Yago Dora brilha e avança ao lado de Mineirinho na etapa de Saquarema
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Yago Dora brilha e avança ao lado de Mineirinho na etapa de Saquarema

Yago Dora
Yago Dora foi o destaque do primeiro dia da etapa de Saquarema do Circuito Mundial (Foto: Divulgação/ WSL)
LANCE! - 20/06/2019 - 15:54
Saquarema (RJ)
O Brasil teve bom desempenho na abertura do Oi Rio Pro, em Saquarema (RJ), a quinta etapa da temporada do Circuito Mundial de surfe (WCT). Nesta quinta-feira, Yago Dora comandou o show do país, com o maior somatório do dia, e avançou diretamente para a terceira rodada, assim como Gabriel Medina, Italo Ferreira, Filipe Toledo e Willian Cardoso, líderes de suas baterias.

A lista de classificados também teve Adriano de Souza, o Mineirinho, Jadson André, Michael Rodrigues, Caio Ibelli, Deivid Silva e Jesse Mendes, que passaram na segunda colocação. Outros três brasileiros ficaram em último e foram para a repescagem: Peterson Crisanto, Alex Ribeiro e Mateus Herdy.

Em sua primeira competição após uma cirurgia no joelho direito, Mineirinho travou disputa particular com o americano Kolohe Andino e mostrou um surfe de bom nível. Ele fez 11,27, o suficiente para deixar o vice-líder do ranking para trás, com 11,16. Yago, em grande forma, disparou. O jovem de 23 anos somou 7,33 e 9,00 para liderar a bateria, com 16,33. 



– É muito legal poder ter uma esquerda de alta performance, depois de ter surfada tantas direitas no início da temporada. Me senti muito honrado de competir com o Adriano em seu retorno, vi todo esforço que ele teve que fazer para voltar e estou muito feliz de nós dois termos avançado juntos – disse Yago.

Bicampeão mundial e atual vencedor do Circuito, Medina chegou pressionado, mas fez uma apresentação que animou o público. O paulista, que estreou uma prancha com a pintura da bandeira do Brasil, conseguiu um aéreo reverse, seguido de três manobras até a beira para obter um 6,77, que se somou a uma nota 5,33, para totalizar 12,10. O australiano Soli Bailey avançou em segundo, com 8,40, e seu compatriota Adrian Buchan foi para a repescagem, com 6,93.

– Amo competir no Brasil. É um sonho ganhar aqui. Esse ano estou trabalhando bastante pra alcançar o meu objetivo, que é sair daqui com uma vitória – disse Medina, que chegou ao Rio em 12º no ranking mundial.

Melhor brasileiro na temporada até aqui, em terceiro, Italo somou 12,17, contra 11,07 de Deivid. A bateria só teve dois atletas, já que Mateus Herdy não pôde entrar na água, por lesão.

Vencedor da etapa de Saquarema no ano passado, Filipe Toledo fez 13,97 para se classificar. Em segundo, ficou o português Frederico Morais, com 9,60. O havaiano Sebastian Zietz, com 9,30, foi para a repescagem.

Willian, outro brazuca que passou em primeiro, somou 10,47 e deixou para trás o neozelandês Ricardo Christie, que passou em segundo, com 9,00, e o sul-africano Jordy Smith, que vai à repescagem, com 6,30.

Líder do ranking e vencedor de duas das quatro etapas do ano, o havaiano John John Florence também confirmou o favoritismo. Ele fez 13,67. Ibelli foi o segundo, com 10,53, e Alex, com 9,60, terminou em último.


Tatiana e Silvana avançam de fase

As duas brasileiras do WCT também começaram bem a caminhada em Saquarema. Silvana Lima conseguiu uma virada no fim da bateria de abertura e saiu vencedora, com 13,20, enquanto sua compatriota Tatiana Weston-Webb passou na segunda colocação, com 13,10. A australiana Sally Fitzgibbons ficou em último, com 9,93, e terá de disputar a repescagem.

Silvana, que perdeu as duas primeiras etapas da temporada, quando ainda se recuperava de uma cirurgia nos dois joelhos, admitiu o alívio com o triunfo.

– É muito bonito competir aqui com toda essa torcida na areia. Ouvir os gritos do público lá na água é demais, mas também me deixa uma pouco mais tensa. Eu pensei: vamos lá, Silvana. Você tem que fazer o seu melhor. E eu consegui. Na última manobra fiquei um pouco nervosa, mas completei e fiquei muito feliz de ter vencido – afirmou Silvana.

Tainá Hinckel, de 16 anos, que não está no WCT, mas venceu a triagem e levou a última vaga, terminou em último no seu confronto e tentará sobreviver na competição na repescagem. A havaiana Coco Ho venceu, e a australiana Stephanie Gilmore, líder do ranking, passou em segundo.

A próxima chamada acontece nesta sexta-feira, às 7h.

E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance