Peres proíbe todos os funcionários do Santos de acatarem ordens do vice
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Peres proíbe todos os funcionários do Santos de acatarem ordens do vice

Peres e Rollo
Desde o começo da gestão, Rollo e Peres têm divergências de ideias e não se aproximaram (Foto: Ivan Storti/Santos) 
Ana Canhedo e Gabriela Brino - 12/09/2018 - 20:31
São Paulo (SP)
O presidente do Santos, José Carlos Peres, proibiu todos os funcionários e colaboradores do clube a acatarem qualquer tipo de ordem dada pelo vice-presidente, Orlando Rollo, sob pena de "sanção disciplinar". A portaria afirma que qualquer tipo de solicitação do vice terá de passar pelo crivo do presidente antes de torna-se válida. 

O desentendimento entre os dois é algo que se arrasta desde o primeiro semestre, quando a gestão passou a trabalhar no clube, e tornou-se ainda mais explícito depois que dois pedidos de impeachment de Peres foram aprovados pelo Conselho Deliberativo - os sócios decidirão o futuro do mandatário em Assembleia no fim do mês. 

Peres acredita estar sendo vítima de um golpe político. Já que, caso seja impedido de seguir no cargo, quem assume de maneira direta é Orlando Rollo. Já o vice-presidente diz que desde o princípio não foi ouvido por Peres e está escanteado na gestão, a qual considera pífia. 

Confira na íntegra o teor do documento: 
O presidente do Comitê de Gestão, Senhor José Carlos Peres, no uso de suas atribuições estatutárias (art. 65, Parágrafo Segundo, “e”) e no melhor interesse do Santos Futebol Clube, expõe:

Considerando o conturbado – e lamentável – ambiente político vivido pelo clube nos últimos meses, fomentado, inclusive, pela vice-presidência;

Considerando as últimas solicitações da vice-presidência por meio de Comunicações Internas (“CI”) para os departamentos do clube;

Considerando que documentos internos do clube têm sido objeto de divulgação em mídias sociais e amparado um danoso cenário à imagem do Santos Futebol Clube.

Resolve, por tempo indeterminado:

1 – Determinar que nenhum departamento ou colaborador/funcionário do clube atenda “CI´s” emitidas e firmadas pela vice-presidência ou qualquer outra ordem oral ou escrita oriunda desta, sem aprovação por escrito da Presidência, sob pena de sanção disciplinar e instauração de Sindicância Administrativa para apuração de falta grave.

2 – Determinar a imediata ciência desta Portaria para todos os departamentos e gerências executivas do Santos Futebol Clube.



E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance