Pablo Pérez, o maestro desejado por Sampaoli para implantar estilo
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Pablo Pérez, o maestro desejado por Sampaoli para implantar estilo

Pablo Perez - Boca
Pablo Pérez foi um dos destaques do Boca na Libertadores (AFP)
André Schmidt - 08/01/2019 - 09:04
Não é novidade para ninguém a obsessão de Jorge Sampaoli pela posse de bola e a troca intensa de passes. No Santos, não será diferente. E para implantar sua ideia de jogo, o treinador parece já ter escolhido o seu maestro ideal: Pablo Pérez.

Capitão do Boca Juniors na última Libertadores, Pérez vinha sendo o motor da equipe, participando intensamente das partidas em todas as fases do jogo, desde a transição até a conclusão das jogadas. Não é um 'volante-volante', é um organizador. Pela inteligência, capacidade de leitura e qualidade no passe, tem facilidade para chegar ao ataque. Foi o jogador que mais criou chances de gol na competição continental pelo clube argentino e o terceiro em toda a disputa, com 20 assistências para finalização. Três delas terminaram nas redes, a 4ª melhor marca da copa.

Sua principal característica, no entanto, é o passe. Pablo foi o segundo atleta que mais acertou toque na Libertadores 2018, ficando atrás apenas de Maicon, do Grêmio. Segundo o Footstats, foram 579 passes certos de 655 tentados, terminando com um aproveitamento de 88,4%. E não são apenas trocas curtas. Pérez liderou a estatística de inversões de jogo - novamente junto do volante gremista -, completando 13 das 15 viradas tentadas.

E MAIS:
Seja no passe curto, no longo ou no decisivo, Pérez é o comandante dos sonhos de Sampaoli. Resta saber se realmente vestirá a camisa do Peixe em 2019.

PABLO PÉREZ NA LIBERTADORES 2018
- Dados do Footstats

13 jogos
1 gol
3 passes para gol
20 assistências para finalização
579 passes certos
76 passes errados
13 viradas de jogo certas
2 viradas de jogo erradas
25 desarmes

Facebook Lance Twitter Lance