Em classificação heroica, reservas marcam e resolvem para o Atlético-PR
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Em classificação heroica, reservas marcam e resolvem para o Atlético-PR

Universidad Católica x Atlético-PR
Com muita garra, Atlético-PR não desistiu e venceu a Católica-CHI em um jogo cheio de emoções. (AFP)
Guilherme Moreira - 18/05/2017 - 00:44
Santiago (CHI)
Eduardo da Silva, Douglas Coutinho e Carlos Alberto. A classificação para as oitavas de final, após a vitória por 3 a 2 contra a Universidad Católica-CHI, tem esses três nomes como protagonistas. Vindos do banco, os três marcaram e colocar o Atlético-PR na próxima fase da Copa Libertadores.

Após fazer uma boa atuação por quase toda a primeira etapa, o Furacão levou o gol aos 35min, em chute de Santiago Silva. No intervalo, o técnico Paulo Autuori decidiu manter a equipe e só foi mexer a partir dos 17min da segunda etapa, quando a equipe estava perdida em campo.

O primeiro a entrar foi Carlos Alberto na vaga de Lucho González. Eduardo da Silva entrou quatro minutos depois no lugar de Grafite. E Coutinho aos 29 para a saída de Pablo. O gol de empate saiu com 31. O meio-campista fez boa jogada pela esquerda e o atacante croata cabeceou no canto do goleiro.

A virada aconteceu cinco minutos depois. Coutinho tabelou com Nikão atrás do meio-campo, jogou a bola em velocidade e bateu por debaixo do arqueiro.
Logo na sequência, aos 39, a Católica-CHI empatou com Noir. Mas, sem desistir, a equipe rubro-negra foi para cima. Jonathan, com 41, retribuiu o passe e tocou na entrada da área para Carlos Alberto, sozinho, mandar no ângulo. Um golaço que deu a classificação.

E MAIS:
- Passamos 10 dias muito turbulentos. Mostramos uma união incrível. Estamos preparados para ir longe na Libertadores. Fizemos uma grande partida e passamos do grupo da morte . A gente já sabia que a vitória nos classificaria e não pensamos em outro resultado. Não sabíamos da outra partida dentro de campo e foi bom isso - comemorou Eduardo da Silva.

Responsável pelas mexidas, o treinador atleticano não quis assumir os méritos e falou que o triunfo era de todos ali presentes. Considerado azarão no Grupo da Morte, o Atlético-PR se classificou an segunda colocação, com 10 pontos - a mesma do San Lorenzo-ARG, mas com menos saldo de gols. O Flamengo, que perdeu para a equipe argentina, terminou em terceiro e acabou eliminada.

- Eu dedico a vitória aos oportunidades de plantão.Ninguém esperava a não ser nós mesmos. Estivemos bem, merecemos passar. Contente pela forma como o time se comportou. Era um grupo difícil, ninguém contava com o Atlético-PR e o futebol dá mais um exemplo. (A Libertadores) É uma competição difícil de participar. Espero que esse grupo mantenha essa mentalidade vitoriosa. São momentos que se passam e esse elenco provou que tem capacidade - completou Autuori.

Com a classificação, o Furacão agora aguarda o sorteio para ver o adversário das oitavas de final da Libertadores.

icone-carregar-comentCreated with Sketch.
CARREGAR COMENTÁRIOS
Facebook Lance Twitter Lance