Bandeira branca! Evander quer fazer as pazes com a torcida do Vasco
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Bandeira branca! Evander quer fazer as pazes com a torcida do Vasco

  •  Evander - Vasco
    Evander - Vasco Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br
  •  Desembarque do Vasco - Evander
    Desembarque do Vasco - Evander (Foto: David Nascimento)
  •  Evander e Thiago Galhardo
    Evander e Thiago Galhardo Paulo Fernandes/ VASCO
  •  Evander treino do Vasco
    Evander treino do Vasco (Foto: Paulo Fernandes/Vasco)
  •  Evander treino do Vasco
    Evander treino do Vasco (Foto: Paulo Fernandes/Vasco)
  •  Evander - Vasco
    Evander - Vasco (Foto: Nelson Costa/Vasco.com.br)
  •  Evander - Vasco
    Evander - Vasco (Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco)
  •  Evander - Vasco
    Evander - Vasco (Foto: Thiago Moreira / Vasco)
  •  Evander - Vasco
    Evander - Vasco (Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco)
  •  Evander - Vasco
    Evander - Vasco (Foto: Paulo Fernandes / Vasco.com.br)
LANCE! - 10/07/2018 - 08:00
Rio de Janeiro (RJ)
O primeiro semestre de Evander com a camisa do Vasco é para ser esquecido. Bastante criticado, se envolveu em polêmica com os torcedores, acabou sendo afastado por uma semana pelo presidente Alexandre Campello, e por pouco não deixou o clube para ir ao Atlético-MG. Para este segundo semestre, o meia quer mais: reconquistar o apoio dos vascaínos, agora de volta à titularidade da equipe do técnico Jorginho.

– Minha cabeça está totalmente voltada para o Vasco. Sei que minha situação não é das melhores, mas quero voltar a fazer meus gols, fazer grandes jogos e poder conquistar coisas grandes. Quero fazer as pazes com a torcida e ficar bem. Depende só de mim. Eu quem estou no campo. Espero melhorar e inverter essa situação – afirmou Evander.

Evander foi testado durante o período de treinos em Pinheiral, no sul do Rio de Janeiro, mais avançado, como se fosse um centroavante. Ele comentou sobre esta improvisação na equipe de Jorginho e sobre sua atuação no amistoso contra a Portuguesa, no sábado.

– Jorginho me dá toda liberdade na frente. Estamos com a falta de um centroavante, então estou fazendo essa função. Fui bem no amistoso. Não é a minha jogar de costas no meio dos zagueiros, por isso que ele me dá a liberdade de movimentar e pegar a bola de frente – destacou a cria da base de São Januário antes de completar sobre a chance de o Vasco avançar pelo Bahia na Copa do Brasil, segunda, depois de perder a ida por 3 a 0:

– Já vimos de tudo no futebol. Não é impossível. Temos que ter calma, concentração e aproveitar as chances. Claro que o ideal é marcar o quanto antes. Vamos brigar pelos nossos objetivos neste segundo semestre da temporada.

E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance