São Paulo vive histórico de atletas que deixam o clube e são campeões
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

São Paulo vive histórico de atletas que deixam o clube e são campeões

Rodrigo Caio - Flamengo x Athletico PR
Menos de seis meses depois de deixar o São Paulo, Rodrigo Caio foi campeão carioca pelo Fla (Foto: Jorge Rodrigues)
LANCE! - 06/06/2019 - 17:25
São Paulo (SP)
O último título oficial do time profissional do São Paulo foi conquistado em 2012, quando o clube venceu a Copa Sul-Americana, em decisão contra o Tigre, da Argentina. De lá para cá, foram formados elenco de bons jogadores que não sentiram o gosto de gritar "é campeão" com uma camisa gigante como a do Tricolor. Fato é que durante esse período de jejum, vários atletas acabaram deixando o Morumbi para levantar a taça por outros clubes nos últimos anos.

Diante desse cenário desagradável para o torcedor são-paulino, que vê ex-jogadores fazendo sucesso com outras camisas, o LANCE! traz alguns nomes que seguiram um caminho vitorioso fora do São Paulo, sendo o mais relevante caso o do zagueiro Rodrigo Caio que, em menos de seis meses no Flamengo já foi campeão carioca em 2019. Veja essa e outras situações do mesmo tipo.



E MAIS:
RODRIGO CAIO - FLAMENGO
​Revelado nas categorias de base do São Paulo, estreou como profissional em 2011 e em 2012 fez parte do elenco que conquistou a Copa Sul-Americana. No entanto, durante a seca de títulos ficou marcado pela torcida e no fim de 2018 foi negociado com o Flamengo, onde já conquistou o Campeonato Carioca.

MAICON -  GRÊMIO
Contratado pelo São Paulo do Figueirense, em 2012, foi outro que sentiu o gosto de ser campeão da Copa Sul-Americana. No entanto, foi alvo de protestos da torcida e acabou saindo do clube pela porta do fundo. Foi emprestado ao Grêmio e em seguida teve sua permanência em definitivo garantida. De lá para cá conquistou cinco títulos: Copa do Brasil, Copa Libertadores, Recopa Sul-Americana e dois Campeonatos Gaúchos.

LUCAS PRATTO -  RIVER PLATE-ARG
​Anunciado como principal reforço do São Paulo em fevereiro de 2017, proveniente do Atlético-MG, Pratto não teve uma temporada dos sonhos no Morumbi, apesar de ter ajudado o clube a fugir do rebaixamento e terminar o ano como artilheiro do time. No começo de 2018, recebeu proposta do River Plate e não titubeou em ir para a Argentina. Desde então, foi campeão da Supercopa Argentina, da Copa Libertadores e da Recopa Sul-Americana.

HUDSON - CRUZEIRO
Chegou ao São Paulo em 2014, já durante o período de jejum, e teve uma passagem de altos e baixos até o início de 2017, quando foi emprestado ao Cruzeiro. Enquanto ficou no clube mineiro, conquistou a Copa do Brasil, porém retornou ao Tricolor no término do vínculo e não venceu outro título desde então. Atualmente é um dos principais nomes do elenco são-paulino.

DENIS - FIGUEIRENSE
​Foi contratado pelo São Paulo em 2009 para ser reserva e possível substituto de Rogério Ceni. Fez parte do elenco que conquistou a Copa Sul-Americana, mas quando o ídolo Ceni se aposentou não atingiu as expectativas e diante das reclamações da torcida, acabou deixando o clube e foi jogar no Figueirense, em 2018. Logo em seguida foi campeão catarinense e até hoje é titular da equipe.

CÍCERO - GRÊMIO
Teve sua primeira passagem pelo São Paulo entre 2011 e 2012, e fez parte do elenco campeão da Copa Sul-Americana, último título oficial do clube. Em 2017, retornou por um breve período, mas rescindiu seu contrato e acabou indo jogar no Grêmio, onde na mesma temporada foi campeão da Copa Libertadores, marcando gol na primeira partida da final da competição. Atualmente defende o Botafogo.

OUTROS CASOS
​Araruna - Revelado pelo São Paulo, em 2019 foi campeão da Copa do Nordeste e do Campeonato Cearense pelo Fortaleza, clube para o qual está emprestado.

Cortez - Não conseguiu se firmar no São Paulo, foi recuperado por Renato Gaúcho no Grêmio e já conquistou quatro títulos pelo clube gaúcho.

Paulo Miranda - Ficou quatro temporadas no São Paulo, venceu a Sul-Americana, foi negociado com o RB Salzburg, e depois retornou ao Brasil para o Grêmio, onde conquistou três títulos.

Buffarini - Trazido como solução para a lateral direita, não conseguiu ter sequência. Foi jogar no Boca Juniors e conquistou o Campeonato Argentino.

Marcinho - Passou pelo São Paulo em 2017, por empréstimo. Não continuou no clube e foi atuar no Athletico-PR, onde conquistou a Copa Sul-Americana-2018.

Shaylon - Promessa da Chapecoense comprada pelo São Paulo, não teve sequência e acabou emprestado em 2019 para ganhar rodagem no Bahia e conquistou o título do Campeonato Baiano.


Facebook Lance Twitter Lance