Com metade dos jogos, Luiz Adriano iguala gols de Goulart no Palmeiras
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Com metade dos jogos, Luiz Adriano iguala gols de Goulart no Palmeiras

Palmeiras x Fluminense - Luiz Adriano comemorando
Em seis partidas, Luiz Adriano alcançou os mesmos quatros gols de Goulart (Foto: Ricardo Moreira/Fotoarena)
William Correia - 11/09/2019 - 08:00
São Paulo (SP)
Luiz Adriano foi anunciado no final de julho como uma solução para ser o centroavante que o Palmeiras buscava. E precisou de pouco tempo para igualar o jogador que chegou como grande contratação para a temporada. O camisa 10 acumula quatro gols com a camisa do clube, exatamente como Ricardo Goulart, mas atuando metade das vezes

Principal aposta tanto do diretor de futebol Alexandre Mattos quanto do então técnico Luiz Felipe Scolari para subir o nível do campeão brasileiro de 2018, Ricardo Goulart atuou 12 vezes pelo clube. Balançou as redes em quatro oportunidades: duas em vitória por 3 a 2 sobre o Ituano, uma no 3 a 0 diante do Melgar e outra no 5 a 0 contra o Novorizontino.

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão clicando aqui




E MAIS:
O meia-atacante acabou se despedindo atuando nos oito minutos iniciais da estreia no Campeonato Brasileiro, na vitória por 4 a 0 sobre o Fortaleza, em 28 de abril. Precisou de cirurgia no joelho direito e, enquanto se recuperava, recebeu proposta para retornar ao Guangzhou Evergrande, clube chinês que o tinha emprestado ao Verdão até dezembro e solicitou seu retorno, devolvendo todos os gastos do Palmeiras com o jogador.

Ricardo Goulart chegou a ser usado por alguns minutos como centroavante. Tinha a função de meia-atacante, mas com chegada frequente à área que agradava Felipão, tanto que ambos acumularam títulos juntos no Guangzhou Evergrande. Mas a passagem pelo Palmeiras durou muito pouco e a grande solução ofensiva do momento é Luiz Adriano.

O centroavante formado pelo Inter chegou do Spartak Moscou, da Rússia, em definitivo, com aval de Scolari, que o escalou três vezes como titular: no 2 a 2 diante do Bahia, no Allianz Parque, pelo Campeonato Brasileiro, e nos dois jogos diante do Grêmio pela Libertadores, com o camisa 10 deixando sua marca na derrota por 2 a 1, no Pacaembu, que eliminou a equipe.

Com Mano Menezes, Luiz Adriano já tinha visto um gol seu ser anulado com polêmica na vitória por 2 a 1 sobre o Goiás. Contra o Fluminense, nessa terça-feira, fez os três gols do 3 a 0 imposto no estádio palmeirense. Chegou a quatro gols em seis jogos pelo clube, estando perto de seus concorrentes que já estavam no clube: Deyverson acumula seis gols em 2019 e Borja, cinco.

- Chegaram muitas bolas, e pude aproveitar. A equipe está trabalhando bem a bola e, assim, a bola chega. Passamos por momentos difíceis, agora retomaram as vitórias. É trabalhar para continuar vencendo, com um belo futebol - limitou-se a dizer Luiz Adriano, dividindo os méritos de sua noite inesquecível.

Mas o atacante já deixou sua marca. O último jogador do Palmeiras com três gols em um jogo foi Hyoran, contra a Liga Ajajuelense, da Costa Rica, em amistoso em 2018. Em partida oficial, foi Borja, contra o Junior Barranquilla, pela Libertadores do ano passado. Em Brasileiros, tinha sido Barrios, em 2015, diante do mesmo Fluminense, no Maracanã.

Foi a quarta vez em que Luiz Adriano balançou as redes, ao menos, três vezes em um mesmo jogo na carreira. As três anteriores ocorreram no Shakhtar Donetsk, da Ucrânia. O primeiro foi em 22 de setembro de 2010, pela Taça da Ucrânia, na goleada do Shakhtar Donetsk por 6 a 0 sobre o Krivbas. Os outros dois, em Liga dos Campeões: em 20 de novembro de 2012, no 5 a 2 diante do Nordsjaelland, da Dinamarca, e 21 de outubro de 2014, com cinco gols no 7 a 0 contra o BATE Borisov, da Bielorrússia.

Facebook Lance Twitter Lance