TIM 4G: Acácio, um goleiro incontestável na história do Vasco
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

 

TIM 4G: Acácio, um goleiro incontestável na história do Vasco

  •  Ex-goleiro Acácio pelo Vasco
    Ex-goleiro Acácio pelo Vasco Reprodução
  •  Ex-goleiro Acácio pelo Vasco
    Ex-goleiro Acácio pelo Vasco Reprodução
  •  Ex-goleiro Acácio pelo Vasco
    Ex-goleiro Acácio pelo Vasco Reprodução
  •  Ex-goleiro Acácio pelo Vasco
    Ex-goleiro Acácio pelo Vasco Reprodução
  •  Ex-goleiro Acácio pelo Vasco
    Ex-goleiro Acácio pelo Vasco Reprodução
  •  Ex-goleiro Acácio pelo Vasco
    Ex-goleiro Acácio pelo Vasco Reprodução
LANCE! - 14/08/2017 - 14:33
Rio de Janeiro
E MAIS:
Acácio Cordeiro Barreto, natural de Campos dos Goytacazes, no Rio, nasceu no dia 20 de janeiro de 1959. Era especialista em pegar pênaltis. É um dos ídolos incontestáveis do Vasco, dividindo com Mazaropi e Carlos Germano o posto de arqueiro do coração dos cruz-maltinos. É um dos homenageados pela TIM, patrocinadora dos quatro grandes clubes cariocas, como craque TIM 4G do passado.

Antes de chegar ao Vasco, em 1982, defendeu o gol do Rio Branco-RJ, onde foi titular com apenas 17 anos. Em seguida, destacou-se no Serrano, de Petrópolis, quando, no Campeonato Carioca de 1980, fechou a meta contra o Flamengo de Zico & cia., garantindo a vitória por 1 a 0, em partida válida pelo segundo turno do Estadual.

A atuação segura com defesas importantes contra o Rubro-Negro o colocou na mira dos grandes clubes cariocas. Nascido em família de vascaínos, chegou a São Januário em 1982 para ser reserva de outra lenda do gol cruz-maltino, Mazaropi, que defendeu o Vasco de 1974 a 1984, mas logo ganhou a posição de titular. Era o começo de uma história que duraria nove anos e que teve capítulos importantes, como as conquistas dos Campeonatos Cariocas de 1982, 1987 e 1988 e o Brasileiro de 1989 - no timaço do Vasco que tinha Bismarck, Mazinho, Bebeto, entre outros.

No campeonato nacional de 1988, Acácio estabeleceu uma importante marca na carreira, ao ficar 879 minutos sem sofrer gols, entrando para a história do Brasileirão como o quarto goleiro que ficou mais tempo sem ter a meta vazada. Foi convocado pela primeira vez para a Seleção Brasileira em 1989 e participou da conquista da Copa América daquele ano como reserva de Taffarel. Foi também para a Copa do Mundo de 1990 na condição de segundo goleiro.

Deixou o Vasco em 1991, depois de nove anos, para defender o Tirsense, da Segunda Divisão de Portugal. Na primeira temporada, ajudou o time a subir para a elite, sofrendo apenas 14 gols em 34 jogos. No ano seguinte transferiu-se para o Beira-Mar, também de Portugal, por três temporadas, mas não conquistou título e amargou o rebaixamento do clube no último ano de contrato, em 1995. Retornou ao Brasil e encerrou a carreira no Madureira, em 1996.

Naquele mesmo ano, Acácio começou a carreira de treinador de goleiros no Fluminense, numa temporada difícil, que culminou com o rebaixamento do Tricolor para a Segunda Divisão do Campeonato Brasileiro. Depois, desempenhou a mesma função no Botafogo, entre 2002 e 2007, acompanhando o surgimento de outro grande goleiro do futebol carioca, Jefferson. Como técnico, comandou times como Americano e Olaria. Atualmente, é comentarista de futebol.

Patrocinadora de Botafogo, Flamengo, Fluminense e Vasco, a TIM homenageará até o fim de 2017 jogadores do passado dos quatro grandes clubes do Rio de Janeiro, que, de forma geral, apresentaram os atributos “G” (Garra, Gênio, Gigante, Grandeza) quando atuavam. Periodicamente, contaremos um pouco da história destes craques e o motivo deles terem sido escolhidos. Afinal, os quatro maiores times cariocas merecem a maior cobertura 4G do Rio e as melhores histórias para serem compartilhadas.



Facebook Lance Twitter Lance