Do gol ao ataque, Santos busca reforços apenas para o time titular
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Do gol ao ataque, Santos busca reforços apenas para o time titular

Sampaoli e elenco
Sampaoli conversa com o elenco durante a reapresentação para a pré-temporada de 2019 (Foto: Ivan Storti/Santos)
Ana Canhedo - 09/01/2019 - 06:00
São Paulo (SP)
O torcedor do Santos que ainda espera por um pacotão de reforços ou por contratações rápidas e numerosas, tende a se decepcionar. Com farol baixo no mercado de transferências, o Peixe ainda não contratou ninguém e deve tardar mais algum tempo a fazê-lo. O Alvinegro busca peças que cheguem para ocupar postos no time titular e, sem tanto dinheiro para investir, vê bastante dificuldade para achá-las em outros clubes. 

O presidente José Carlos Peres é quem comanda a busca por reforços. O mandatário, neste momento, trabalha por quatro nomes: o goleiro Éverson, do Ceará, e o meio-campista Pablo Pérez, do Boca Juniors, o meia-atacante Yeferson Soteldo, do Huachipato, e o zagueiro Felipe Aguilar, do Atlético Nacional. Foram pedidas pelo técnico argentino Jorge Sampaoli. O treinador, assim com o presidente, entende a necessidade de acertar nas contratações e não "desperdiçar" dinheiro com quem não será usado.

As primeiras ofertas do Peixe por Pérez e Éverson foram recusadas por seus respectivos clubes. No caso do goleiro, chegaria para ser titular. Incontestável até então, Vanderlei tende a ser barrado pelo treinador, que assistiu todos os seus jogos em 2018 e não se satisfez com o que viu. O Ceará quer R$ 6 milhões para liberá-lo, valor de sua multa rescisória. 

O Independiente, da Argentina, recusou uma oferta do Santos para contratar o goleiro uruguaio Martin Campaña. Era a primeira opção de Sampaoli para a posição, seguido de Éverson.

E MAIS:
O caso de Pérez é semelhante ao do goleiro do Ceará. O Boca não irá liberá-lo facilmente e espera ao menos 1,5 milhão de dólares para ceder nas conversas. O valor, limpo de impostos, é de R$ 5,5 milhões. O volante de 33 anos chegaria para ser titular absoluto e para colocar em prática o futebol ofensivo e de posse de bola desejado por Sampaoli. A situação, no entanto, só deve avançar na próxima semana. 

O treinador argentino fez uma ampla análise do plantel santista e conhece o que tem em mãos. Neste momento, Sampaoli e sua comissão entendem que têm em mãos elenco suficiente para disputar a temporada de 2019, precisando apenas de reforços pontuais para subirem o nível do time titular. O elenco deve sofrer uma reformulação nas próximas semanas. 

Com grande suficiente para investir, mas insuficiente para fazer loucuras e brigar de igual para igual com rivais mais ricos, a demora nas negociações e as recusas dos clubes às propostas santistas devem fazer a equipe começar a temporada sem contratações. A estreia do Peixe no Campeonato Paulista está marcada para o dia 19 de janeiro, contra a Ferroviária, na Vila Belmiro.

Facebook Lance Twitter Lance