Conselho é convocado para decidir sobre inquérito contra Campello
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Conselho é convocado para decidir sobre inquérito contra Campello

  •  Montagem Alexandre Campello e Roberto Monteiro
    Alexandre Campello e Roberto Monteiro. Confira a seguir outras imagens na galeria LANCE! Paulo Fernandes/Vasco.com.br e Divulgação
  •  Eleição - Vasco
    Eleição - Vasco Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br
  •  Eleição - Vasco
    Eleição - Vasco Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br
  •  Eleição - Vasco
    Eleição - Vasco Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br
  •  Eleição - Vasco
    Eleição - Vasco (Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)
  •  Eleição - Vasco
    Eleição - Vasco (Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)
  •  Eleição - Vasco
    Eleição - Vasco (Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)
  •  Eleição - Vasco
    Eleição - Vasco (Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)
  •  Eleição - Vasco
    Eleição - Vasco (Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)
  •  Eleição - Vasco
    Eleição - Vasco (Foto: David Nascimento)
  •  Eleição - Vasco
    Eleição - Vasco (Foto: David Nascimento)
  •  Eleição - Vasco
    Eleição - Vasco (Foto: David Nascimento)
  •  Eleição - Vasco
    Eleição - Vasco (Foto: David Nascimento)
  •  Eleição - Vasco
    Eleição - Vasco (Foto: David Nascimento)
  •  Eleição - Vasco
    Eleição - Vasco (Foto: David Nascimento)
  •  Eleição - Vasco
    Eleição - Vasco (Foto: David Nascimento)
  •  Eleição - Vasco
    Eleição - Vasco (Foto: David Nascimento)
  •  Eleição - Vasco
    Eleição - Vasco (Foto: David Nascimento)
  •  Eleição - Vasco
    Eleição - Vasco (Foto: David Nascimento)
  •  Eleição - Vasco
    Eleição - Vasco (Foto: David Nascimento)
David Nascimento - 10/05/2018 - 16:44
Rio de Janeiro (RJ)
Presidente do Conselho Deliberativo do Vasco, Roberto Monteiro convocou nesta quinta-feira o órgão para segunda-feira, às 20h em primeira convocação, na sede náutica do clube, deliberar sobre a abertura ou não de inquérito contra Alexandre Campello, presidente cruz-maltino. Monteiro, em documento enviado aos conselheiros (confira trecho do texto abaixo), avisa que em caso de abertura de inquérito, na mesma reunião será composta a Comissão Especial de Inquérito e terá a deliberação sobre a adoção ou não de medidas liminares e/ou preventivas contra o mandatário. Uma abertura seria considerada como primeiro passo de um processo de impeachment contra Alexandre Campello.

Para o inquérito ser aberto se faz necessária a maioria simples dos votos dos conselheiros, afirmou Roberto Monteiro em contato com o LANCE!. A reportagem conversou também com membros do Deliberativo que afirmaram que a expectativa é a de o inquérito ser realmente instaurado, já que o grupo da Identidade Vasco, somado aos seus aliados, tem número suficiente para aprovar a votação. Situação que no momento não se repetiria caso a votação já fosse de impeachment, quadro que necessita de dois terços dos 300 conselheiros para aprovação. Informações de bastidores dão conta para possíveis áudios contra Alexandre Campello serem apresentados na reunião. Os grupos políticos, ainda mais os de oposição, irão se posicionar sobre o caso somente após terem acesso ao teor da denúncia e as provas a serem feitas.

A crise política do Vasco agravou no início deste mês com o racha do grupo de Alexandre Campello com o Identidade Vasco, de Roberto Monteiro. O Identidade fornecia sustentação de governabilidade ao atual presidente cruz-maltino. No sábado passado, 13 vice-presidentes, pertencentes ao grupo político que saiu da situação, renunciaram aos seus cargos. Na segunda, uma coletiva foi dada, encabeçada pelo ex-vice de futebol Fred Lopes, onde os ex-dirigentes denunciaram Campello contra falta de transparência, sumiço da pasta do atacante Paulinho, vendido ao Bayer Leverkusen, da Alemanha, falta de consulta, possibilidade de sumiço de dinheiro, além do fato de ex-vice de finanças Orlando Marques não ter assinado o balanço do Vasco de 2017. No dia seguinte, Campello se explicou e se defendeu de todas as denúncias. Nos bastidores esta agilidade é vista com "estranheza" já que nos posicionamentos antes desta quinta, a Identidade Vasco afirmara não pensar em impeachment.

Além desta reunião, Alexandre Campello estará a partir das 12h desta sexta-feira em outro encontro, o do Conselho de Beneméritos do Vasco. O poder foi convocado por Eurico Miranda, presidente do mesmo, para que o mandatário cruz-maltino preste os esclarecimentos sobre os últimos acontecimentos da administração. No Deliberativo, caso o inquérito seja aprovado e instaurado e, consequentemente, com o resultado, o impeachment aprovado, se todo este processo acontecer até o meio de 2019, uma nova eleição é feita entre os conselheiros para os cargos da Diretoria Administrativa - inclusive o presidente. O primeiro vice-presidente geral, Elói Ferreira, da Identidade Vasco, assumiria em caso de impeachment somente se o mesmo acontecer após 18 meses do início da gestão de Campello, o que ocorreu em janeiro deste ano.

> Confira abaixo o texto da convocação do Deliberativo:

"Conhecer as denúncias apresentadas por Conselheiros em face de atos praticados pelo Presidente da Diretoria Administrativa, que chegaram ao conhecimento do Presidente do Conselho Deliberativo, bem como discutir e deliberar sobre a instauração ou não de inquérito administrativo para apuração ou esclarecimento dos fatos, conforme art. 81, XIV, do Estatuto Social e caso positiva tal deliberação:

- Tomar conhecimento da nomeação e composição de Comissão Especial de Inquérito a ser nomeada para tal fim pelo Presidente do Conselho Deliberativo nos termos do que estipula a alínea 'e', do inciso I, do art. 85 do Estatuto Social; e

- Discutir e deliberar sobre a adoção ou não de medida(s) liminar(es) e/ou preventiva(s) em defesa dos interesses sociais e/ou da garantia da instrução probatória e lisura do procedimento, assegurando ao Presidente da Diretoria Administrativa o exercício do contraditório e da ampla defesa".


E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance