Gabigol e Arrascaeta x Dudu e Borja: números mostram equilíbrio entre as duplas
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Gabigol e Arrascaeta x Dudu e Borja: números mostram equilíbrio entre as duplas

Arrascaeta Dudu Gabigol e Borja
Flamengo e Palmeiras brigaram pelo título brasileiro nos últimos anos (Montagem/LANCE!Press)
André Schmidt - 10/01/2019 - 10:33
Se você pudesse escolher uma dupla para atuar pelo seu time, entre Arrascaeta e Gabigol e Dudu e Borja, por qual optaria? Independente de sua preferência, uma coisa é certa: nenhuma outra em atividade no Brasil foi tão eficiente e participativa em gols do que estas duas em 2018. Se a ideia do Flamengo em trazer o uruguaio e o ex-santista era nivelar o seu ataque ao do Palmeiras, campeão nacional e clube brasileiro que mais vezes balançou as redes na última temporada - 121 gols - , escolheu bem os seus reforços. Ao menos é o que mostram os números.

Arrascaeta e Gabriel participaram diretamente de 54 tentos anotados por Cruzeiro e Santos, respetivamente, no último ano. Com 27 bolas na rede - artilheiro do Brasil - e dois passes, o campeão olímpico com a Seleção foi quem mais contribuiu da dupla. Já o meia viveu a sua melhor temporada como goleador, anotando 15 gols e dando 10 assistências para seus companheiros. Criticado pela torcida do Cruzeiro pela forma como deixou o clube, o jogador se tornou, durante o ano, o maior goleador estrangeiro da história da equipe, superando nomes como Marcelo Moreno, Montillo e Aristizábal. Ao todo, o camisa 10 marcou 49 vezes com a camisa do time mineiro.

A dupla palmeirense, no entanto, não ficou para trás. Muito pelo contrário. Mesmo com o rodízio imposto pelo técnico Luiz Felipe Scolari, Dudu e Borja - que chegou a perder a posição de titular para Deyverson - fecharam 2018 tendo participado dos mesmos 54 gols da nova dupla rubro-negra. Destaque principalmente para o camisa 7, maior garçom do Brasileirão com 14 passes para gol - 18 no ano -, e que se tornou o maior goleador do clube neste século ao marcar 14 vezes na temporada, chegando aos 55 tentos com a camisa alviverde, superando Vágner Love. Borja, por sua vez, mesmo oscilando, terminou o ano como artilheiro da equipe, marcando 20 gols e dando duas assistências.

E MAIS:
Os números mostram, porém, também algumas diferenças entre as duplas. Apesar de vestirem a 10 em 2018, Arrascaesta e Gabigol foram mais efetivos com gols do que com passes. Das 54 participações diretas, 42 foram com bolas na rede e apenas 12 com assistências. Já pelo lado palmeirense, um equilíbrio maior entre as ações, com 34 gols e 20 passes. Muito, no entanto, em razão do desempenho de Dudu, o único dos quatro a servir mais do que marcar.

Outra dupla que promete fazer barulho em 2019 vem do Sul. Ao menos se repetirem o bom desempenho de 2018. Um dos principais artilheiros do país atuando pelo Vitória, com 21 gols, Neilton se junta a Nico López no Internacional, outra equipe que brigou pelo título brasileiro durante a maior parte do ano. Combinada, a nova dupla colorada participou de 53 gols na última temporada.

E pra 2019, em quem você apostaria? Veja os números:

NÚMEROS DAS DUPLAS EM 2018
- Duplas que provavelmente atuarão juntas em 2019

FLAMENGO
Gabigol - 27 gols e 2 assistências
Arrascaeta - 15 gols e 10 assistências
Total: (54) 42 gols e 12 assistências

PALMEIRAS
Dudu - 14 gols e 18 assistências
Borja - 20 gols e 2 assistências
Total: (54) - 34 gols e 20 assistências

INTERNACIONAL
Neilton - 21 gols e 11 assistências
Nico López - 14 gols e 7 assistências
Total: (53) - 35 gols e 18 assistências

ATLÉTICO-MG
Ricardo Oliveira - 22 gols e 9 assistências
Cazares - 11 gols e 9 assistências
Total: (51) 33 gols e 18 assistências

SÃO PAULO
Pablo - 18 gols e 6 assistências
Diego Souza - 16 gols e 6 assistências
Total: (46) - 34 gols e 12 assistências

GRÊMIO
Luan - 11 gols e 11 assistências
Everton - 19 gols e 5 assistências
Total: (46) 30 gols e 16 assistências


Facebook Lance Twitter Lance