Há 15 anos com Mano, Sidnei Lobo 'assume' Verdão e mira nova carreira
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Há 15 anos com Mano, Sidnei Lobo 'assume' Verdão e mira nova carreira

Mano Menezes e Sidnei Lobo
Mano Menezes e Sidnei Lobo trabalham juntos desde 2004 (Foto: Cesar Greco)
Thiago Ferri - 06/10/2019 - 08:00
São Paulo (SP)
Mano Menezes, suspenso, deixará o comando do Palmeiras neste domingo, às 16h, contra o Atlético-MG, com Sidnei Lobo, seu auxiliar e braço direito há 15 anos. Já acostumado a substituir o treinador, ele tenta ampliar para sete rodadas a invencibilidade do Verdão no Brasileiro - são cinco vitórias e um empate desde a chegada da atual comissão técnica ao vice-líder.

Os jogadores não devem estranhar as ordens do "interino", pois Sidnei é quem dá as orientações na maioria dos treinamentos na semana. Mano costuma observar mais e dar orientações pontuais, exceto quando há atividade tática, esta sim sob a batuta do treinador.

- O Sidnei tem nossa confiança, fala sempre muito bem claro com os jogadores o quer, o que deseja. Os dois falam a mesma língua e fica fácil para os jogadores. Claro que o professor sempre vai fazer falta, seria hipocrisia falar que não, ele é o chefe, mas vamos fazer o melhor - afirmou Lucas Lima.



-> Saiba como está a classificação do Campeonato Brasileiro!

A relação entre Mano e Sidnei começou em 2004, quando o atual técnico palmeirense convenceu seu então volante no Iraty a se aposentar e fazer parte de sua comissão. O primeiro trabalho juntos foi no XV de Novembro de Campo Bom, com direito à marcante campanha na Copa do Brasil de 2004, em que chegou até a semifinal.

A dupla ainda passou pelo Caxias até assumir o primeiro grande clube: o Grêmio, em 2005. Estiveram juntos no Corinthians, Cruzeiro, Shandong Luneng e Seleção Brasileira. Aos 49 anos de idade, Sidnei disse em entrevista no ano passado que se sente um "treinador que está auxiliar".

E MAIS:
Em Minas Gerais, comandou a Raposa em mais de 15 jogos durante as duas passagens com Mano, fosse por suspensões do treinador, ou quando ele se ausentou para um tratamento médico.

Ambos, inclusive, farão no fim do ano o curso para tirar a Licença Pro na CBF. Esta é a última etapa acadêmica para um técnico no Brasil e é equiparada à licença da Uefa para trabalhar na Europa. O curso é feito em dois anos, e Mano já participou da primeira metade em dezembro de 2018. Ele, portanto, irá completá-lo após o Brasileiro. Sidnei, por sua vez, fará as primeiras aulas, e deve tirar esta licença em 2020.


Facebook Lance Twitter Lance