Guilherme Costa bate recorde sul-americano dos 1.500m no Open
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Guilherme Costa bate recorde sul-americano dos 1.500m no Open

Guilherme Costa bate mais uma vez o recorde Sul-Americano nos 1500m livre
Divulgação
LANCE! - 06/12/2017 - 21:07
Rio de Janeiro (RJ)
O brasileiro Guilherme Costa, da Unisanta, marcou seu nome na história das provas de fundo da natação brasileira. O cachorrão, como é conhecido o garoto de 19 anos, quebrou nesta quarta-feira a barreira dos 15 minutos e estabeleceu o novo recorde sul-americano dos 1.500m livre, com o tempo de 14m59s01. A marca deu a ele também o novo recorde brasileiro e de campeonato.

O feito foi conquistado no primeiro dia de competições do Campeonato Brasileiro Sênior, Campeonato Brasileiro Júnior e Torneio Open, na piscina da Universidade da Força Aérea, no Rio de Janeiro. Essa foi a quarta vez neste ano que Guilherme bateu seu próprio recorde Sul-Americano.

Nos últimos 100m, Guilherme apertou o ritmo para conseguir a marca histórica.

- Fico muito feliz com essa marca que venho perseguindo há bastante tempo. Há algumas semanas, foi por pouco, mas hoje consegui. Agradeço a todos que torceram por mim. Ali na piscina as vezes é difícil de ouvir, mas com certeza lá no fundo a gente sente a energia positiva da galera que estava fora - disse.

Outro destaque foi Poliana Okimoto. Não apenas pela medalha de bronze na prova dos 800m livre, mas por disputar sua última competição de piscina da carreira. Ela vai se aposentar após a disputa da Travessia Rei & Rainha do Mar, no próximo domingo. Viviane Jungblut conquistou a medalha de ouro e Aline Rodrigues a prata.

“Estou tentando aproveitar cada momento e deixar um legado para os atletas que estão vindo. Além disso, quero pontuar para a Unisanta que é um dos objetivos aqui. Queria ter nadado um pouco melhor, mas estou feliz em viver esse momento - falou Poliana.

Com um dos melhores tempos do mundo nos 50m borboleta em 2017, Nicholas Santos, da Unisanta, brilhou mais uma vez na prova que é sua especialidade. O nadador de 37 anos, conquistou o ouro ao completar a prova com o tempo de 22s95.

- Meu ano foi muito positivo, com uma medalha de prata no Mundial de Budapeste e tempos que me deixaram muito feliz. O objetivo aqui é ajudar a Unisanta a pontuar e subir no quadro geral da competição - explicou o campeão.

Completaram o pódio Henrique Martins, do Minas Tênis Clube, e César Cielo, do Pinheiros.

- Queria ter nadado um pouco mais rápido os 50m borboleta, mas acho que vou conseguir melhorar um pouco mais meu desempenho nas provas de crawl que treinei mais. Estou feliz por estar aqui, a piscina é ótima - disse Cielo, campeão olímpico de 2008 nos 50m livre.


icone-carregar-comentCreated with Sketch.
CARREGAR COMENTÁRIOS
Facebook Lance Twitter Lance