Uma vida dedicada ao esporte. Relembre a trajetória de Bebeto
menu button lance
lancelogo lancelogo lance
LANCE
LANCE
X
Compartilhe



13/03/2018 | 17:24

Uma vida dedicada ao esporte. Relembre a trajetória de Bebeto

  •  Bebeto de Freitas
    O último cargo de Bebeto de Freitas foi de diretor de administração e controle do Atlético-MG. Ele assumiu a função em novembro do ano passado, a convite do presidente Sérgio Sette Câmara Bruno Cantini / Atlético-MG
  •  Bebeto de Freitas
    Bebeto de Freitas foi presidente do Botafogo, seu time de coração, entre 2003 e 2008. No período, devolveu o clube para a elite do futebol brasileiro e se sagrou campeão carioca (2006) Divulgação
  •  Bebeto de Freitas
    Bebeto já havia passado pelo Atlético-MG após deixar o clube de General Severiano, no final de 2008. Na ocasião, foi chamado pelo ex-presidente Alexandre Kalil para ser diretor-executivo Bruno Cantini / CAM
  •  Bebeto de Freitas
    No Galo, Bebeto foi manager e ajudou o clube a conquistar o Campeonato Mineiro e ser vice no Brasileirão de 1999. Em 2001, levou o Alvinegro ao quarto lugar no Brasileiro. Acervo Lance!
  •  Bebeto de Freitas
    Bebeto fez história como treinador de vôlei. Ele comandou a “Geração de Prata”, que encantou o mundo nos Jogos de Los Angeles, em 1984. Ainda dirigiu o time na Olimpíada de 1988, em Seul Reprodução
  •  Bebeto de Freitas
    Bebeto de Freitas teve sólida carreira no vôlei. Faturou onze títulos cariocas consecutivos (de 1965 até 1975) e defendeu a Seleção Brasileira nos Jogos Olímpicos de 1976, em Montreal Divulgação
  •  Bebeto de Freitas
    Bebeto de Freitas foi um dos principais jogadores do vôlei brasileiro. Na imagem, ele é o segundo da esquerda para a direita na fila de baixo, na época em que defendeu as cores do Botafogo Divulgação
  •  Bebeto de Freitas
    Bebeto levou o esporte para a família. Na imagem, ele disputa partida de rua em Ipanema com o filho Rico (de costas), que seguiu os passos do pai e hoje treina a dupla Bárbara/Fernanda Berti Arquivo pessoal
  •  Bebeto de Freitas
    Com seu sucesso no Brasil, Bebeto recebeu proposta da Itália, onde comandou o Maxicono Parma. Por lá, ganhou cinco títulos, entre 1990 e 1995, e foi chamado para treinar a seleção italiana entre 1997 e 1998. Foi campeão da Liga Mundial de 1997 e do Mundial de 1998 Divulgação
  •  Bebeto de Freitas
    Bebeto de Freitas foi homenageado pelo Hall da Fama do vôlei, em 2015 Divulgação/Hall of Fame
SEUCLUBE
america-mineiro
atlético mineiro
atletico-paranaense
bahia
botafogo
ceara
chapecoense
corinthians
cruzeiro
flamengo
fluminense
gremio
internacional
palmeiras
parana
santos
sao paulo
sport
vasco
vitoria
Siga nas redes sociais
Facebook Lance Twitter Lance