Vasco evolui vencendo, mas o sofrimento escancara velhos defeitos
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Vasco evolui vencendo, mas o sofrimento escancara velhos defeitos

Vasco x Internacional
Vasco brilhou no primeiro tempo, mas foi mal na segunda etapa (Rafael Ribeiro/Vasco)
Felippe Rocha - 08/06/2019 - 08:10
Rio de Janeiro (RJ)
Dificilmente o cenário para a primeira vitória do Vasco no Campeonato Brasileiro seria mais dramático se tivesse sido roteirizado. O alívio de jogadores e torcedores após o apito final provam que o mais importante era tirar as duas bigornas das costas de cada um e somar três pontos de uma só vez. Mas o que as quatro linhas de São Januário apresentaram, na partida contra o Internacional, indicam pontos positivos e antigos problemas.

Vanderlei Luxemburgo deu nova cara ao Vasco. É perceptível a preferência pelos flancos e o próprio treinador admite que seus comandados ainda não conseguem atuar de forma tão ofensiva com tranquilidade. Por isso os três volantes continuam.

- É uma coisa que temos que ter sensibilidade. A equipe não está preparada para jogar se expondo - comentou, durante a sincera entrevista coletiva após a partida desta sexta-feira.




Fatores positivos: a comemoração de Danilo Barcelos, mesmo sem ter sido ele o autor do segundo gol (bateu a falta no travessão e Tiago Reis pegou o rebote) mostra que pode estar renovada a confiança do lateral-esquerdo. Confiança em declínio aparente em alguns atletas. Por isso mesmo a boa atuação do meio-campo, com Andrey, dá nova opção ao comandante.

No ataque, Tiago Reis segue competente junto às chances que recebe. Deverá receber concorrência no período da Copa América, mas fica nítido que já se trata de mais do que um mero jovem reserva.

Luxemburgo afirmou que o Internacional teve méritos para encurralar o Vasco no segundo tempo. E, de fato, tudo o que Odair Hellmann poderia fazer deu certo em termos de criatividade. Mas Yago Pikachu sofreu na lateral, Jairinho desperdiçou seguidas posses de bola e o meio-campo nunca mais encaixou a marcação no rival. O Vasco recuou e poderia ter sido até derrotado. Tem virtudes e problemas para olhar até a próxima quinta-feira, contra o Ceará.

E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance