Do Internacional à Seleção, relembre os altos e baixos da carreira de Pato!
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Do Internacional à Seleção, relembre os altos e baixos da carreira de Pato!

Alexandre Pato (Tianjin Quanjian)
Pato comemora vitória com a camisa do Tianjin Quanjian, da China, onde tem contrato até dezembro (Foto: AFP)
LANCE! - 06/02/2019 - 11:30
São Paulo (SP)
As atenções do mercado de transferências estão voltadas para o atacante Alexandre Pato. Aos 29 anos, o jogador tem contrato com o Tianjin Quanjian, da China, até dezembro de 2019, mas tenta uma rescisão amigável com o clube chinês para voltar ao futebol brasileiro. Santos e São Paulo são os principais interessados, mas outros clubes já monitoram a situação do jogador. 

Abaixo, o LANCE! relembra os altos e baixos da carreira do jogador revelado pelo Internacional. De Corinthians à Seleção Brasileira, passando por Milan, da Itália, e São Paulo, reviva um pouco da carreira de Alexandre Pato! 

FENÔMENO NO INTER!

Pato Inter
Pato começou com 17 anos no Inter (Foto: Divulgação/Vipcomm)
Alexandre Pato, então garoto prodígio do Internacional, estrou pelo Colorado em 2006, com apenas 17 anos. Em 26 de novembro, em seu primeiro jogo como profissional, Pato só não fez chover no antigo Palestra Itália (hoje Allianz Parque). Na ocasião, o Inter venceu por 4 a 1. Fez um gol, deu duas assistências e mandou bola na trave do Verdão. Foi vendido ao Milan, da Itália, em 2007.

MILAN - AUGE OU DERROCADA? 

Pato no Milan
Pato ficou no Milan de 2007 a 2012 (Foto: Sergei Supinsky/AFP)
Alexandre Pato desembarcou em Milão no meio de 2007, mas só pôde estrear pelo Milan em janeiro, após completar a maioridade. No clube italiano, ficou até 2012 e teve uma primeira temporada interessante. Bem como foi a temporada de 2008/09. Chegou, inclusive, a marcar belo gol contra o Barcelona, em jogo da Liga dos Campeões. A partir de então, passou a sofrer com uma série de lesões e teve temporadas bastante irregulares na Itália. Da explosão de superestrela, tornou-se um jogador sob desconfiança na Europa. 


CORINTHIANS E A IRA DA FIEL

Alexandre Pato
Pato não empolgou (Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians)
Depois de uma longa negociação, o Corinthians anunciou a contratação de Alexandre Pato em janeiro de 2013. À época, o Timão investiu R$ 40,5 milhões para ter o jogador de então 23 anos. A paciência da Fiel torcida durou 10 meses. O estopim da crise de Pato no Corinthians se deu em outubro daquele ano, nas quartas de final da Copa do Brasil. 

Responsável por bater o último pênalti na disputa contra o Grêmio, no Sul, o atacante optou por uma cavadinha, facilmente defendida pelo goleiro Dida, e eliminou o Corinthians da competição. Em biografia escrita pela jornalista Camila Mattoso, o técnico Tite contou que na ocasião falou para Pato "virar homem" ainda nos vestiários da Arena do Grêmio. 

SÃO PAULO E OS TEMPOS DE PAZ

Pato - Treino São Paulo
Pato durante treino no São Paulo em 2014 (Foto: Marcello Zambrana)
Ciente do alto investimento feito para contratá-lo, o Corinthians tentou valorizar Pato tirando-o do elenco. Para isso, o emprestou ao São Paulo no ano seguinte, em 2014, com contrato de dois anos que envolveu também a ida do meia Jadson ao Parque São Jorge. Pato chegou a ser ameaçado por torcedores do Timão e ficou completamente sem clima no Alvinegro. 

No Tricolor Paulista, os tempos foram de paz. Pato criou vínculos com a torcida tricolor. Em 2014, foram 44 jogos e 12 gols marcados. No ano seguinte, foram 59 partidas e 26 tentos. Números que os transformaram em xodó. Até hoje o atacante mantém contato com o clube. Mesmo com vínculo com o Timão, não foram poucas as provocadas dirigidas ao clube. 

CHELSEA E MAIS POLÊMICAS NO TIMÃO

Pato (Chelsea) 2015/16
Pato na chegada ao Chelsea, da Inglaterra (Foto: Divulgação/Chelsea)
Quando retornou de empréstimo do São Paulo, Pato seguia sem clima para atuar no Corinthians, mas com apenas mais um ano de vínculo. Para não perder o investimento feito outrora, o Timão topou emprestá-lo por seis meses ao Chelsea, da Inglaterra, mesmo tendo recebido uma oferta do Tianjin Quanjian, da China. Pato se recusou a jogar na Ásia por acreditar ainda ter futebol para atuar na Europa. A recusa provocou a ira da diretoria alvinegra.

Na Inglaterra, não teve sucesso. Foram apenas duas partidas disputadas e um gol marcado nos meses de clube. Quando retornou ao Corinthians, passou a treinar separado dos demais companheiros e não pôde jogar por veto da diretoria corintiana. 

VILLAREAL E CHINA

Pato - Villareal x Sporting Gijón
Pato em ação pelo Villareal, da Espanha (Foto: Divulgação)
Embora tenha investido mais de R$ 40 milhões na contratação de Pato, o Corinthians conseguiu vendê-lo por pouco mais de R$ 10 milhões ao Villareal, da Espanha, em julho de 2016. No clube espanhol, Pato ficou por seis meses e disputou 24 partidas, marcando seis gols. Em janeiro de 2017, foi vendido ao Tianjin Quanjian, oficializando, enfim, sua ida para a China, por aproximadamente R$ 60 milhões. O Timão ficou com 10% do valor. 

Na China, Pato teve destaque nos últimos anos. Entre 2017 e 2018, disputou 58 partidas e marcou 34 vezes, com uma média de 0,58 gol por jogo. Aos 29 anos, o jogador entende estar pronto para voltar ao futebol brasileiro. 

E A SELEÇÃO BRASILEIRA, PATO? 

Alexandre Pato - Seleção Brasileira
Pato com a camisa da Seleção Brasileira (Foto: Marcelo Sayão)
Conforme revelado pelo LANCE!, Pato confidenciou ao técnico Jorge Sampaoli, do Santos, o desejo de disputar a Copa América pelo Brasil em junho deste ano. O atacante não é convocado à Seleção desde 2013, quando foi chamado por Felipão, hoje técnico do Palmeiras. Pato nunca conseguiu ter sequência com a camisa da amarelinha, mas ainda sonha em retornar. 

Sem somar os jogos pelas categorias inferiores do Brasil, Pato tem apenas 28 jogos e dez gols pela Seleção. A decepção de Tite com sua postura no Corinthians certamente dificulta ainda mais o caminho do atacante, já que o ex-treinador do Timão é o comandante do Brasil desde 2016. 

E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance