Sonho, confiança e família perto: Yuri Alberto vibra com gol na Vila Belmiro
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Sonho, confiança e família perto: Yuri Alberto vibra com gol na Vila Belmiro

Santos x Luverdense
Yuri Alberto foi promovido das categorias de base ao profissional nesta temporada (Foto: Marcello Zambrana/AGIF)
LANCE! - 11/05/2018 - 12:55
Santos (SP)
A goleada aplicada diante do Luverdense, por 5 a 1, na Vila Belmiro, na noite da última quinta-feira, teve um sabor especial para o atacante Yuri Alberto. O Menino da Vila, de apenas 17 anos, entrou em campo aos 38 minutos do segundo tempo e conseguiu marcar o primeiro gol pelo profissional no estádio dois minutos mais tarde. Emocionado, o garoto disse que não soube direito nem como comemorar o feito. 

- Não sabia nem o que fazer. Imaginei, sonhei e pensei muito nesse momento, já que há poucos meses eu estava vendo os jogos da arquibancada. Mas a felicidade é única e impossível de descrever. É mais um sonho realizado em minha vida. Que felicidade marcar um gol na Vila e diante dos olhos de minha família. Espero que esse seja o primeiro de muitos gols em nosso Alçapão - ponderou o centroavante. 

Único centroavante de ofício do elenco atualmente, o jovem avançado espera ganhar ainda mais oportunidades do técnico Jair Ventura e, assim, poder aproveitá-las. Foi seu segundo gol na temporada e o quinto jogo. 

- Tenho trabalho diariamente e buscando meu espaço. Sei da concorrência que há em nosso ataque e por isso, quando tenho tido oportunidades, busco dar o meu máximo e por em prática todos os conselhos que venho recebendo da comissão técnica e dos jogadores mais experientes. Marcar na Vila Belmiro me dá ainda mais confiança de que estou no caminho certo e que posso crescer muito ainda em minha carreira - finalizou. 

Jair explica desconvocação da Seleção sub-20
Durante entrevista coletiva após a goleada, Jair falou sobre a desconvocação de Yuri da Seleção Brasileira sub-20, que realiza período de treinos e avaliação em São Paulo. O "fico" foi um pedido do treinador carioca. 

- O Yuri Alberto foi um pedido meu para não ir à Seleção. O treinador me ligou perguntando se eu ia contar com ele e eu disse que sim. Mesmo assim, convocou. Hoje, ele é o único camisa 9 de ofício no grupo. Gabigol faz a função, mas não é a dele. Sasha a mesma coisa. Vamos utilizá-lo. Peço desculpas ao treinador da Seleção, representar o país é muito importante. Trabalhei lá e sei que é ruim receber um não dos clubes. Mas ele tem sua importância dentro do elenco - explicou. 


E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance