Raio-X: Saiba como estão os 'novatos' da Série A 2019
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Raio-X: Saiba como estão os 'novatos' da Série A 2019

Taça do Campeonato Brasileiro (Foto: Rafael Ribeiro/CBF)
Taça do Campeonato Brasileiro (Foto: Rafael Ribeiro/CBF)
LANCE! - 28/03/2019 - 08:10
Futebol Latino
A reta final dos estaduais agita o futebol nacional e o Brasileirão esquenta as turbinas para assumir o papel de protagonista no calendário 2019. Diante de tantos elencos milionários, como, por exemplo, Palmeiras e Flamengo, alguns times com o orçamento mais humilde prometem dar muito trabalho ao longo da competição.

E MAIS:
Veja como estão Avaí, CSA, Goiás e Fortaleza, as quatro equipes ‘novatas’ do Campeonato Brasileiro.

Avaí

Quarto colocado da última Série B, o Avaí retornou à elite do futebol nacional de maneira inesperada. Assim como grande parte dos clubes brasileiros, o Leão atravessa uma grande crise financeira e perdeu inúmeros jogadores em relação a última temporada.

Técnico: Geninho

Estadual: Após um começo devagar, o Avaí conseguiu embalar na competição e atualmente ocupa a liderança do Catarinense, com 30 pontos ganhos. Mesma pontuação que o Figueirense e dois a mais que a Chapecoense.

Contratações: Gabriel Lima (A), Jonny Mosquera (M), Matheus Barbosa (M), Iury (D),Lucas Frigeri (G), Gegê (M), João Paulo (M), Alex Silva (D), Daniel Amorim (A), Julinho (D), Getulio (A), Pedro Castro (M), Glédson (G), Vladmir (G), Ricardo Thalheimer (D), Douglas (M) e Feliciano Brizuela (A)

Destaque: O principal nome do Avaí neste início de 2019 é Daniel Amorim. O atacante foi uma das contratações do ano e ocupa a artilharia da equipe, com sete gols marcados no estadual.

CSA

Vice-campeão da Série B, o time de Alagoas vive temporada histórica pelo retorno a elite do futebol nacional depois de mais de três décadas. Apesar disso, o esperado fenômeno da perda de atletas para outros centros se confirmou, algo que levou nomes como os experientes Daniel Costa e Neto Berola além do seguro zagueiro Xandão.

Técnico: Marcelo Cabo

Estadual: Depois de uma primeira parte bem disputada, ficando somente a dois pontos do líder CRB, o Azulino chega as semifinais com a vantagem de decidir em casa frente ao Coruripe.

Contratações: Jhonnatan (M), Matheus Sávio (M), Luciano Castán (D), Amaral (M), Lohan (A), Mauro Silva (M), Fabrício (G), Pedro Rosa (D), João Carlos (G), Hiago (A), Patrick Fabiano (A), Gerson (D), Wytallo (A), Ramon (A), Rony (M), Carlinhos (D), Lucca Motta (M), Andrés Escobar (A), Apodi (D), Ronaldo Alves (Z), Cassiano (A), Robinho (A), Naldo (M), Bruno Ramires (M), João Victor (A), Pablo Armero (D), Madson (M).

Destaque: Vindo com pouco conhecimento de grande parte do torcedor brasileiro, o atacante Patrick Fabiano chegou plenamente adaptado e, com nove gols em 15 jogos, já desponta como a principal força ofensiva do clube de Maceió.

Goiás

Depois de três anos fora da elite nacional, o Goiás conseguiu o acesso na última temporada. Mesmo com a vaga na Série A garantida, o técnico Ney Franco optou pela saída e Mauricio Barbieri, que ganhou projeção no Flamengo, assumiu o cargo.

Técnico: Mauricio Barbieri

Estadual: Considerado uma das forças do estado, o Goiás confirmou o seu favoritismo na Primeira Fase e ficou no topo, com 31 pontos. Após derrotar a Aparecidense, o Verdão garantiu uma vaga na semifinal do torneio. 

Contratações: Marcinho (A), Daniel Guedes (D), Geovane (D), Sidão (G), Yago (D), Rafael Vaz (D), Brenner (A), Nilson Loyola (D), Renatinho (M), Kevin (D), Junior Brandão (A), Marlone (M), Caíque Sá (D), Leandro Barcía (A), Giovanny (A), Marcelo Hermes (D) e Giovanni Augusto (M).

Destaque: Para jogar a Série A, o Verdão trouxe jogadores experientes para fortalecer o elenco. Entre os nomes que ganham destaque aparece Marlone. O meio-campista já foi considerado uma das maiores revelações do país e aparece como aposta da diretoria para comandar a equipe dentro de campo.

Fortaleza

O campeão da Série B com campanha vistosa, como não poderia deixar de ser, teve seus problemas para obter a manutenção do elenco. Ao todo foram 25 saídas e 19 entradas entre atletas contratados e/ou cedidos em definitivo ou mesmo via empréstimo, transição de elenco que traz um interessante desafio para saber até onde o treinador conseguirá repetir as boas apresentações de 2018.

Técnico: Rogério Ceni

Estadual: Entrando na disputa apenas na Segunda Fase graças ao regulamento do Cearense, o Tricolor do Pici teve dificuldades para chegar ao mata-mata, carimbando vaga apenas na última rodada. Nesse momento, joga a semifinal frente ao Guarany tendo a vantagem de definir em seus domínios.

Contratações: Edinho (M), Carlinhos (D), Paulo Roberto (M), Felipe Alves (G), Júnior Santos (A), Diego Ferreira (D), Patrick (D), Roger Carvalho (D), Romarinho (A), Matheus Alessandro (A), Santiago Romero (M), Gabriel Dias (M), Juan Quintero (D), Osvaldo (A), Dodô (M), Marcinho (A), Nathan Ribeiro (D), Wellington Paulista (A) e Araruna (M).

Destaque: Tendo o peso de substituir o artilheiro Gustavo, que segue sua sequência goleadora agora pelo Corinthians, Júnior Santos veio da Ponte Preta e assumiu bem seu papel. Aos 24 anos de idade e em 13 compromissos vestindo a camisa do Tricolor, ele já tem oito gols.


Facebook Lance Twitter Lance