Santos 'perde' quase 50% dos gols em 2018, mas Bruno Henrique é consolo
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Santos 'perde' quase 50% dos gols em 2018, mas Bruno Henrique é consolo

Bruno Henrique - Santos
Na temporada 2017, Bruno Henrique teve participação direta em 31 dos 91 gols do Santos (Foto: Ivan Storti/Santos)
Alexandre Guariglia - 08/01/2018 - 07:05
São Paulo (SP)
O Santos, sua comissão técnica e seus torcedores sabem que as perdas no setor ofensivo da equipe são bastante significativas, e apesar do acerto encaminhado com Eduardo Sasha, ainda há a necessidade de suprir as lacunas deixadas principalmente por Ricardo Oliveira e Lucas Lima, mas também por Kayke e até Thiago Ribeiro. O consolo, por enquanto, é a permanência de Bruno Henrique, o melhor e mais participativo jogador de ataque em 2017.

Para tentar explicar em números a importância dos jogadores que não continuaram no Peixe, recorremos às estatísticas do Footstats para quantificar a participação desses jogadores nos gols marcados durante toda a temporada 2017. Juntos, Oliveira, Lucas, Kayke e Thiago foram responsáveis diretos por 42 dos 91 tentos santistas, o que representa 46% do total, ou seja, quase a metade.

Lucas Lima, que foi contratado pelo Palmeiras após o término de seu contrato com o Santos, anotou três gols e deu assistência para outros 17. Sozinho, teve participação direta em 20 tentos, 22% do total. Já Ricardo Oliveira balançou a rede 12 vezes e deu passe para dois gols, curiosamente os dois para Bruno Henrique. Foram 14 tentos que passaram diretamente pelo ex-camisa 9, agora no Galo.

Kayke, que retornou ao Yokohama Marinos, do Japão, após empréstimo, marcou nove gols e deu duas assistências, ao todo 11 bolas na rede foram de sua responsabilidade. Thiago Ribeiro, outro que deixou o clube em fim de contrato, com influência bem menor, mas ainda assim membro do elenco de ataque, antou dois tentos e não deu passes para gol.

A soma dos números de cada um, nesse caso, resultaria em 47 gols com participação dos quatro jogadores citados acima, porém foram filtrados aqueles em que há interação entre eles. Por exemplo: Kayke deu assistência para Lucas Lima marcar um gol. Nessa situação, em que o contexto é da influência da participação conjunta desses jogadores, conta-se apenas um tento. Esse tipo de interação aconteceu mais quatro vezes. Lucas deu três assistências para Oliveira e uma para Kayke.

Embora esses dados sejam relevantes e indiquem a necessidade de reposição, o Santos pode comemorar e muito a permanência de Bruno Henrique no ataque da equipe. Isso porque o jogador que chegou ao clube no início de 2017, marcou 18 gols e deu passe para outros 13, ou seja, participou de 31 dos 91 tentos do time no ano, o que siginifica aproximadamente 34% do total. A cada três gols que o Peixe marcou na temporada passada, um teve participação direta do camisa 27.

Para o setor ofensivo, o Peixe ainda conta com Jean Mota, Rafael Longuine, Vitor Bueno, Vecchio, Léo Cittadini, Serginho e Vladimir Hernández, como opções para o meio, além de Arthur Gomes, Copete e Rodrigão para o ataque. Ainda há a possibilidade de utilização dos jovens Yuri Alberto e Rodrygo.

Veja abaixo alguns dos números citados acima:

Lucas Lima - 3 gols na temporada
3 assistências para Ricardo Oliveira
3 assistências para Vitor Bueno
2 assistências para Thiago Maia
2 assistências para Copete
1 assistência para Vecchio
1 assistência para David Braz
1 assistência para Renato
1 assistência para Kayke
1 assistência para Bruno Henrique
1 assistência para Arthur Gomes
1 assistência para Rodrigão

Participação: 20 dos 91 gols do Santos em 2017 (22%)

Ricardo Oliveira - 12 gols na temporada
2 assistências para Bruno Henrique

Participação: 14 dos 91 gols do Santos em 2017 (15%)

Kayke - 9 gols na temporada
1 assistência para Copete
1 assistência para Lucas Lima

Participação: 11 dos 91 gols do Santos em 2017 (12%)

Thiago Ribeiro - 2 gols na temporada
0 assistência

Participação: 2 dos 91 gols do Santos em 2017 (2%)

Bruno Henrique - 18 gols na temporada
13 assistências

Participação: 31 dos 91 gols na temporada (34%)

E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance