menu button lance
lancelogo lancelogo lance
TEMPO
REAL

TIM 4G: Super Ézio, o artilheiro tricolor

  •  Ézio pelo Fluminense
    Ézio pelo Fluminense Reprodução
  •  Ézio pelo Fluminense
    Ézio pelo Fluminense Reprodução
  •  Ézio pelo Fluminense
    Ézio pelo Fluminense Reprodução
  •  Ézio pelo Fluminense
    Ézio pelo Fluminense Reprodução
  •  Ézio pelo Fluminense
    Ézio pelo Fluminense Reprodução
  •  Ézio pelo Fluminense
    Ézio pelo Fluminense Reprodução
  •  Ézio pelo Fluminense
    Ézio pelo Fluminense Reprodução
  •  Ézio pelo Fluminense
    Ézio pelo Fluminense Reprodução
  •  Ézio
    Ézio Frame/Globo
  •  Ézio
    Ézio Reprodução
  •  Ézio
    Ézio Divulgação
  •  Super Ézio (Foto: Pedro Kirilos)
    Super Ézio (Foto: Pedro Kirilos) Super Ézio (Foto: Pedro Kirilos)
LANCE! - 16/05/2017 - 16:21
Rio de Janeiro
E MAIS:
Ézio Leal Moraes Filho, ou Super Ézio – apelido que lhe caía tão bem quanto a camisa 9 do Fluminense -, nasceu para fazer gols. E fazia muitos. Jogador de pouca técnica, mas com boa presença na área e goleador nato, perseguia as chances e lutava os 90 minutos. Tinha Garra, um dos atributos do TIM 4G, algo que o credencia como um dos homenageados pela TIM, patrocinadora do clube, como craque 4G do passado.

Ídolo tricolor na década de 90 (1991 a 1995), Ézio é o nono maior artilheiro da história do clube, com 119 gols em 237 jogos. Foi Gigante para os tricolores, outro atributo do 4G da TIM.

Os principais títulos dele foram o Campeonato Carioca de 1995 e as conquistas da Taça Guanabara em 1991 e em 1993. Nasceu na cidade capixaba de Itabapoana em 15 de maio de 1966 e morreu precocemente em 9 de novembro de 2011, após lutar contra um câncer no pâncreas.
Ézio começou a carreira no Bangu e passou por Olaria, Americano e Portuguesa (SP) antes de chegar ao Fluminense, onde viveu sua melhor fase, marcando muitos gols em um período de jejum de títulos do clube. Virou Super Ézio pela voz do narrador Januário de Oliveira e se tornou ídolo tricolor.

Após quatro anos nas Laranjeiras, se transferiu para o Atlético-MG, onde sofreu uma grave lesão no joelho esquerdo e ficou afastado dos gramados por dois anos. Encerrou a carreira na Inter de Limeira, no interior de São Paulo.

Patrocinadora de Botafogo, Flamengo, Fluminense e Vasco, a TIM homenageará até o fim de 2017 jogadores dos quatro grandes clubes do Rio de Janeiro das décadas de 70, 80 ou 90, que, de forma geral, apresentaram os atributos “G” (Garra, Gênio, Gigante, Grandeza) quando atuavam. Periodicamente, contaremos um pouco da história destes craques do passado e o motivo deles terem sido escolhidos. Afinal, os quatro maiores times cariocas merecem a maior cobertura 4G do Rio e as melhores histórias para serem compartilhadas.


SEUCLUBE
atlético mineiro
botafogo
corinthians
cruzeiro
flamengo
fluminense
gremio
internacional
palmeiras
santos
sao paulo
vasco
Facebook Lance Twitter Lance