Mesmo pressionada, diretoria do Santos mantém Levir Culpi
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Mesmo pressionada, diretoria do Santos mantém Levir Culpi

  •  Levir e Modesto
    Presidente Modesto Roma bancou a permanência do técnico Levir Culpi Russel Dias
  •  Levir Culpi
    Após o empate contra o Sport por 1 a 1, técnico ficou na Berlinda (Foto: Ricardo Moreira/Fotoarena/Lancepress!)
  •  Levir recebe apoio do elenco
    Levir recebe apoio do elenco Russel Dias
  •  Levir Culpi
    Nas duas últimas rodadas, contra o Vitoria e Sport, técnico alcançou o empate, enquanto o líder perdeu e empatou (Foto: Ivan Storti/Santos)
  •  Levir Culpi, Santos
    No entanto, foi mantido no comando do Peixe Ivan Storti
  •  Levir Culpi, Santos
    Seu contrato vai até o final de dezembro de 2017 Ivan Storti
Gabriela Brino e Russel - 20/10/2017 - 16:02
Santos (SP)
O técnico Levir Culpi segue no comando do Santos. A decisão foi tomada após uma reunião realizada na tarde desta sexta-feira com o presidente Modesto Roma Júnior e com outros dirigentes. Os jogadores também tiveram participação e pediram a permanência do treinador. Seu contrato vai até o final deste ano.

Após o empate por 1 a 1, contra o Sport, em Recife, torcedores picharam os muros da Vila Belmiro na última quinta-feira e protestaram no aeroporto, durante o desembarque do Peixe nesta tarde.

Questionado sobre a partida contra o Leão da Ilha em coletiva na chegada a São Paulo, Modesto foi sucinto e despistou sobre o futuro de Levir, mas acabou bancando a permanência dele horas depois.


- Jogamos bem? Não sei. Sofremos muita pressão e nosso time não é para sofrer. Algo tem que ser mudado. Vamos juntar as nossas sabedorias e ver o que pode ser mudado - explicou, na chegada.

No entanto, após a reunião, Modesto foi conversar com a imprensa que esperava pela definição na calçada do CT Rei Pelé e anunciou a permanência do curitibano de 64 anos.

- Levir fica. Esperamos o comprometimento de todo o grupo. Todos aqui são comprometidos - resumiu.

Levir chegou em junho, logo após Dorival ser demitido. Ele conseguiu a classificação para as quartas de final da Libertadores sobre o Atlético-PR, mas acabou eliminado do campeonato pelo Barcelona de Guayaquil por 1 a 0, na Vila Belmiro.

Logo após o jogo contra o Sport, os torcedores picharam os muros do Alçapão. Lucas Lima, Zeca e o próprio cartola foram alvos de criticas. Frases como "Queremos time vitorioso" e "Acabou a paz" foram escritas. 

Em 29 jogos com Levir no comando, o Santos venceu 13, empatou 12 e perdeu quatro, o que significa um aproveitamento de 58%.


E MAIS:
icone-carregar-comentCreated with Sketch.
CARREGAR COMENTÁRIOS
Facebook Lance Twitter Lance