Antony se inspira em Lucas, lembra Choque-Rei de 2010 e sonha repetir
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Antony se inspira em Lucas, lembra Choque-Rei de 2010 e sonha repetir

Lucas e Antony
Lucas comemora o gol contra o Palmeiras em 2010; Antony se inspira nele - Fotos: VIPCOMM e Rubens Chiri
Fellipe Lucena - 16/03/2019 - 07:30
São Paulo (SP)
São Paulo e Palmeiras se enfrentam no Pacaembu. Um jovem revelado em Cotia, melhor jogador e campeão da Copinha meses antes, desequilibra o clássico e deixa o técnico Luiz Felipe Scolari atônito no banco do rival. Foi o que Lucas Moura fez em 2010, na vitória tricolor por 2 a 0 pelo Brasileirão. É o que Antony quer fazer neste sábado, no Choque-Rei das 16h30, no mesmo Pacaembu, pelo Paulistão.

- O Lucas é um exemplo para mim dentro e fora de campo, um cara de quem eu tento sempre me aproximar. Ele construiu a história dele aqui e graças a Deus estou construindo a minha. Espero poder repetir isso no Pacaembu - disse o jovem de 19 anos.

Até agora, Antony praticamente repetiu os primeiros passos de Lucas: destacou-se na base, começou a ter espaço no profissional após ganhar a Copinha e estreou em clássicos perdendo para o Corinthians. Agora, ele tem a chance de replicar uma parte importante da trajetória do amigo, que hoje joga no Tottenham. 

Aquele clássico contra o Palmeiras, o segundo de Lucas como profissional, marcou o início de sua afirmação no São Paulo. Depois de marcar um gol e dar a assistência para Fernandão, ele nunca mais saiu da equipe titular. Deixou o clube nos braços da torcida, rumo ao PSG (FRA), após conquistar a Copa Sul-Americana - com direito a gol na final contra o Tigre (ARG) e o privilégio de levantar a taça junto de Rogério Ceni.

- Aquele jogo contra o Palmeiras foi muito especial. Foi meu primeiro gol em clássicos e meu primeiro gol depois que eu assumi meu verdadeiro nome. Minha família ficou super feliz naquele dia, pela importância do jogo, pelo gol, pela vitória... Estava bem no comecinho da minha carreira profissional, a ficha ainda estava caindo, então é um jogo do qual eu sempre vou lembrar com muito carinho - lembrou Lucas, que mandou uma mensagem de voz para Antony a pedido do LANCE!.

- O Antony é um moleque do bem, muito humilde. A história é parecida com a minha. Vem de um bairro simples de São Paulo, acostumado a jogar bola na rua, com aquele sonho de moleque... E está alcançando! Campeão da Copa São Paulo, já conseguindo se firmar na equipe titular... Eu fico muito feliz, primeiramente por ser são-paulino e ver um moleque que vem de Cotia, assim como eu, começando a brilhar no profissional. E também pela amizade que temos. Nos encontramos nas férias, estamos sempre conversando. Torço muito para que ele possa brilhar, ajudar o São Paulo a reencontrar o caminho dos títulos. Tem um futuro brilhante!

Lucas e Antony
Antony tem foto com Lucas nas redes sociais - Reprodução/Instagram
Essas palavras, segundo Antony, servirão como combustível extra para o confronto desta tarde.

- O Lucas é um exemplo de pessoa para mim, principalmente pela humildade dele. Nas férias a gente sempre se encontra. Uma mensagem dessas, de um craque como ele, me dá até mais motivação para o clássico. Como ele disse, temos histórias bem parecidas mesmo. Fico feliz por essa mensagem, me dá um ânimo a mais, e agradeço muito a ele pela amizade e pelos conselhos.

Aquele clássico contra o Palmeiras foi o nono jogo de Lucas como profissional. Ele já havia marcado um gol, em vitória por 3 a 2 sobre o Atlético-MG, fora de casa. Antony, que foi utilizado em três partidas de 2010, fará sua décima partida pelo time principal do Tricolor neste sábado e ainda não fez gol.

Veja mais frases da entrevista de Antony ao LANCE!:

Clássicos contra o Palmeiras na base
Tenho boas recordações, sim. Fui campeão duas vezes em cima do Palmeiras (Copa RS e Supercopa do Brasil), fico feliz, mas cada jogo é uma nova história. Clássico é definido em detalhes, sempre tem um gosto diferente, ainda mais tendo que vencer para classificar. Sabemos da importância. Estamos trabalhando forte.

Da arquibancada para o campo

Fui torcedor, sim. Desde pequeno vou ao estádio, a maioria da minha família é são-paulina. É um sonho que eu realizei, é difícil até de cair a ficha. Foram muitos jogos marcantes, ia para o estádio em Libertadores, sempre quando dava eu acompanhava o São Paulo no Morumbi. Todo dia eu tenho pensado nisso, a ficha não caiu ainda. É difícil acreditar nesse momento que estou vivendo. Vai ficar marcada para o resto da minha vida a sensação de estar jogando e ter aqueles caras, que antes ficavam do meu lado na arquibancada, torcendo por mim.

Afirmação na Copinha, mesmo após ter sido promovido em 2018

Eu agradeço muito pela Copa São Paulo. A gente sabe da grandeza que tem esse campeonato, fico feliz pelo desempenho que eu e a equipe tivemos. Foi uma preparação para mim. Me preparei para fazer uma bela campanha na Copa São Paulo, sabia que seria um passo para me firmar no profissional.

Lucas saiu após ser campeão. E o Antony?

A gente sabe da história que o Lucas construiu aqui. Ele saiu com um título e eu penso em construir a minha história e sair campeão também. Essa questão de propostas fica com meus empresários, meus pensamentos estão aqui no São Paulo. A cada jogo, a cada treino eu tenho que dar o meu melhor por essa camisa. Eu planejo ganhar muitos títulos. A gente sabe da grandeza que o São Paulo tem. Estou aqui para construir minha história e ficar marcado no clube.

Recado para o Lucas

Agradeço pela força que ele me dá, pelo carinho que ele tem por mim. Ele sabe que me inspiro muito nele. Quando dá, sempre vejo ele jogar. Desejo muita sorte e muito sucesso. Se Deus quiser, se der tudo certo, ainda vamos jogar juntos. 



Facebook Lance Twitter Lance