'Isolados do mundo, focados na bola': Santos espera jogo redentor na Vila
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

'Isolados do mundo, focados na bola': Santos espera jogo redentor na Vila

  •  Santos - Elenco
    Elenco do Peixe busca reação  (Foto: Ivan Storti/Santos)
  •  Rodrygo
    Rodrygo é uma das esperanças do Peixe  (Foto: Ivan Storti/Santos)
  •  Jair Ventura
    Jair Ventura (Foto: Ivan Storti/Santos)
  •  Arthur Gomes
    Arthur Gomes (Foto: Ivan Storti/Santos)
  •  Gabriel - Gabigol
    Gabriel - Gabigol (Foto: Ivan Storti/Santos)
  •  Vanderlei
    Vanderlei (Foto: Ivan Storti/Santos)
  •  Jair Ventura
    Jair Ventura (Foto: Ivan Storti/Santos)
Ana Canhedo - 10/05/2018 - 06:00
São Paulo (SP)
O Santos teve três dias para se recuperar do golpe duro sofrido em Porto Alegre. A goleada sofrida para o Grêmio por 5 a 1 deixou marcas e acendeu o pavio para uma possível crise no Alvinegro. Por isso, o duelo da noite desta quinta-feira, pela ida das oitavas de final da Copa do Brasil, contra o Luverdense, às 21h45, na Vila Belmiro, ganhou extrema importância.

Será como um divisor de águas. Ganhar significa sossego. Perder significa tormenta e mais cobranças - inclusive internas, da própria diretoria, que mantém conversas periódicas com elenco e comissão técnica.  

Há uma semana, exatamente, o elenco teve todas as pendências financeiras quitadas pela atual gestão presidida por José Carlos Peres - entre direitos de imagem, prêmios e bicho da temporada passada. A reportagem ouviu de pessoas ligadas à diretoria que "o elenco não tem do que reclamar, o CT está isolado do mundo. Eles só têm de focar em jogar bola".

Vencer o Luverdense, oitavo colocado do Grupo B da Série C do Brasileirão, tornou-se obrigação. Ciente de que a tormenta pode chegar ao elenco em caso de tropeço, o técnico Jair Ventura trabalha para que as coisas evoluam - ou, no mínimo, mudem. Em três dias, o treinador promoveu mudanças na equipe titular. O lateral-direito Victor Ferraz e o meia Vitor Bueno devem ganhar chances entre os titulares. 

A postura apática e sem criatividade do Peixe no Sul, diante do Grêmio, também deve ser alterada. Jogando em casa, mesmo diante de um público baixo, a tendência é que o Santos busque fazer o resultado desde o começo do jogo e tentar já deixar encaminhada a vaga às quartas de final. Resta saber se será capaz de contruí-lo. 

Será a primeira partida da história entre os times profissionais das duas equipes - no sub-20, já se enfrentaram também pela Copa do Brasil, em abril de 2017, com vitória do Alvinegro e classificação a segunda fase do torneio. 

E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance