Brasileiro número 2 do mundo visa pódio em etapa "divisora de águas"
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Brasileiro número 2 do mundo visa pódio em etapa "divisora de águas"

Henrique Avancini é o atual segundo melhor do mundo
Henrique Avancini é o atual segundo melhor do mundo (FOTO: Divulgação/Red Bull)
LANCE! - 12/07/2018 - 15:17
Val di Sole (Itália)
Faz pouco mais de um ano desde que Henrique Avancini entrou para a história do ciclismo brasileiro, figurando entre os dez primeiros colocados na etapa de Andorra da Copa do Mundo de Mountain Bike. Desde então, o brasileiro conquistou diversos títulos; hoje, o ciclista fluminense é o segundo melhor do ranking mundial e está prestes a reencontrar a prova que "dividiu águas" em sua carreira.

Após o quarto lugar no cross country olímpico - resultado inédito no esporte brasileiro - em Val di Sole no último domingo, Henrique agora tem pela frente a a prova neste domingo em Vallnord (Andorra), lugar que lhe traz ótimas recordações.

avancini podio
Avancini no pódio de Val di Sole (FOTO: Divulgação/Red Bull)
- Vallnord é um lugar especial pelos momentos que vivi lá. Em 2015, tive uma fratura no pé e acabei sofrendo muito ao longo da temporada para encaixar bons resultados. Andorra foi onde eu consegui fazer a melhor performance no ano e cravar o que era até então o meu melhor resultado em campeonatos mundiais. E, em 2017, foi quando eu consegui cravar o primeiro Top 10 em Copas do Mundo na carreira. Enfim, é um circuito que, nos últimos anos em que participei, sempre bati marcas pessoais. Espero que consiga mais uma - disse o ciclista.

A altitude deve ser o maior obstáculo para Avancini. A prova é disputada a pouco mais de 2 mil metros acima do nível do mar, o que demanda uma nova estratégia na hora dos treinamentos. Para adaptar-se às circunstâncias, o brasileiro tem feito treinos hipóxicos (com menos oxigênio).

- Uma das peculiaridades de Andorra é que tem um dos trechos de downhill mais longos da temporada, desde o topo da primeira subida. Começa com uma descida bem suave, mas que usa bastante os freios. Depois é uma descida bastante íngreme e longa - analisou Henrique.

E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance