menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Santos 'mostra quem manda', pressiona o Strongest e vence na Vila

  •  Santos x The Strongest
    Santos 2x0 The Strongest Davi Ribeiro / Fotoarena
  •  Santos x The Strongest
    Santos 2x0 The Strongest Foto: Flavio Hopp / RAW Image
  •  Santos x The Strongest
    Santos 2x0 The Strongest Ricardo Moreira / Fotoarena
  •  Santos x The Strongest
    Santos 2x0 The Strongest Foto: Flavio Hopp / RAW Image
  •  Santos x The Strongest
    Santos 2x0 The Strongest Ricardo Moreira / Fotoarena
  •  Santos x The Strongest
    Santos 2x0 The Strongest Davi Ribeiro / Fotoarena
  •  Santos x The Strongest
    Santos 2x0 The Strongest Ricardo Moreira / Fotoarena
  •  Santos x The Strongest
    Santos 2x0 The Strongest Davi Ribeiro / Fotoarena
  •  Santos x The Strongest
    Santos 2x0 The Strongest Davi Ribeiro/Fotoarena
  •  Santos x The Strongest
    Santos 2x0 The Strongest AFP
  •  Santos x The Strongest
    Santos 2x0 The Strongest Daniel Vorley/AGIF
  •  Santos x The Strongest
    Santos 2x0 The Strongest GUILHERME DIONIZIO/Photo Press
  •  Santos x The Strongest
    Santos 2x0 The Strongest GUILHERME DIONIZIO/Photo Press
  •  Santos 2x0 The Strongest - Renato festeja gol
    Santos 2x0 The Strongest - Renato festeja gol Ivan Storti/ Santos FC
Russel Dias - 16/03/2017 - 23:44
Santos (SP)
Bola na trave aos cinco minutos após chute de Pablo Escobar. Nada poderia ser mais tradicional do que isso para quem não recebia a Libertadores em casa há quase cinco anos. Passado o susto, o Santos soube usar bem seu alçapão para jogar como um gigante da Libertadores e dominar a partida do início ao fim. Mesmo com a boa atuação, o primeiro gol da vitória por 2 a 0 sobre o The Strongest (BOL) veio de falta batida Ricardo Oliveira no fim do primeiro tempo.

O Peixe demorou para encontrar o caminho do gol. O primeiro chute, de Zeca, veio só aos 14 da primeira etapa, mas abriu o caminho. A partir dai, pressão santista como um mandante de Libertadores deve fazer. A torcida correspondeu com recepção com corredor de fogo, ofensas aos bolivianos e muita pressão.

Em campo, a personalidade era de quem já havia disputado muitas Copas, mesmo sabendo que esta não era a realidade da maioria do time.
Zeca tomou conta de Chumacero, artilheiro da Libertadores e não se incomodou em fazer marcação dura em Pablo Escobar. Era o começo do recuo do Tigre boliviano.

Thiago Maia, que acompanhava Zeca nos desarmes, ainda dava munição para Lucas Lima procurar Ricardo Oliveira. Quando o camisa 9 não era achado, Bruno Henrique ajudava. Deu chapéu, caneta e correu como poucos , mas a retranca boliviana era forte e resistente.

Lucas Lima deixou de lado os bonitos passes para procurar espaços por conta própria. Correu, driblou, até ser derrubado por Veizaga, que já fazia sua segunda falta e foi expulso. Com um a menos no The Strongest, era questão de tempo para o Santos enfim estufar as redes. Não precisou de muito tempo. Após a cera feita por Veizaga para deixar o campo após a expulsão, cobrança de falta certeira de Oliveira e um grito de gol gol entalado na garganta de milhões.

A Vila Belmiro, que já era pulsante, fervia e entoava cantos de motivação, deixando no esquecimento as cobranças ásperas recentes.

Tudo isso colaborou para o Peixe continuar pressionando e fuzilando o goleiro Vaca. Dorival atendeu ao pedido da torcida, sacou Bueno e colocou Hernández. O Alvinegro não poderia ser mais ofensivo e só queria ampliar o placar para sacramentar a primeira vitória na Libertadores.

O segundo gol demorou a vir, aos 38 minutos, com Renato, de cabeça. Junto, veio a confirmação de um temido mandante.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 2 X 0 THE STRONGEST
Local: Vila Belmiro, Santos (SP)
Data-Hora: 16/3/2017 - 21h45
Árbitro: Néstor Pitana (ARG)
Auxiliares: Hernán Maidana (ARG) e Juan Pablo Belatti (ARG)
Público/renda: 13.132 pagantes/R$ 381.290,00
Cartões amarelos: Thiago Maia (SAN), Pablo Escobar (STR)
Cartões vermelhos: Veizaga, aos 42'/2ºT (STR) - Após o 2º Amarelo
Gols: Ricardo Oliveira (46'/1ºT) (1-0), Renato (38'/2ºT) (2-0)

SANTOS: Vladimir; Victor Ferraz, David Braz, Lucas Veríssimo e Zeca; Renato (Leandro Donizete, aos 41'/2ºT), Thiago Maia, Lucas Lima e Vitor Bueno (Vladimir Hernández, aos 19'/2ºT); Bruno Henrique (Copete, aos 24'/2ºT) e Ricardo Oliveira. Técnico: Dorival Junior.

THE STRONGEST: Daniel Vaca; Diego Bejarano, Luis Maldonado, Luis Marteli e Marvin Bejarano; Veizaga, Rául Castro e Agustín Jara (Diego Wayar, no intervalo); Chumacero (Fabricio Pedrozo, aos 15'/2ºT), Pablo Escobar (Valverde, aos 22'/2ºT) e Matías Alonso. Técnico: César Farias.

E MAIS:
SEUCLUBE
atlético mineiro
botafogo
corinthians
cruzeiro
flamengo
fluminense
gremio
internacional
palmeiras
santos
sao paulo
vasco
Facebook Lance Twitter Lance