Peres não cede à pressão por venda de Veríssimo: 'É muito papo furado'
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Peres não cede à pressão por venda de Veríssimo: 'É muito papo furado'

Peres
Presidente leva em consideração a venda de Rodrygo como base para lucrar (Foto: Pedro Ernesto)
Gabriela Brino - 06/07/2018 - 07:00
Santos (SP)
O presidente do Santos José Carlos Peres voltou a reforçar suas precauções com a negociação por Lucas Veríssimo. Pressionado pelos empresários, o mandatário relembrou a venda de Rodrygo, ao Real Madrid, por 40 milhões de euros (cerca de R$ 173 milhões) e explicou que não há pressa para vender o defensor.

O atacante de 17 anos quase foi vendido ao Barcelona no início da temporada por 20 milhões de euros (R$ 90 milhões), quase metade do que o Peixe recebeu pelo atacante. Com Veríssimo, Peres não enxerga diferente.

- A gente espera matar isso até amanhã à tarde se for possível, mas o Santos não tem pressa. A pressa é deles e eles querem, estão pressionando. E a gente não vai ceder. Nós combinamos de resolver isso com calma. Rodrygo demorou três meses e fizemos boa negociação. A gente poderia ter vendido pela metade do preço se fosse pelo dinheiro necessário lá atrás - disse o mandatário em entrevista ao LANCE!.

O Torino (ITA) ofereceu 10 milhões de euros (R$ 45,3 milhões) por 100% dos direitos econômicos do zagueiro. Como o Peixe detém 80%, restaria 8 milhões de euros (R$ 36,5 milhões), enquanto o jogador e empresários dividiriam 20%. Porém, Peres aceitou a oferta com a condição de que os 10 mi fossem limpos para o Peixe, sem comissões. Mas equipe da Itália não está disposta a aumentar o valor e a negociação esfriou.

Com a novidade, resta a diretoria aguardar a oferta do Lyon (FRA), que prometeu uma proposta superior a 10 mi, mas ainda não oficializou. E apesar de ainda não ter negócio fechado por Veríssimo, o presidente não lamenta e vê "muito papo furado" e que não há clube com prioridade pelo zagueiro. Quem der mais, leva.

- Não sei se vai chegar (Lyon), falaram que mandariam, mas não mandaram. Temos prazo... Torino fez uma proposta, se for limpo para nós vamos fechar. É muito papo furado, dou mandado para negociarem, dou um prazo mínimo, não tem prioridade... Se chegar outro com o valor que procuramos, leva - concluiu.

E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance