Espanhol é inocentado pela justiça, mas segue suspenso por suspeita de corrupção
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Espanhol é inocentado pela justiça, mas segue suspenso por suspeita de corrupção

Enrique Lopez
Divulgação
TÊNIS NEWS - 28/07/2020 - 10:33
Madri (Espanha)
O tenista espanhol Enrique Lopez Perez foi suspenso provisoriamente em 19 de dezembro do ano passado pelo TIU, Tennis Integrity Union, Unidade de Integridade do Tênis, por suspeita de corrupção, manipulação de resultados.

Oito meses depois, e depois de um julgamento na Espanha, onde ele foi considerado inocente, Enrique ainda aguarda uma resposta do ATP que lhe permitirá voltar a jogar. O TIU mantém ainda a suspensão do atleta.

O jogador foi proibido de participar e competir em qualquer torneio de tênis. Legalmente, o caso caiu nas mãos da Justiça espanhola e o resultado foi imediato: inocente. Como a falta de evidências exigia interromper a investigação, os espanhóis logo enviaram um pedido à audiência anticorrupção para exigir um retorno à normalidade, já que nada o tornava culpado. Richard McLaren, o oficial encarregado do processo no TIU, negou o pedido na semana passada, conforme informou o site PuntodeBreak.



Os fatos apontam para um profissional declarado inocente a quem eles estão tentando manter suspensos, um tanto ilegítimos e pelos quais o jogador e seu advogado denunciarão a TIU no CAS (Conselho Arbitral do Esporte) e nos tribunais espanhóis. Neste ponto e com o caso já na janela pública, Enrique quis levantar sua voz pela primeira vez e contou ao portal para esclarecer seu papel em tal inconsistência.

"Com relação à comunicação da Unidade de Integridade do Tênis em 24 de julho sobre a abertura de um arquivo disciplinar e a manutenção de uma suspensão temporária como tenista, devo esclarecer:

Que os fatos dos quais a Unidade de Integridade do Tênis me acusa já foram investigados pela justiça espanhola, especificamente pelo Tribunal de Investigação Número 5 de Madri no processo preliminar 80/2017, bem como pelo Procurador-Geral e pela Guarda Civil.
Que, em 22 de junho de 2020, o Juiz, por indicação do Ministério Público, considerou meu caso superado, sendo desde então completamente inocente das acusações de manipulação de resultados. O Tribunal decidiu que não há sequer uma abertura para um julgamento oral contra mim.
Considerando-se acima dos tribunais espanhóis, a Tennis Integrity Unit pretende julgar novamente os mesmos fatos avaliados no tribunal espanhol e me sancionar em um arquivo esportivo usando os mesmos fatos e evidências.
Esse fato é absurdo, mas, acima de tudo, é uma violação dos meus direitos fundamentais mais básicos e, portanto, será denunciado perante os tribunais espanhóis e imediatamente apelará ao Tribunal de Arbitragem do Esporte (CAS) ”.

Facebook Lance Twitter Lance