menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Campello responde aos mesmos temas de Brant e Otto em debate

  •  Onda Verde
    Alexandre Campello é um dos candidatos à presidência do Vasco. Confira a seguir a galeria especial do LANCE! Divulgação
  •  Ponte Preta x Vasco
    Ponte Preta x Vasco Eduardo Carmim/Photo Premium
  •  Ponte Preta x Vasco
    Ponte Preta x Vasco Eduardo Carmim/Photo Premium
  •  Ponte Preta x Vasco
    Ponte Preta x Vasco Eduardo Carmim/Photo Premium
  •  Ponte Preta x Vasco
    Ponte Preta x Vasco Eduardo Carmim/Photo Premium
  •  Ponte Preta x Vasco
    Ponte Preta x Vasco Eduardo Carmim/Photo Premium
  •  Ponte Preta x Vasco
    Ponte Preta x Vasco Eduardo Carmim/Photo Premium
  •  Ponte Preta x Vasco
    Ponte Preta x Vasco Eduardo Carmim/Photo Premium
  •  Ponte Preta x Vasco
    Ponte Preta x Vasco Eduardo Carmim/Photo Premium
  •  Ponte Preta x Vasco
    Ponte Preta x Vasco Eduardo Carmim/Photo Premium
LANCE! - 10/08/2017 - 17:05
Rio de Janeiro (RJ)
O LANCE!, respeitando a igualdade entre os candidatos na divulgação de suas ideias, abre a Alexandre Campello, da chapa "Frente Vasco Livre" à presidência do Vasco na eleição do próximo mês de novembro, o mesmo espaço que foi destinado aos candidatos que já confirmaram que participarão do pleito - Júlio Brant, da "Sempre Vasco", Otto Carvalho, do "Ao Vasco Tudo" -. e que estiveram no debate na última quarta-feira (clique aqui e leia a reportagem completa), a qual o Campello não esteve presente. As respostas foram enviadas por e-mail e aos mesmos temas que foram respondidos pelos seus concorrentes publicados pelo LANCE!.

Necessidade de Centro de Treinamento
"Mesmo considerando as imensas dificuldades financeiras a serem enfrentadas por quem assumir o clube, é imperioso que o futebol caminhe bem, com base em organização da atividade profissional e da base. Faremos, aliás, uso intensivo da base – basta ver os jogos do Vasco no atual Campeonato Brasileiro para ver que temos um futuro promissor. Vamos desenvolver um projeto para viabilizar a construção de um moderno Centro de Treinamento. A ideia é que ele integre a base e os profissionais. Queremos acompanhar de perto os garotos. Valorizar a base é valorizar o mais importante ativo do Vasco, além de ser fundamental na montagem de um time aguerrido, que tenha identificação com a camisa do clube. Obter o Certificado de Clube Formador (CCF), respeitando determinados requisitos exigidos, também será prioritário. Dos grandes clubes do Rio, o Vasco é o único a não possuir o documento concedido pela CBF e que permite uma série de benefícios – entre eles, o de proteger os jovens atletas de interesses de outros clubes"

Possível candidatura de Fernando Horta
"Não enxergamos ele como oposição. Ainda não ficou definido se quem vem pela situação é o Eurico, ou se ele vai abrir espaço para o Fernando Horta. Precisamos aguardar"

Chapa Única da Oposição
"Duas coisas são importantes de serem frisadas. Estamos atentos vendo os diversos apelos de união, encaramos esses apelos com seriedade e responsabilidade. Vamos conversar com todos os grupos na bilateralidade para alcançar esse objetivo. É um compromisso da Frente Vasco Livre. Outra coisa que é importante frisar que somos o grupo que primeiro trabalhou pela união da oposição. Basta ver que a Frente Vasco Livre reúne sete destas correntes: Identidade Vascaína, Cruzada Vascaína, Pro Vasco, Vira Vasco, Desenvolve Vasco, Time da Virada e Vasco Imortal. Pretendemos continuar conversando com todos os outros grupos no sentido de unificar. Dizem que somos contra pesquisa para definir um candidato, o que não é verdade. A questão é que pesquisa não é algo simples de ser feito. A pesquisa tem sempre o problema da margem de erro que se baseia em hipóteses nem sempre verificáveis pelo público. O cadastro do Vasco também não contribui para a seleção de amostra, uma vez que muitos sócios remidos não foram recadastrados em 2014. Na última reunião colocamos a possibilidade de fazer uma Convenção como se fosse um primeiro turno da Oposição Vascaína, como alternativa à pesquisa – o próprio Julio Brant aceitou. A Convenção atinge o foco que é da
oposição e é mais confiável pelo fato de não ser apenas uma estimativa de amostra com diversas variáveis, como a pesquisa, mas a realidade de uma votação e de sócios realmente aptos e dispostos a votar"

Nepotismo
"Nepotismo é uma prática nefasta que a gente tem vivenciado no Vasco nos últimos anos, e que obviamente não entrega o melhor para o clube. Os espaços devem ser ocupados por meritocracia, e na nossa gestão será dessa forma que vamos proceder"

Gestão do clube
"O legado a ser deixado por nossa gestão se traduz em nove prioridades estratégicas: resgate do relacionamento com a torcida e sócios; equilíbrio financeiro; futebol competitivo; gestão moderna e profissional; transparência; resgate da imagem do clube; valorização do patrimônio; expansão das receitas comerciais e autossuficiência dos esportes olímpicos e amadores"

Planejamento Financeiro
"Uma de nossas propostas é de reestruturar toda a parte que diz respeito ao programa de sócios, que hoje é o menor do Rio. Um programa de sócios bem feito, transparente, contemplando diversas categorias, será uma excelente fonte de receitas para o clube. Hoje, as receitas do Vasco são quase que exclusivas – 80%, se não me engano -, do direito de transmissão da TV, então há uma necessidade de explorar melhor outras fontes de receita como o marketing, o licenciamento, a área comercial.... Temos que buscar um aumento dessas receitas e diminuir os gastos, controlá-los, trabalhando o orçamento com planejamento, gerindo bem os recursos. O dinheiro do Vasco tem que
ser melhor investido. Faremos um melhor controle dos gastos através de rigoroso mapeamento de processos em todas as atividades do clube e análise do preço unitário de todos os contratos, além do estabelecimento de comitês rígidos de gerenciamento e aprovação de qualquer despesa"

Resgatar Engajamento da Torcida do Vasco
"O Vasco da Gama é um gigante no desporto nacional e internacional, com uma torcida enorme e uma linda História, sendo natural que o maior legado a ser deixado pela próxima gestão seja o resgate do relacionamento com seus torcedores e sócios. Com o novo plano para os sócios, o intuito é aumentar a arrecadação e explorar as características de torcida nacional do Vasco. Vamos fazer a implantação de Casas e Embaixadas de Vascaínos, no intuito de estreitar o relacionamento do clube em todo o território nacional. Além disso, pretendemos fazer uma democratização real das eleições, proporcionando que o verdadeiro dono do Vasco, sua torcida, ajude na escolha do novo gestor do clube. Vamos avaliar a pertinência e a viabilidade da votação eletrônica"

Balanço e Dívidas
"A atual gestão deverá deixar o Vasco com uma dívida acima dos R$ 500 milhões, um déficit financeiro na ordem de R$ 60 a R$ 70 milhões por ano e gastos com a máquina administrativa de mais de R$ 200 milhões. Por isso, o equilíbrio financeiro é fator chave para o próximo triênio e, possivelmente, para a continuidade do Vasco como um clube grande, principalmente no futebol. Sobre renegociação da dívida: objetivo é reduzir os juros, alongar os prazos e obter o perdão parcial de alguns débitos, situações absolutamente normais em negociações de dívidas elevadas e com um devedor em situação financeira frágil como o Vasco atual. Faremos a adoção de sistemáticas de Planejamento Estratégico, Disciplina de Capital e Controladoria. Ou seja, todos os departamentos do clube devem ser acompanhados pela sua dotação orçamentária tanto para as receitas quanto para gastos e investimentos, de forma a tornar o Vasco sustentável financeiramente no curto, médio e longo prazos"

E MAIS:
SEUCLUBE
atlético mineiro
botafogo
corinthians
cruzeiro
flamengo
fluminense
gremio
internacional
palmeiras
santos
sao paulo
vasco
Siga nas redes sociais
Facebook Lance Twitter Lance