Lembranças, amigos e tesouro: Cuca vai a Belo Horizonte em busca de paz
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Lembranças, amigos e tesouro: Cuca vai a Belo Horizonte em busca de paz

Cuca - Atlético-MG
Cuca foi campeão da América pelo Galo em 2013 (Foto: Ramon Bitencourt/Lancepress)
Fellipe Lucena - 12/06/2019 - 08:00
São Paulo (SP)
"Nunca fui tão feliz em um campo quanto no Independência. Nunca tive um aproveitamento tão grande, algo em torno de 80%. Só tenho lembranças boas de tudo lá". É assim que Cuca define o estádio que o São Paulo visitará nesta quinta-feira, às 20h, para encarar o Atlético-MG. Pressionado após seis jogos sem vitória, o técnico tentará recuperar a paz em um lugar especial.

Foi no Galo que Cuca conquistou o maior título da carreira de treinador, a Libertadores de 2013. A final contra o Olímpia (PAR) foi disputada no Mineirão, mas o time de Ronaldinho, Tardelli, Bernard e Jô venceu todos os outros mata-matas no Horto. Ficaram pelo caminho o próprio São Paulo, o Tijuana (MEX) e o Newell's Old Boys (ARG), os dois últimos em jornadas épicas, nos pênaltis.

É por isso que Cuca é amado pelos atleticanos. A camiseta com a imagem de Nossa Senhora que ele ganhou da esposa e usou como um amuleto durante toda aquela campanha, por exemplo, é guardada como um tesouro na sede administrativa do clube, no bairro de Lourdes (o LANCE! a encontrou em 2016, antes do primeiro jogo dele no Horto após deixar o Galo).



Camisa Nossa Senhora Aparecida
Camiseta de Cuca na sede do Galo (Foto: Fellipe Lucena)
Naquela ocasião, o Palmeiras de Cuca caminhava a passos largos para conquistar o título brasileiro e saiu do Independência satisfeito com o empate por 1 a 1. O técnico teve seu nome gritado pelas duas torcidas e, após conceder entrevista coletiva, foi abraçado por funcionários do Galo que diziam torcer pela conquista dele.

Em 2017, novamente no comando do Palmeiras, Cuca visitou a Cidade do Galo, centro de treinamentos do Atlético-MG, e teve mais um momento de reencontro com antigos amigos antes de um jogo contra o Cruzeiro, clube que também já dirigiu. No mesmo ano, ficou novamente no empate por 1 a 1 ao visitar o Galo no Horto. No Brasileirão passado, pelo Santos, no terceiro e último reencontro com o estádio e com o clube, foi derrotado por 3 a 1.

O jogo desta quinta-feira será o último do São Paulo antes da parada para a Copa América. A meta de pontos estipulada por Cuca para as nove rodadas iniciais do Brasileiro não será alcançada: ele queria pelo menos 18, mas o Tricolor chegará somente a 16 se vencer.


Facebook Lance Twitter Lance