Danke, Dirk! O adeus do gigante alemão que revolucionou a NBA
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Danke, Dirk! O adeus do gigante alemão que revolucionou a NBA

Dirk Nowitzki
Dirk têm marcas expressivas na carreira, como título da NBA, trofeú MVP e melhor jogador das finais (Reprodução)
Leonardo Damico - 15/04/2019 - 09:05
Dallas (EUA)
Um dos maiores jogadores da história da NBA se aposentou das quadras na última quarta-feira. Dirk Nowitzki fez sua última partida da carreira contra o San Antonio Spurs e deixou a liga como sexto maior cestinha da história. Além da marca, o eterno camisa 41 do Dallas Mavericks conquistou títulos e prêmios com a franquia texana. O LANCE! fez uma retrospectiva da carreira do alemão, desde o início inconsistente até se tornar uma lenda consagrada, que mudou o estilo de jogo da liga norte-americana.

INÍCIO DA CARREIRA E NIKE HOOP SUMMIT
Por influência da mãe, que jogava basquete profissionalmente, Dirk começou a carreira no esporte pelo DJK Würzburg, time de sua cidade natal, aos 15 anos de idade, mas só aos 18 foi 'descoberto'. Em 1997, em Berlim, o atleta participou de uma partida organizada pela Nike com jogadores consagrados na NBA como Charles Barkley, Scottie Pippen e Reggie Miller. Apesar da pouca idade, Nowitzki anotou nada menos que 52 pontos.

Barkley tentou levar o alemão para estudar nos Estados Unidos, mas por questões militares o jogador optou por não ir. Em março de 1998, o atleta foi até San Antonio, no Texas, para disputar o Nike Hoop Summit, evento anual com jovens talentos prospectos. No 'Time Mundo', Dirk brilhou novamente anotando 33 pontos e pegando 14 rebotes. Naquele mesmo ano, o alemão de 2,13m se inscreveu para o Draft da NBA.

Dirk Nowitzki - 1998 Nike Hoop Summit
Nowitzki após o Draft pelo Dallas Mavericks, em 1998 (Reprodução)
DRAFT E INÍCIO COMPLICADO NOS EUA
Com ótimas credenciais nas partidas da Nike, o jovem jogador foi a nona escolha do Draft de 1998 e foi trocado do Milwaukee Bucks para o Dallas Mavericks, onde começou a construção de sua história na liga americana. No entanto, Dirk não correspondeu às expectativas depositadas nele na primeira temporada. Nowitzki jogou apenas 47 das 82 partidas e teve média de apenas 8,2 pontos e 3,4 rebotes em 1998/99.

Com um jeito diferente de jogar se comparado ao dos estadunidenses o alemão teve dificuldades de adaptação. Pela grande altura, Dirk era criticado pelos fãs da liga e imprensa por tentar chutes de longa distância e arremessar com os dedos muito espaçados, algo incomum até aquele momento. No entanto, as coisas começaram a funcionar para o eterno camisa 41 do Mavs na temporada seguinte.

Dirk Nowitzki - 1999
Dirk em sua primeira temporada pelo Mavs (Reprodução)
REGULARIDADE E COMEÇO DO LEGADO
Sem perder seu estilo de jogo, Dirk adquiriu mais tempo de quadra e disputou os 82 jogos da temporada regular de 1999/00, com grande incremento nas médias, principalmente na pontuação, que subiu para 17,5. O alemão também tinha porcentagem de quase 40% nas bolas de três, algo inédito para um ala-pivô daquele tamanho. No ano seguinte, Nowitzki liderou o Dallas aos playoffs, o que não acontecia na franquia desde 1990.

Sua arma mais poderosa era o "fadeaway", mas não o tradicional, que a maioria dos atletas fazem, e sim o "one-leg fadeaway", onde ele apoia em uma só perna no giro e levanta o joelho para se distanciar do marcador. Em entrevista à imprensa norte-americana, LeBron James afirmou que o movimento do camisa 41 era o segundo golpe mais letal da NBA, atrás apenas do gancho de Kareem Abdul-Jabbar.

Nowitzki mudou o jogo. Levantamentos realizados pelo 'Bleacher Report' constataram que, antes do atleta do Mavs chegar à liga, apenas 40 jogadores de mais de 2,10m de altura haviam tentado arremessos de três pontos num total de pontos combinado para 507. No entanto, desde a estreia da lenda alemã, outros 81 atletas dessa altura tentaram esses chutes, somando um total de 7,253 pontos.

Dirk Nowitzki tenta mais uma cesta para Dallas (Foto: Tannen Maury/EFE)
Dirk Nowitzki em ação contra o Miami Heat (Foto: Tannen Maury/EFE)
ESTATÍSTICAS E PRÊMIOS INDIVIDUAIS
Dirk Nowitzki foi brilhante em sua trajetória na NBA e chegou a importantes marcas na carreira. O alemão é o: 6º maior cestinha da história com 31.540 pontos, 7º jogador com mais rebotes defensivos, 11º com mais bolas de três pontos, 16° com maior número de pontos em playoffs com 3,663, 6° com mais números de lances livres convertidos, além de outras impressionantes marcas.

Nas 21 temporadas na NBA, o ala-pivô garantiu diversos prêmios indiviuais, como: 12 vezes eleito para o All-Team, 14 para o All-Star Game, MVP das finais de 2011, 'Teammate of The Year' em 2017 e campeão do torneio de três pontos em 2006. Em 2006/07, Dirk levou o prêmio de MVP da temporada após comandar o Dallas numa campanha de 67 vitórias. Foi a primeira vez que um atleta europeu conquistou o prêmio.

Dirk Nowitzki - MVP 2007
Dirk com o troféu de MVP de 2007 (Divulgação/NBA)
Dirk Nowitzki - All Star Game 2019
O alemão foi chamado para integrar o All-Star em 2019 (Divulgação)
CONQUISTA DO CAMPEONATO EM 2010/2011
Depois de perder a final da NBA para o Miami Heat em 2005/2006, o Dallas Mavericks reencontrou o time da Flórida da decisão da liga na temporada 2010/2011. Com médias de 26 pontos e 10 rebotes nas finais, Nowitzki comandou a equipe texana ao primeiro título da franquia, batendo o time de Dwayne Wade, LeBron James e Chris Bosh por 4 a 2 em partidas. O alemão conquistou o prêmio de MVP das finais.

Dirk Nowitzki - Campeão 2011
O camisa 41 comanou o time campeão de 2011 (Reprodução)
LEALDADE, HUMILDADE E SACRIFÍCIOS PELO MAVS
Todo o sucesso de Dirk criou um assédio em cima do camisa 41 durante a maior parte de sua carreira. Kobe Braynt, ídolo do Los Angeles Lakers, tentou por várias vezes convencer o alemão se juntar ao time da Califórnia, mas Nowitzki optou pela permanência em Dallas. Em 2014, o Golden State Warriors também procurou o gigante para contratá-lo, mas sem sucesso.

Por mais que os torcedores e a imprensa já esperassem a aposentadoria do alemão de 40 anos nesta temporada, o ala-pivô não havia anunciado oficialmente a decisão. Segundo Mark Cuban, proprietário do Dallas Mavericks, Nowitzki já sabia que iria parar, mas não queria os holofotes em cima dele, como fez Dwayne Wade antes da temporada se iniciar.

Mais um grande aspecto do caráter do alemão foram os sacrifícios que o jogador fez pelo amor à equipe do Texas. À medida que os anos passaram e a idade começou a pesar, o atleta aceitou uma diminuição considerável em seu salário nas últimas duas renovações com o Mavs, para que pudesse permanecer no time e abrisse mais espaço para a contratação de grandes jogadores.

Dirk Nowitzki
O ala-pivô ficou em Dallas nas 21 temporadas na NBA (AFP)
O PONTO FINAL NA BRILHANTE CARREIRA
Após 21 anos na NBA, todos eles com o Dallas Mavericks, Dirk Nowitzki anunciou sua aposentadoria na última terça-feira. Após última partida do alemão diante dos seus torcedores no American Airlines Center, onde fez 30 pontos e pegou oito rebotes, o atleta recebeu uma série de homenagens e comunicou que estava deixando as quadras. Toda a cidade parou e se rendeu ao gigante de 2,13m.

No entanto, Dirk ainda escreveu o último capítulo de sua história contra o rival da cidade, o San Antonio Spurs. A grandiosidade do veterano fez com que até os adversários preparassem uma bela homenagem à ele, que acabou desabando em lágrimas antes do início do jogo. O camisa 41 encerrou sua trajetória fazendo 20 pontos e pegando 10 rebotes. Nowitzki deixa a NBA, mas seu legado fica para sempre.

Obrigado, Dirk.

Dirk Nowitzki - Último jogo
Nowitzki se emocionou em sua última partida na NBA (Reprodução)
Facebook Lance Twitter Lance