Sete feras que se aposentaram de seleções em 2018
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Sete feras que se aposentaram de seleções em 2018

Mascherano - Argentina
Mascherano é recordista de atuações pela seleção da Argentina. Anunciou aposentadoria das convocações logo após a Copa do Mundo (Foto: AFP/JUAN MABROMATA)
Mais Que Um Jogo (MQJ) - 21/11/2018 - 12:48
Rio de Janeiro
O ano chegou ao fim para as seleções, com a última data Fifa disputada agora em novembro. Além da Copa do Mundo na Rússia e do surgimento e consolidação de alguns atletas, 2018 também ficará marcado pela despedida de algumas feras do nível internacional.
O “As”, da Espanha, relembrou sete jogadores de peso que se aposentaram ou se despediram de seleções este ano.
A lista só conta com nomes de peso (sendo quatro campeões mundiais), que foram importantes para as seleções. Tem jogador com mais partidas pela Argentina e o maior artilheiro da Inglaterra.

SETE FERAS QUE SE APOSENTAM DE SELEÇÕES
Iniesta
Autor do gol que garantiu o título mundial em 2010, Iniesta se despediu da seleção espanhola na Copa do Mundo da Rússia. A Espanha caiu para os anfitriões, nas oitavas de final. O meia disputou 131 jogos e marcou 14 gols pela Espanha.

Nas semifinais de 2009 houve um empate sem gols na ida, na Espanha. No choque de volta Iniesta marcou nos acréscimos da segunda etapa e a igualdade por 1 a 1 classificou o Barcelona por conta do gol qualificado como visitante
LLUIS GENE / AFP
David Silva
A exemplo de Iniesta, conquistou a Copa de 2010 e a Eurocopa de 2008 e 2012. David Silva também anunciou aposentadoria do selecionado espanhol após o Mundial. O meia do Manchester City disputou 125 jogos e marcou 35 gols pela Espanha.

David Silva Espanha
AFP
Piqué
O zagueiro do Barcelona também se despediu da seleção da Espanha após a Copa deste ano. Piqué, que também é campeão mundial, disputou 102 jogos e marcou cinco gols pela seleção de seu país.

Piqué beija o troféu da Eurocopa conquistada pela Espanha em 2012
AFP
Tim Cahill
Referência da Austrália por anos, Tim Cahill se despediu da seleção no amistoso contra o Líbano, nesta terça-feira. Cahill disputou quatro Copas do Mundo (2006, 2010, 2014 e 2018) e marcou cinco gols. Ao todo, disputou 108 partidas pela Austrália e fez 50 gols.

Tim Cahill despedida
(Foto: AFP)
Mascherano
Atleta que mais defendeu a Argentina – foram 147 jogos -, o volante se aposentou da seleção hermana após a Copa do Mundo, na qual foi eliminado pela França nas oitavas de final.

Mascherano é o grande líder e um dos principais nomes da Argentina
AFP
E MAIS:
Özil
Campeão mundial em 2014, o meia do Arsenal se aposentou da seleção alemã após a Copa deste ano, na qual o time caiu ainda na primeira fase. Özil, de ascendência turca, alegou perseguição e racismo. Às vésperas da convocação da Alemanha para a Rússia, ele foi repreendido publicamente pelo presidente da Federação Alemã de Futebol por ter tirado foto com o presidente da Turquia, em campanha para reeleição. A entidade interpretou como ação de cunho político. Özil disputou 92 jogos e marcou 22 gols pela Alemanha.

Ozil (Alemanha)
(Foto: AFP/KENZO TRIBOUILLARD)
Rooney
O atacante anunciou a aposentadoria da seleção inglesa em 2017. Porém, a despedida oficial aconteceu no dia 15, contra os Estados Unidos, no amistoso que marcou o adeus definitivo de Rooney da Inglaterra. Ele disputou 120 jogos e marcou 53 gols pela seleção, sendo o maior artilheiro da história da Inglaterra.

Rooney - Inglaterra x Estados Unidos
(Foto: Ian Kington / AFP)
Facebook Lance Twitter Lance