. A parada para a Copa América será essencial para o planejamento. Com pouco tempo para implantar as ideias antes da pausa, o treinador reduzirá o tempo de descanso dos atletas. 

O Vasco, inclusive, encaminha uma intertemporada em Foz do Iguaçu, no Paraná, onde o clube pretende ficar na semana que antecede a partida contra o Grêmio, no dia 14, em Porto Alegre. A informação foi dada inicialmente pelo 'Globoesporte' e confirmada pelo LANCE!.

- A nossa folga será de cinco ou no máximo seis dias. Não estamos no momento de dar 13 dias de folga para ninguém. Não estamos lá em cima. Estamos na confusão. Temos de pegar esse tempo e trabalhar o máximo possível - disse o treinador após a vitória por 2 a 1 contra o Internacional.


Facebook Lance Twitter Lance