Palmeiras afirma que não fechou acordo para TV aberta e PPV
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Palmeiras afirma que não fechou acordo para TV aberta e PPV

O Palmeiras do presidente Maurício Galiotte fez suas exigências e aguarda a Globo
Maurício Galiotte afirmou que não chegou a um acordo com a Globo (Foto:Agência Palmeiras)
LANCE! - 27/04/2019 - 12:11
São Paulo (SP)
O Palmeiras, por meio do seu presidente Maurício Galiotte, publicou uma nota oficial sobre as negociações com a Globo para a transmissão dos jogos na TV aberta e no pay-per-view. Segundo o mandatário alviverde, o clube ainda não chegou a um acordo com a emissora.

O Verdão vem em negociação com a Globo desde o começo deste ano, ainda sem uma definição positiva. O clube quer receber R$ 100 milhões de reais em luvas, segundo o site 'Noticias da TV'. Este é o mesmo valor recebido por Corinthians e Flamengo, donos das maiores rendas pela TV. As negociações continuam e há a expectativa de serem finalizadas na próxima semana. 

Para a transmissão das partidas, o Palmeiras tem acordo com o Esporte Interativo, que transmitirá a estreia do clube no Brasileirão, diante do Fortaleza, neste domingo (28), ás 19h. O jogo será transmitido pelo canal TNT. Porém, somente em confrontos com equipes que também tem acordo com o Esporte Interativo (Santos, Internacional, Atlético-PR, Bahia, Ceará e Fortaleza), serão transmitidos pelo canal.
 
Confira a nota oficial

"Em respeito aos nossos milhões de torcedores, venho a público esclarecer que, até o momento, a Sociedade Esportiva Palmeiras não chegou a um acordo sobre os direitos de transmissão para TV aberta e Pay-per-view do Campeonato Brasileiro de Futebol.



Há diferenças financeiras e conceituais a superar. Cabe esclarecer que nosso posicionamento está embasado em critérios absolutamente técnicos, com ênfase em audiência, performance esportiva destacada e na relevância da marca Palmeiras, considerando não apenas a evolução dos últimos anos, mas sobretudo a perspectiva para os próximos.

Vale registrar que não há ruptura ou mudança drástica com relação aos valores históricos de remuneração e entendemos que aspectos concorrenciais possam ter tornado o processo de negociação mais complexo.

Por fim, quero lhes dizer que temos acompanhado a acelerada transformação nos hábitos de mídia e consumo e as novas formas de produção e distribuição de entretenimento esportivo e reitero, neste momento, nosso cuidado e responsabilidade em conduzir a melhor negociação para a Sociedade Esportiva Palmeiras."


Maurício Galiotte

Presidente da Sociedade Esportiva Palmeiras


E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance