'Estreia', gol e aplausos: a fantástica noite de Rodrygo, o 'Rayo' santista
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

'Estreia', gol e aplausos: a fantástica noite de Rodrygo, o 'Rayo' santista

Santos x Ceará
Rodrygo foi o melhor em campo na vitória do Santos sobre o Ceará (Foto: Ricardo Moreira/Fotoarena/LANCE!Press)
Alexandre Guariglia - 15/04/2018 - 08:00
São Paulo (SP)
Talvez em algum momento as atuações de Rodrygo deixem de surpreender os espectadores do futebol, mas o torcedor do Santos está acostumado a assistir jovens que, mesmo sem atingir a maioridade, jogam futebol de gente enorme. No último sábado foi mais um desses dias em que o 'raio' deu as caras, balançou a rede e sacramentou a vitória do Peixe por 2 a 0 sobre o Ceará, no Pacaembu.

Em sua partida de estreia pelo Campeonato Brasileiro, marcou o seu primeiro gol na competição, ajudou na defesa, criou chances no ataque e ainda saiu de campo ovacionado pelos santistas, que fizeram questão de estarem em pé para aplaudí-lo quando foi substituído por Arthur Gomes. Para o garoto, no entanto, jogar nesse nível não é novidade.

- (Joga fácil?) Tem que jogar, né? Estou acostumado desde a base, jogar no Santos tem que ser sempre assim, habilidoso, então é só dar continuidade ao trabalho - afirmou Rodrygo.

Até aqui, o camisa 43 do Peixe anotou cinco gols na temporada, sendo o vice-artilheiro do time, atrás apenas de Eduardo Sasha, que marcou seis vezes em 2018. Se jogar bem e ter atuações acima da média não são novidades para ele, a velocidade com que as coisas estão acontecendo para Rodrygo surpreendem o jovem, mas ele promete muito mais no Brasileirão.

- Eu sempre falo que eu acho que minha ficha não caiu, mas eu continuo trabalhando sempre para continuar assim, fazendo gols, espero fazer muitos nesse Brasileiro - avisou.

Diego, Robinho, Neymar, Gabigol, e agora Rodrygo, ao que tudo indica. Apesar do peso enorme da camisa, não parece que esses raios sintam os efeitos negativos dessa responsabilidade, pelo contrário, a impressão que se tem é de que o manto santista potencializa as qualidades desses grandes jogadores ainda em fase de formação física, psicológica e técnica.

Como bem resumiu o técnico Jair Ventura, em sua coletiva após a vitória sobre o Ceará, "o céu é o limite" para Rodrygo, e o Brasileirão está apenas começando.

Facebook Lance Twitter Lance