Veja quem são os diretores de futebol dos clubes da Série A e os títulos conquistados na gestão
menu button lance
lancelogo lancelogo lance
LANCE
LANCE
X
Compartilhe



28/11/2018 | 15:33

Veja quem são os diretores de futebol dos clubes da Série A e os títulos conquistados na gestão

  •  Alexandre Mattos e Dudu
    PALMEIRAS O diretor de futebol do Palmeiras, Alexandre Mattos, prorrogou seu contrato até o final do segundo mandato de Maurício Galiotte, em 2021. No clube desde 2015, Mattos fez parte das conquistas dos Campeonatos Brasileiros de 2016 e 2018 e da Copa do Brasil de 2015. (Foto: Thiago Ferri)
  •  Ricardo Drubscky
    AMÉRICA-MG Ricardo Drubscky é o diretor de futebol do América-MG. Ele chegou a deixar o posto neste ano para assumir o comando técnico do time durante a paralisação para a Copa do Mundo na Rússia, mas retornou à direção após o anúncio de Adilson Batista. Ricardo Drubscky analisa busca por reforços pelo América-MG (Foto: Mourão Panda / América-MG)
  •  Marques Atlético-MG
    ATLÉTICO-MG Atualmente, o ex-jogador do time, Marques, ocupa o cargo de diretor de futebol, mas a tendência é que ele não continue no posto em 2019, pois foi esse o acordo do clube com o dirigente após a demissão de Alexandre Gallo. Outro indício de que Marques deve mesmo sair no próximo ano é que a diretoria do Atlético-MG já mira em Rodrigo Caetano e Marcos Biasotto, ambos membros da administração do Internacional, para o cargo na gestão de futebol. Marques, do Atlético-MG (Foto: Divulgação/ Atlético-MG)
  •  Rui Costa, diretor de futebol da Chapecoense
    ATLÉTICO-PR Quem ocupa o cargo de diretor de futebol no Atlético-PR é Rui Costa, que chegou à equipe em agosto de 2018 após um ano e oito meses na Chapecoense, trabalho que ganhou a atenção dos dirigentes do Furacão. Apesar de ainda não ter conquistado títulos com a equipe, alcançou a classificação para a Sul-Americana e já faz planos no clube para 2019. (Foto: Divulgação/Atlético-PR)
  •  Diego Cerri - diretor  de futebol do Bahia
    BAHIA Diego Cerri chegou ao Bahia em agosto de 2016 e alcançou algumas realizações notáveis, participando do acesso da equipe para a Série A do Campeonato Brasileiro, além de ter presenciado o título da Copa do Nordeste em 2017 e do Baiano em 2018. (Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia)
  •  João Pedro e Anderson Barros - Botafogo
    BOTAFOGO Após trabalhar no Botafogo no período entre 2009 e 2012, Anderson Barros voltou ao clube de General Severiano em dezembro de 2017, com um contrato de três anos. Durante sua atual estadia, Barros participou da conquista do Campeonato Carioca de 2018. (Foto: Vitor Silva/ SS Press / BFR)
  •  Robinson de Castro - ceará
    CEARÁ Presidente do Ceará, Robinson de Castro acumula a função de diretor de futebol do clube desde 2011. Ele deixou o posto de forma provisória apenas em 2016, quando o time disputava o Campeonato Cearense e passou a ter Haroldo Martins como líder do setor de futebol. Ao longo do período na função, Robinson conquistou a Copa do Nordeste de 2015, os Estaduais de 2011, 2012, 2013, 2014, 2017 e 2018 e a Copa dos Campeões Cearenses, em 2014. Divulgação
  •  André Figueiredo é apresentado na Chapecoense
    CHAPECOENSE Após um período de 14 anos no Atlético-MG, André Figueiredo assumiu o cargo de diretor de futebol na Chapecoense em agosto de 2018. Ele foi contratado para substituir Rui Costa e, em seu primeiro ano, precisa ajudar a equipe a se livrar do risco do rebaixamento. (Foto: Sirli Freitas/Chapecoense)
  •  Marcelo Djian - Diretor de futebol do Cruzeiro
    CRUZEIRO Anunciado como diretor e gerente de futebol do Cruzeiro em outubro de 2017, Marcelo Djian assumiu o cargo no início do mandato de Wagner Pires de Sá, em janeiro de 2018. Neste período de 11 meses, ele participou das conquistas da Copa do Brasil e do Campeonato Mineiro. Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro
  •  Mosquito com o diretor de futebol Duílio Monteiro Alves
    CORINTHIANS Após ser contratado como diretor de futebol durante o mandato de Mário Gobbi (2012-2015), Duílio Monteiro Alves retornou ao cargo em fevereiro de 2018, iniciando uma nova trajetória na diretoria de Andrés Sanchez. Desde então, Duílio viu de perto a conquista do Campeonato Paulista deste ano. Mosquito com o diretor de futebol Duílio Monteiro Alves (Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians)
  •  Apresentação do novo Dir. Exec. de Futebol Carlos Noval
    FLAMENGO Considerado um dos grandes responsáveis pela estruturação das categorias de base do Flamengo em 2010, Carlos Noval assumiu o cargo de diretor de futebol do clube em março de 2018, após a saída de Rodrigo Caetano. Com Noval, o Flamengo conquistou o vice do Campeonato Brasileiro nesta temporada. Gilvan de Souza / Flamengo
  •  Marcelo Oliveira e Paulo Angioni
    FLUMINENSE Após três passagens pelo Fluminense (2000 à 2002, 2004 e 2014), Paulo Angioni chegou à quarta em junho de 2018, quando assumiu o cargo de diretor de futebol do clube de Laranjeiras. LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.
  •  Alberto Guerra
    GRÊMIO Na era de Duda Kroeff como presidente, Alberto Guerra já havia assumido o cargo de diretor de futebol do Grêmio. Em fevereiro de 2018, já na gestão de Romildo Bolzan Júnior, o ex-mandatário se tornou representante do departamento de futebol e promoveu o retorno de Alberto Guerra à direção, ao lado de Deco Nascimento. Neste período, ele conquistou a Recopa Sul-Americana e o Campeonato Gaúcho. Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA
  •  Apresentação Rodrigo Caetano
    INTERNACIONAL Outro diretor de futebol que ainda não teve o vínculo renovado, mas deve seguir no clube é Rodrigo Caetano, que tem contrato com o Internacional até 2019 e é considerado um dos pilares da engrenada da equipe após o rebaixamento em 2016. Em entrevista concedida à Rádio Gaúcha nesta terça-feira, o presidente do Colorado, Marcelo Medeiros, garantiu a permanência do dirigente. Porém, o Atlético-MG segue tentando tirá-lo de Porto Alegre. Divulgação
  •  Marcos, ex-jogador - diretor de futebol do Paraná
    PARANÁ Após a saída de Pastana do Paraná, quem assumiu a direção de futebol foi o ex-goleiro Marcos, que chegou ao clube em setembro de 2018, com contrato de três anos. Apesar da empolgação com o novo cargo no futebol, o ex-arqueiro do clube terá que lidar com o rebaixamento para a segunda divisão em seu primeiro ano. Divulgação/Paraná
  •  Raí
    SÃO PAULO Ídolo do clube, Raí já fazia parte do Conselho de Administração do Tricolor antes de assumir o cargo de diretor de futebol em dezembro de 2017, após a saída de Vinícius Pinotti. Divulgação/São Paulo FC
  •  Santos x Atlético-MG - Renato
    SANTOS Perto de pendurar as chuteiras, o volante Renato assumiu o cargo de diretor de futebol em setembro deste ano, ainda durante a disputa do Campeonato Brasileiro, acumulando as duas funções. Em 2019, a intenção é que Renato se despeça dos campos e fique apenas com o cargo executivo. (Foto: Flavio Hopp)
  •  Aluísio Maluf - diretor de futebol do Sport (esquerda)
    SPORT Em uma trajetória de idas e vindas no Sport, Aluísio Maluf (esquerda) deixou o cargo de diretor de futebol do clube em fevereiro deste ano, mas retornou no final de setembro, após a saída de Eduardo Baptista. Williams Aguiar/Sport Club do Recife
  •  Alexandre Faria - Vasco
    VASCO Alexandre Faria foi anunciado como diretor de futebol do Vasco em junho de 2018 para substituir Paulo Pelaipe, que foi demitido no início do mesmo mês. Rafael Ribeiro/ VASCO
  •  Jorge Macedo - diretor de futebol do Vitória
    VITÓRIA Após um longo período dedicado ao Internacional, Jorge Macedo foi anunciado como diretor de futebol do Vitória em junho de 2018. Com contrato válido até o final de 2019, o dirigente já prepara o planejamento da equipe para disputar a Série B no próximo ano. Maurícia da Mata / Divulgação / EC Vitória)
SEUCLUBE
america-mineiro
atlético mineiro
atletico-paranaense
bahia
botafogo
ceara
chapecoense
corinthians
cruzeiro
flamengo
fluminense
gremio
internacional
palmeiras
parana
santos
sao paulo
sport
vasco
vitoria
Siga nas redes sociais
Facebook Lance Twitter Lance