Crise dos pênaltis: quem deve bater? Qual o tamanho do prejuízo ao Vasco?
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Crise dos pênaltis: quem deve bater? Qual o tamanho do prejuízo ao Vasco?

Vasco x Santos - Rossi sofrendo penalti
Rossi sofreu o pênalti e ele mesmo foi para a cobrança, mas parou no goleiro (Nayra Halm/Fotoarena/Lancepress!)
Felippe Rocha - 07/10/2019 - 07:40
Rio de Janeiro (RJ)
Uma das primeiras declarações de Vanderlei Luxemburgo após o jogo foi com a intenção de minimizar as polêmicas: "Eu determinei". Ocorre que Rossi foi para a cobrança e perdeu a chance de colocar o Vasco em vantagem no placar contra o Santos. O que deveria ser uma chance clara de gol passou a ser um drama: quem deve bater os pênaltis do Vasco? Qual o tamanho do prejuízo ao time cruz-maltino neste Campeonato Brasileiro?

Antes de Rossi cobrar do lado esquerdo de Everson, que defendeu a cobrança, Yago Pikachu errou diante do Cruzeiro e do Flamengo. Bruno César falhou frente ao mesmo Rubro-Negro.

TABELA
> Confira a classificação e o simulador do Brasileiro clicando aqui




Três jogos dos quais em dois o placar seria alterado. A partida contra a Raposa mudaria de 0 a 0, no Mineirão, para 1 a 0 no início do segundo tempo. A defesa do goleiro santista foi ainda no primeiro tempo, quando o placar também via a igualdade inicial. Os pênaltis desperdiçados diante do Flamengo foram quando o placar já marcava 2 a 0 e 3 a 1 contra o time de São Januário. Um máximo de seis pontos a mais poderia estar na conta.

Desde que Maxi López deixou o clube, ainda no primeiro semestre, as cobranças mudaram de mão - ou de pés. Yago Pikachu tinha aproveitamento amplamente positivo, mas parou em Diego Alves no clássico disputado no Mané Garrincha, em Brasília. Na ocasião da segunda cobrança, Bruno César foi quem tentou. Este nem para o banco costuma ser relacionado ultimamente.

Danilo Barcelos converteu penalidade contra o Athletico, após pedir confiança a Yago Pikachu e ser apoiado. O cenário do último sábado foi diferente: a determinação foi de Luxemburgo. O treinador havia visto "confiança" no atacante que transformou em gol a oportunidade da marca da cal que teve no duelo contra o Atlético-MG. Não houve discussão. Treinam mais frequentemente para as ocasiões Yago Pikachu, Danilo Barcelos e Rossi.

E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance