Flu tem tempos distintos, sofre com erro individual e perde para o Galo
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Flu tem tempos distintos, sofre com erro individual e perde para o Galo

Atlético-MG x Fluminense - Yony
Yony passou em branco mas foi um dos destaques do Tricolor (Foto: Mailson Santana/Fluminense)
Joel Silva - 10/08/2019 - 23:54
Rio de Janeiro (RJ)
O Fluminense jogou de igual para igual contra o Atlético-MG, mas acabou derrotado por 2 a 1. Os gols do Galo foram marcados por Cazáres e Ricardo Oliveira, com Nenê descontou para o Tricolor. O meia foi figura central da partida, vivendo altos e baixos, até depois do apito final. O time do técnico Fernando Diniz conseguiu impor o seu estilo de jogo, não se acovardou, mas não conseguiu manter a intensidade durante os 90 minutos. O primeiro tempo foi melhor que o segundo. Com as mudanças, a equipe se desorganizou.  

TROCAÇÃO FRANCA

Atlético-MG x Fluminense - Daniel, Ricardo Oliveira, Allan e Elias
Ambos os times buscaram o gol a todo momento (Mailson Santana/Fluminense)
É de se louvar a postura do Fluminense. Mesmo jogando no Independência, onde o Atlético-MG é muito forte, o Tricolor impôs o seu estilo de jogo, manteve a posse de bola no campo de ataque e agrediu o Galo. No entanto, a intensidade diminuiu na reta final do primeiro tempo e o time foi pressionado no campo defensivo pela equipe mineira, que abriu o placar no fim da primeira etapa. Vale destacar que o Fluminense também poderia ter feito o gol, já que criou chances para isso.

MUDANÇA FORÇADA E PENSADA NÃO SURTEM EFEITO

Atlético-MG x Fluminense - Pedro, Igor Rabello, Ganso, Ricardo Oliveira
Pedro sentiu a coxa no fim do primeiro tempo (Bruno Cantini/Atletico)
O atacante Pedro sentiu um problema muscular na coxa direita ao tentar dominar uma bola na área. Não retornou para a etapa final e passa a preocupar para os próximos jogos. Sem ele em campo, o Fluminense perdeu a referência e o trabalho de pivô, uma vez que João Pedro, sem tanto ritmo após desfalcar o time em quatro jogos, não possui essa característica. Além de João Pedro, Nenê também iniciou o segundo tempo. Com isso, a equipe perdeu entrosamento e passou a atacar de forma mais desorganizada.

ERRO, GOL E EXPULSÃO

Atlético-MG x Fluminense - Nenê
Nenê viveu diferentes emoções no jogo (Mailson Santana/Fluminense)
O excesso de confiança ou a falta de entendimento em relação ao estilo de jogo fizeram Nenê errar um passe na saída de bola, que ocasionou no segundo gol do Atlético-MG, um verdadeiro balde de água fria, tendo em vista que foi no início da segunda etapa. Apesar da falha, Nenê não se escondeu e tentou se redimir de todas as formas. Porém não estava em uma noite inspirada, já que errou mais do que acertou. Pela perseverança, foi coroado com um gol, o primeiro dele com a camisa tricolor. Por fim, acabou sendo expulso quando o jogo acabou. 

SEM ENTENDIMENTO

Atlético-MG x Fluminense - Ganso
(Mailson Santana/Fluminense)
A entrada de Nenê acabou ofuscando o Ganso, que teve uma participação bem melhor na primeira etapa. Em tese, Nenê foi escalado pelo lado direito, porém flutuou bastante pelo meio, se embolando com o camisa 10. Por conta disso, o Fluminense criou mais na base do abafa, do que nas jogadas construídas, de pé em pé. É necessário entender o contexto da partida, porém a primeira impressão é de que Ganso e Nenê vão ter dificuldades em atuar juntos. 

VOLTANDO

Wellington Nem - Atlético-MG x Fluminense
Foto: Mailson Santana/Fluminense
O atacante Wellington Nem entrou aos 28 minutos do segundo tempo, adquirindo mais tempo em campo. Ainda não está na melhor condição física, mas mostrou que está chegando perto disso. O jogador deu arrancada, chutou de fora da área, sendo mais participativo do que na estreia diante do Internacional. Fez lembrar em alguns momentos o Nem de 2013. Em forma vai ajudar e muito o Fluminense, podendo jogar tanto pela direita, quanto pela esquerda. 

E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance