ATUAÇÕES: Coutinho faz dois e comanda vitória do Brasil
menu button lance
lancelogo lancelogo lance
LANCE
LANCE
X
Compartilhe



14/06/2019 | 23:52

ATUAÇÕES: Coutinho faz dois e comanda vitória do Brasil

  •  Brasil x Bolívia
    Após um primeiro tempo ruim, a Seleção Brasileira encontrou seu futebol, fez 3 a 0 na Bolívia e estreou com o pé direito na Copa América. Coutinho foi o grande nome da equipe, com dois gols. Everton completou o marcador. Veja as notas do L! por Fernanda Teixeira (fernandaisabel@lancenet.com.br). Miguel SCHINCARIOL / AFP
  •  Alisson - Brasil - Atuações
    6,0 - Alisson - Praticamente não tocou na bola. Fez a primeira defesa de forma tranquila apenas aos 42 minutos do segundo tempo. (Foto: Divulgação/CBF)
  •  Daniel Alves - Brasil - Atuações
    6, 0 - Daniel Alves - Foi boa opção ofensiva pela direita com cruzamentos precisos e lançamentos longos para os atacantes da Seleção. Deu algumas finalizações perigosas. (Foto: Divulgação/CBF)
  •  Marquinhos - Brasil - Atuações
    6,5 - Marquinhos - Atuação segura. Não teve muito trabalho com os atacantes bolivianos e ainda arriscou algumas subidas ao ataque. (Foto: Divulgação/CBF)
  •  Thiago Silva - Brasil - Atuações
    6,5 - Thiago Silva - Foi perigoso na bola aérea em cobranças de escanteio. Na defesa teve pouco trabalho diante de um ataque inofensivo da Bolívia. (Foto: Divulgação/CBF)
  •  Filipe Luís - Brasil - Atuações
    6,5 - Filipe Luís - Boa atuação. Conseguiu acertar bons cruzamentos e passes em profundidades no lado esquerdo da Seleção. (Foto: Divulgação/CBF)
  •  Casemiro - Brasil - Atuações
    6,5 - Casemiro - Comandou o meio-campo brasileiro com boa distribuição das jogadas. Nos desarmes foi cirúrgico e impediu os avanços adversários. (Foto: Divulgação/CBF)
  •  Fernandinho - Brasil - Atuações
    6,0 - Fernandinho - Errou alguns passes e lançamentos no primeiro tempo. Na etapa final, participou mais e foi uma opção. (Foto: Divulgação/CBF)
  •  Philippe Coutinho - Brasil - Atuações
    7,5 - Philippe Coutinho - Cobrou pênalti com categoria para marcar o primeiro gol do Brasil na Copa América. Minutos depois, fez ótima leitura da jogada de Firmino e fez o segundo. (Foto: Divulgação/CBF)
  •  Richarlison - Brasil - Atuações
    6,5 - Richarlison - Foi quem mais se movimentou em busca de espaços diante da marcação cerrada da zaga boliviana. Levou perigo nas finalizações. (Foto: Divulgação/CBF)
  •  David Neres - Brasil - Atuações
    6, 0 - David Neres - Foi discreto e apareceu pouco. Nas jogadas individuais, prendeu demais a bola e acabou desarmado ou errando o último passe. (Foto: Divulgação/CBF)
  •  Roberto Firmino - Brasil - Atuações
    6,5 - Roberto Firmino - Apareceu pouco na primeira etapa. Na segunda, fez um cruzamento na medida para Coutinho marcar o segundo gol brasileiro da noite. (Foto: Divulgação/CBF)
  •  Gabriel Jesus - Brasil - Atuações
    6,5 - Gabriel Jesus - No primeiro toque na bola, deu uma finalização perigosa de fora da área. Teve uma boa movimentação e deu trabalho aos marcadores. (Foto: Divulgação/CBF)
  •  Everton - Brasil - Atuações
    7,5 - Everton - Entrou para incendiar o jogo quando o Brasil já vencia por 2 a 0 e cumpriu bem a função marcando um golaço, depois de deixar dois adversários pelo caminho. (Foto: Divulgação/CBF)
  •  Willian - Brasil - Atuações
    6,0 - Willian - No pouco tempo que esteve em campo, não participou muito, mas arriscou um lançamento longo e uma finalização. (Foto: Divulgação/CBF)
  •  Atuações - Brasil - Tite
    7,0 - Tite - A Seleção Brasileira jogou abaixo do esperado no primeiro tempo, mas na volta do intervalo dominou as ações e se impôs sobre a Bolívia, confirmando o favoritismo. Lance!
  •  Brasil x Bolívia
    Sobe & Desce - Bolívia Sobe - Marcelo Moreno Mesmo isolado na frente, o atacante conhecido dos brasileiros pelas passagens por Grêmio, Flamengo e Cruzeiro foi quem arriscou algo no pouco efetivo setor ofensivo da frágil seleção da Bolívia. Desce - Jusino O zagueiro boliviano mudou os rumos da partida ao afastar a bola com o braço dentro da área de forma infantil, no início do segundo tempo. O pênalti apontado pelos árbitros de vídeo foi um balde de água fria na equipe, que vinha conseguindo anular as ações ofensivas do Brasil. Nelson ALMEIDA / AFP


SEUCLUBE
atletico-paranaense
atlético mineiro
avaí
bahia
botafogo
ceara
chapecoense
corinthians
cruzeiro
CSA
flamengo
fluminense
Fortaleza
Goiás
gremio
internacional
palmeiras
santos
sao paulo
vasco
Siga nas redes sociais
Facebook Lance Twitter Lance