Gol do Palmeiras, 17 minutos no ar e bloqueio da Globo: saiba quem está por trás da 'TV Glauber'
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Gol do Palmeiras, 17 minutos no ar e bloqueio da Globo: saiba quem está por trás da 'TV Glauber'

  •  TV Glauber
    Glauber Valente tem 37 anos e mora em São Miguel dos Campos (Foto: Reprodução)
  •  Glauber Valente
    Glauber Valente transmite partidas de futebol em Alagoas e em outros estados (Foto: Arquivo Pessoal)
  •  Glauber Valente
    Glauber Valente também cobre eventos de clubes de divisões inferiores (Foto: Arquivo Pessoal)
  •  Glauber Valente
    O aluno de jornalismo também faz cobertura de jogos de várzea (foto: Arquivo Pessoal )
Marcello Neves e Vinicius Faustini - 02/05/2019 - 13:48
Rio de Janeiro (RJ) 
Foram apenas 17 minutos no ar, mas com tempo suficiente para "balançar as redes", transmitindo um gol do Palmeiras e dando o que falar na Internet. Globo e Esporte Interativo, que brigam pelos direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro, ganharam um concorrente inusitado: a TV Glauber. O "link pirata" da partida da última quarta-feira, entre Palmeiras e CSA - que não foi exibida na televisão - fez sucesso no YouTube e nas redes sociais. Ao LANCE!, Glauber Valente, o responsável pela transmissão, explicou o que fez com que ele se aventurasse a exibir a partida diretamente do Estádio Rei Pelé: 

- Fiz ontem (quarta-feira) porque não iria ter a transmissão na televisão. Não é justo que o palmeirense que está em São Paulo não possa ver o jogo da sua equipe em Alagoas. Por causa de briga de emissora, clube, valores...  É injusto uma equipe como o Palmeiras não ter transmissão de seus jogos.

Valente revelou que o bloqueio da transmissão feito pela Rede Globo o surpreendeu. Porém, ratificou que está com sua consciência tranquila em relação a ter transmitido os primeiros minutos do jogo entre CSA e Palmeiras.  


- Não costumo transmitir jogos de clubes grandes, foi uma coisa atípica e não esperava ser bloqueado por uma emissora do porte da Globo. Sei que estou incomodando. Estava conversando com colegas meus e acho que não fiz nada de errado. Inclusive, paguei meu ingresso para entrar no Rei Pelé. Em respeito aos torcedores, transmiti. 

Glauber tem 37 anos e mora em São Miguel dos Campos, em Alagoas, cidade localizada a 58 km da capital Maceió. É comum vê-lo com um tripé e três celulares a postos para exibir as partidas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Entretanto, não é profissional e diz que não busca fins lucrativos.

O "link pirata" do Brasileirão surgiu diante da revolta pela partida ficar "às escuras" para os torcedores e tratou de fazer o apelo aos palmeirense: "Façam lives no jogo do segundo turno". 

- É inadmissível isso no país que vivemos. Briga de emissora, não chegam a um acordo e quem paga são os torcedores. Quantos palmeirenses não ficaram querendo saber como foi o gol? Ainda bem que consegui transmitir. No CSA, não consegui porque estava bloqueado (a Globo derrubou o link por direitos autorais). É uma falta de respeito com o torcedor do Palmeiras. E na volta? Não vai ter novamente a transmissão e os alagoanos vão ficar sem a transmissão por conta dessa briga. - declarou, antes de completar: 

- Eu alerto os torcedores do Palmeiras: vocês unidos são mais fortes. Façam "live" para a gente assistir. Estão acabando com os apaixonados do futebol, do Nordeste, do Sudeste, ou de outras regiões. Estão impedindo o seu torcedor de prestigiar um bom jogo. Hoje, as emissoras querem que tudo que venham a transmitir nós sejamos obrigado a pagar. É inadmissível ficar à mercê de rádios, onde não tem as imagens. É um absurdo.

'RESENHA MIL GRAUS' GANHA DESTAQUE DIGNO DE SÉRIE A

Palmeiras CSA
'Sou torcedor do futebol alagoano', despista Glauber (Foto: Reprodução)
A empreitada de Glauber Valente no esporte já dura cinco anos. O abnegado aluno de Jornalismo, aos poucos, foi contando com apoio para fazer suas filmagens:

- Tenho apoio do meu irmão, da minha irmã e da minha mãe. Até os torcedores, alguns, me apoiam. Mas tudo é do meu bolso, às vezes não tenho condição de viajar e fico em casa.

Porém, sua câmera inicialmente não estava voltada para filmar uma partida de Série A.

- Comecei filmando os times de várzea da minha cidade (São Miguel dos Campos), os clubes desconhecidos. Procuro, em geral, os times que não têm visibilidade da mídia. Não cobro nada de ninguém, não tenho fins lucrativos. Faço de coração.

Glauber Valente detalhou que já ocorreram algumas situações inusitadas em relação às suas filmagens:

- Os clubes me procuravam para ter as imagens dos jogos e estudar os adversário. As emissoras também me procuravam, para ver os gols e postar.

De acordo com ele, a transmissão "pirata" não lhe causou ameaças:

- Até o momento, pelo menos, não.

O formato de sua transmissão também é curioso. Conforme os 17 minutos da partida entre CSA e Palmeiras evidenciaram, ele age como torcedor:

- É aquela coisa, todo cidadão brasileiro tem o celular para assistir alguma coisa. Então, vem a facilidade de fazer uma coisa anti-profissional. Nós resenhamos, xingamos, somos a voz do torcedor do arquibancada.

Em vez de narrar o gol de Raphael Veiga, Glauber Valente apenas soltou um desabafo irritado.

- É um formato "Resenha Mil Graus", com um grupo de amigos e alguns convidados. E eu torço sempre na minha transmissão para o futebol alagoano.  

Suas transmissões já levaram Glauber para vários estados do Nordeste. Questionado sobre o próximo jogo que a TV Glauber vai transmitir, ele confessa:

- Não temos agenda. Na verdade, este caso do jogo do CSA e Palmeiras foi totalmente atípico. Meu interesse é nos jogos que não são vistos pelo grande público. Só me voltei mesmo para criar este link porque achei que os torcedores não tinham nada a ver com esta briga das emissoras - e, em seguida, completou:

- Meu canal é para divulgar meu trabalho. Já forneci material para as afiliadas da Globo (TV Gazeta), do SBT (Ponta Verde), Record (TV Pajuçara) e de outros estados.

Aos seus olhos, a série de de links "piratas" que surgiram durante a partida entre CSA e Palmeiras deixaram um alerta para a Rede Globo e o Esporte Interativo: 

- Hoje, todos temos acesso a dados móveis. As pessoas conseguem até conversar por vídeo. Se as emissoras bloqueiam um link, aparecem outros. Só vai fazer os torcedores crescerem mais ainda até que esta briga pelos direitos dos jogos do Palmeiras acabe.


E MAIS:
Facebook Lance Twitter Lance