Base do Vasco brilha, mas o Internacional sufoca em São Januário
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Base do Vasco brilha, mas o Internacional sufoca em São Januário

Vasco x Internacional
Danilo Barcelos vibrou muito com a cobrança de falta que, no rebote, resultou no segundo gol (Rafael Ribeiro/Vasco)
Felippe Rocha - 07/06/2019 - 23:28
Rio de Janeiro (RJ)
A noite de sexta-feira rendeu muitas emoções aos cruz-maltinos. Um primeiro tempo de alto nível, um segundo de muito sofrimento... teve a base mostrando força, pressão do rival até o fim do jogo... mas o Vasco, sobre o Internacional, conquistou a primeira vitória no Campeonato Brasileiro.

Bom primeiro tempo

Vasco x Internacional
Rossi foi bastante participativo (Rafael Ribeiro/Vasco)
Mesmo antes de chegar aos gols, o desempenho do Vasco, no primeiro tempo, já era melhor do que na primeira etapa da partida contra o Botafogo. E de novo com menos posse de bola. A evolução prometida e prevista por Vanderlei Luxemburgo se prova.

Desenhado

Vasco x Internacional
Eram Rossi e Pikachu na direita (Jorge Rodrigues/Eleven/Lancepress!)
É pelos lados do campo que o Cruz-Maltino, com Vanderlei Luxemburgo, se cria. Com as dobradinhas entre Yago Pikachu e Rossi, mais Danilo Barcelos com Marrony, as jogadas surgiam. Eles mesmos concluíam as chances produzidas, ou procuravam Tiago Reis na área.


Base coroada I


Vasco x Internacional
Andrey abriu o placar (Alexandre Neto/Photopress/Lancepress!)
Num time que trocava passes com competência e se habitua a produzir mais pelos lados do campo, o volante com conhecida qualidade no passe já ajudava. E Andrey foi preciso no chute que abriu o placar, já no fim do primeiro tempo.


Base coroada II


Vasco x Internacional
Tiago Reis marcou o segundo do Vasco (Jorge Rodrigues/Eleven)
Marrony ganhava a jogada na corrida quando desacelerou e sofreu falta frontal. Danilo Barcelos fez a bola beijar o travessão. No rebote, Tiago Reis mostrou bom posicionamento e faro de gol para abrir o placar. Ainda antes do final da primeira etapa.

PRESSÃO SUFOCANTE

Vasco x Internacional
O Inter evoluiu e poderia ter vencido (Ricardo Duarte/Internacional)
Com a vitória parcial, o time cruz-maltino voltou do intervalo ciente de que o Internacional pressionaria, mas não foi capaz de aguentar nem dez minutos do ímpeto colorado. Emerson Santos diminuiu o marcador, deixando o jogo aberto novamente. E os comandados de Odair Hellmann só fizeram penar ainda mais em todo o segundo tempo. As trocas do Internacional funcionavam, as do Vasco só mantinha a equipe perdida na marcação. Não é exagero afirmar que os cruz-maltinos mal podiam respirar. O alívio se deu após o apito final.

Facebook Lance Twitter Lance