Mesmo com bons números no ano, Sánchez 'sofre' com rodízio no Santos
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Mesmo com bons números no ano, Sánchez 'sofre' com rodízio no Santos

Carlos Sanchez
Sánchez foi reserva nos últimos dois jogos do Santos no Brasileirão (Foto: Ivan Storti/Santos)
Arthur Faria* - 05/09/2019 - 06:00
Santos (SP)
O meia Carlos Sánchez tem bons números na temporada pelo Santos. Mesmo sendo artilheiro do ano do Peixe, com 12 gols, o atleta foi reserva nos últimos dois jogos contra Fortaleza e Chapecoense. 

Dos últimos 180 minutos do Santos no Campeonato Brasileiro, Sánchez atuou somente em 48, ou seja, pouco mais de um primeiro tempo de uma partida. 

Com Sánchez como titular no torneio nacional, o Peixe tem oito vitórias, um empate e três derrotas. Além disso, o uruguaio já marcou cinco gols e deu três assistências. 


TABELA
Confira a tabela e simulador do Brasileirão clicando aqui

E MAIS:
Quando Sanchez ficou no banco de reservas, o técnico Jorge Sampaoli optou pelo lateral-esquerdo Felipe Jonatan improvisado no meio-campo e Evandro contra a Chapecoense. Diante do Fortaleza, o argentino escalou Alison para dar mais equilíbrio no setor. 

Sánchez briga por uma vaga entre os 11 titulares contra o Athletico-PR, neste domingo, às 16h, na Vila Belmiro, pela 18ª rodada do Brasileiro. O adversário, inclusive, foi a primeira vítima do uruguaio no Brasil. Há quase um ano, o meia marcava seu primeiro gol diante do Furacão, de pênalti, no mesmo local.  

O Santos volta aos trabalhos na manhã desta quinta-feira, no CT Rei Pelé. O Peixe tem a mesma pontuação do Flamengo, 36, mas perde no saldo de gols.

* Sob supervisão de Vinícius Perazzini

Facebook Lance Twitter Lance