L! compara números de balanços do Vasco de 2017 de Campello e Eurico
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

L! compara números de balanços do Vasco de 2017 de Campello e Eurico

  •  Montagem - Eurico Miranda e Campello
    Eurico Miranda e Alexandre Campello estarão em lados opostos no Conselho Deliberativo (Fotos: Paulo Fernandes/Vasco e David Nascimento/LANCE!Press)
  •  Alexandre Campello em reunião do Deliberativo do Vasco
    Alexandre Campello em reunião do Deliberativo do Vasco David Nascimento/LANCE!Press
  •  Alexandre Campello - Presidente do Vasco
    Alexandre Campello - Presidente do Vasco (Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)
  •  Coletiva Alexandre Campello
    Coletiva Alexandre Campello Armando Paiva/Raw Image
  •  Alexandre Campello - Presidente do Vasco
    Alexandre Campello - Presidente do Vasco (Foto: David Nascimento)
  •  Montagem Alexandre Campello e Roberto Monteiro
    Montagem Alexandre Campello e Roberto Monteiro Paulo Fernandes/Vasco.com.br e Divulgação
  •  Eurico e Campello
    Eurico e Campello David Nascimento
  •  Eurico - Vasco
    Eurico - Vasco Foto: David Nascimento
  •  Eurico Miranda
    Eurico Miranda (Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)
  •  Eurico Miranda
    Eurico Miranda (Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)
David Nascimento - 02/11/2018 - 07:00
Rio de Janeiro (RJ)
A noite de quinta-feira será de discussão no Conselho Deliberativo do Vasco. Na sede náutica, na Lagoa, os conselheiros do clube irão deliberar sobre qual balanço de 2017 será válido: o apresentado pelo atual presidente Alexandre Campello ou o entregue por Eurico Miranda, então mandatário na ocasião. O LANCE! compara os números dos dois documentos.

O balanço de 2017 elaborado por Alexandre Campello foi publicado no dia 30 de abril deste ano – com auditoria externa da BDO. Já o apresentado por Eurico Miranda foi entregue em 24 de setembro aos conselhos do Vasco – auditoria da Anend Auditores Independentes.

No balanço de Campello, o Vasco no exercício de 2017 terminou com déficit de R$ 22.954.000,00. Já o déficit da conta entregue por Eurico aponta R$ 20.173.273,00 – uma diferença de R$ 2.780.727,00 entre as avaliações entregues pelo atual presidente do clube e o ex-mandatário referente ao mesmo período.

No geral apresentado no balanço por Campello, em 2017 o Vasco teve R$ 192.554.000,00 de receita líquida. De despesa, o montante de R$ 215.510.000,00. Nestes mesmos moldes, no balanço apresentado por Eurico, o Vasco em 2017 teve R$ 192.446.594,00 de receita. De despesa, o valor de R$ 212.619.897,00.

O déficit de 2017 pelo entregue por Campello é cerca de R$ 35 milhões de diferença se comparado com o ano de 2016 e no documento apresentado por Eurico, quase R$ 32 milhões de diferença. Pelos balanços, o ano de 2016 terminou com superávit de quase R$ 12 milhões.

Os números referentes aos ativos e patrimônios líquidos do Vasco também são discrepantes entre os vistos nos balanços de Alexandre Campello e Eurico Miranda. No do atual presidente, o valor de R$ 343.777.000,00 é visto no fechamento de 2017, contra o valor de R$ 271.596.405,00 no do ex-mandatário cruz-maltino, diferença de R$ 72.180.595,00 entre um e outro.

Já no passivo, o Vasco terminou 2017 com R$ 645.171.000,00 pelos números no balanço de Campello, contra R$ 582.621.272,00 pelo apresentado por Eurico. A diferença nestes casos é de um total de R$ 62.549.728,00.

Alexandre Campello acredita que o balanço que apresentou é o válido. O Conselho Fiscal não entendeu desta maneira por maioria, por conta de não conter assinatura e consentimento de Eurico Miranda, presidente na oportunidade. Edmilson Valentim chegou a divulgar uma nota oficial sobre o assunto, classificando o ato do atual mandatário como um descumprimento ao estatuto do Vasco. As conversas nos bastidores por votos devem se intensificar nos próximos dias.

E MAIS:
PARECERES SERÃO LEVADOS À DISCUSSÃO

Além da recomendação por maioria do Conselho de Beneméritos pela aprovação das contas com base no balanço entregue por Eurico Miranda, membros do Conselho Fiscal também elaboraram pareceres, a favor e contra, na questão de qual documento de 2017 será validado. Por maioria, o órgão também recomendou aprovação das do Eurico.

No parecer, assinado por Rafael Landa, membro do Conselho Fiscal, foi apontadas diferenças entre os balanços de Alexandre Campello e Eurico na questão dos valores. O documento cita ainda nota oficial publicada pelo atual presidente no site do Vasco dando legitimidade para tal, citando o artigo 99 do estatuto – onde diz que o presidente deve prestar contas anualmente de sua gestão.

Otto Carvalho, também membro do Conselho Fiscal do Vasco e que votou contra a aprovação dos números apresentados por Eurico Miranda, protocolou um parecer que pede a reprovação do balanço de 2017 com responsabilização pessoal. Otto argumentou alguns pontos para justificar a sua análise, como falhas nos controles internos de antecipação de recursos, omissão do contrato da compra e venda do volante Douglas ao Manchester City, da Inglaterra, em 2017, além de descumprimento de leis.

Otto Carvalho, em seu parecer, também pede que o Conselho Deliberativo do Vasco analise “eventual prática de gestão irregular ou temerária (...) cometidas pelos srs. Eurico Miranda e Marcos Carvalho, respectivamente presidente e vice-presidente de finanças do Vasco no período sob análise”. O conselheiro estende o pedido de análise a Silvio Godoi e Dênis Dias.

O parecer de Otto termina com “não se eximirão das responsabilidades individuais, no caso de eventual punição ao Vasco aplicada pelo Apfut – principalmente a exclusão do parcelamento fiscal – os membros do Conselho Deliberativo que votarem pela aprovação das contas de 2017 ou o presidente deste poder em caso de votação não ser nominal, mesmo seguindo recomendação do parecer diverso deste”.

CONTAS CAMPELLO x EURICO

Entrega e auditoria
Alexandre Campello publicou o balanço de 2017 no dia 30 de abril deste ano – com auditoria externa da BDO. Já o de Eurico Miranda foi entregue em 24 de setembro – auditoria da Anend Auditores Independentes. A tendência é a de que o de Eurico seja o considerado e aprovado no Conselho Deliberativo – as partes buscam votos nos bastidores até quinta-feira.

Assinaturas
O balanço publicado por Campello tem as assinaturas dele próprio como presidente, e o contador Anderson Paulo Silva Santos, da empresa Grant Thornton Outsourcing Serviços Contábeis Ltda. Já o entregue por Eurico Miranda tem a dele próprio como presidente, Marcos Carvalho como vice de finanças e Miguel Vaz como contador.

Resultado de 2017
No balanço de Campello, o Vasco terminou com déficit de R$ 22.954.000,00. Já no entregue por Eurico aponta déficit de R$ 20.173.273,00 – uma diferença de R$ 2.780.727,00.

Receita e despesa
Na apresentada por Campello, em 2017 o Vasco teve R$ 192.554.000,00 de receita el R$ 215.510.000,00 de despesa. Nestes mesmos moldes, no entregue por Eurico, a receita computou R$ 192.446.594,00, com despesa em R$ 212.619.897,00.

Ativo e patrimônio
No do atual presidente, o valor de R$ 343.777.000,00 é visto no fechamento de 2017 como ativo e patrimônio líquido, contra o montante de R$ 271.596.405,00 no do ex-mandatário cruz-maltino, R$ 72.180.595,00 de diferença.

Passivo
O Vasco terminou 2017 com R$ 645.171.000,00 pelos números no balanço de Campello, contra R$ 582.621.272,00 pelo apresentado por Eurico. A diferença nestes casos é de um total de R$ 62.549.728,00.

Facebook Lance Twitter Lance