Primeira versão do 'Palmeiras 2018' tem 5 novidades: veja o que esperar
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Primeira versão do 'Palmeiras 2018' tem 5 novidades: veja o que esperar

  •  Weverton - Palmeiras
    Primeira versão do 'Palmeiras 2018' tem 5 novidades: Weverton foi escalado no gol Cesar Greco
  •  Marcos Rocha
    Marcos Rocha é o lateral-direito (Foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras)
  •  Antônio Carlos
    Antônio Carlos na zaga Bruno Ulivieri
  •  Luan
    Luan na zaga Cesar Greco
  •  Diogo Barbosa
    Diogo Barbosa na lateral esquerda (Foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras)
  •  Felipe Melo
    Felipe Melo mais recuado no meio Cesar Greco/Palmeiras
  •  Galeria Palmeiras - Moisés e Tchê Tchê
    Tchê Tchê como volante Cesar Greco/Palmeiras
  •  Galeria Palmeiras - Lucas Lima
    Lucas Lima na meia Cesar Greco/Palmeiras
  •  Galeria Palmeiras - Dudu
    Dudu no ataque Cesar Greco/Palmeiras
  •  Keno
    Keno no ataque Agência Palmeiras
  •  Borja
    Borja é o centroavante Cesar Greco
Fellipe Lucena e Thiago Ferri - 13/01/2018 - 07:00
São Paulo (SP)
O primeiro jogo oficial do Palmeiras em 2018 será só na quinta-feira, contra o Santo André, no Allianz Parque, mas Roger Machado exibiu nos treinos desta semana a equipe com que pretende iniciar a temporada. Mesmo que a diretoria tenha contratado menos do que nos últimos anos e julgue ter feito apenas alterações pontuais no elenco, a espinha dorsal já é totalmente diferente da que terminou o ano passado.

A primeira versão de time titular tem Weverton, Marcos Rocha, Antônio Carlos, Luan e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Tchê Tchê e Lucas Lima; Keno, Dudu e Borja. Veja abaixo uma análise de cada setor:

Goleiro


É a maior novidade da pré-temporada até agora. O recém-chegado Weverton largou na frente de Fernando Prass e Jailson, ídolos da torcida, e foi titular no jogo-treino contra o Atibaia, vencido por 1 a 0 pelo Verdão. Ele fez algumas defesas tranquilas na atividade e foi bem quando saiu do gol para jogar com os pés.

A opção de Roger endossa a confiança que a diretoria tem no goleiro campeão olímpico. O clube poderia recebê-lo sem custos se esperasse o fim de seu contrato com o Atlético-PR, em maio, mas achou importante tê-lo desde o início da pré-temporada e aceitou pagar R$ 2 milhões pela liberação. 

Defesa


A linha de quatro defensores testada neste início de ano é totalmente diferente do que se viu no ano passado: Marcos Rocha, Antônio Carlos, Luan e Diogo Barbosa foram os escolhidos.

A surpresa fica por conta de Antônio Carlos, que fez apenas nove partidas durante todo o ano passado. Como a pré-temporada de Edu Dracena será um pouco mais longa que a dos companheiros, ele tem boas chances de iniciar o Paulistão jogando. No primeiro teste, fez dupla bastante segura com Luan.

As laterais, como esperado, foram ocupadas pelos reforços. Na esquerda, até o reserva é uma novidade: quando Diogo Barbosa se machucou, logo no início do jogo-treino, quem entrou em seu lugar foi Victor Luis. De volta após quase dois anos emprestado ao Botafogo, o jovem pode começar o ano como titular, dependendo da gravidade da lesão no tornozelo do concorrente.

No duelo com o Atibaia, os laterais fizeram poucas jogadas de linha de fundo, mas também não sofreram na marcação.

Meio de campo


Felipe Melo mais preso, com Tchê Tchê e Lucas Lima se movimentando bastante. Esse foi o primeiro meio de campo montado por Roger Machado, que ainda não conta com Moisés, outro que terá um período extra de preparação.

Ainda falta ritmo de jogo, mas Lucas Lima apresentou-se bastante para jogar. Uma de suas principais características já se fez notar: ele volta muito para buscar a bola, começando a armar as jogadas desde o campo de defesa. 

Em seu melhor lance, o camisa 20 roubou uma bola e rapidamente enfiou para Borja, que estava impedido. Embora as tabelas não tenham encaixado, foi possível perceber que a parceria com Dudu é promissora.

Ataque


O único setor preservado. Keno, Dudu e Borja, titulares com Alberto Valentim na reta final do Brasileirão, seguem na equipe. 

A maior sombra para eles também continua a mesma de 2017: Willian, autor do gol da vitória sobre o Atibaia. Roger só o utilizou como substituto de Keno até o momento, mas ele também pode ser centroavante. É uma espécie de 12º titular.

E MAIS:
icone-carregar-comentCreated with Sketch.
CARREGAR COMENTÁRIOS
Facebook Lance Twitter Lance