menu button lance
lancelogo lancelogo lance
LANCE
LANCE
X
Compartilhe


13/05/2017 | 07:05

Obrigado, és uma 'mãe'! Lembre quem já ajudou adversários

  •  Renato Chaves
    Furando caminho para o Fla... (Foto: Lucas Mercon/Fluminense F.C.) A mais recente "mãe" do futebol brasileiro aconteceu no jogo de ida da final do Campeonato Carioca de 2017. Renato Chaves, zagueiro do Fluminense, deu uma furada e abriu caminho para Everton marcar o gol da vitória por 1 a 0 do Flamengo sobre o Tricolor das Laranjeiras. Nova vitória rubro-negra no segundo jogo decretou o título.
  •  Michel Alves - Criciúma - 2012 (Foto: Reprodução)
    Ih, escapuliu... (Foto: Reprodução) O Criciúma já perdia para o América-MG, em jogo válido pela Série B de 2012, quando Michel Alves deu uma "contribuição" de ouro. Ao levantar após uma defesa, o goleiro deixou a bola escapar de suas mãos e a mandou direto para o fundo da rede.
  •  Vasco x Flamengo - Campeonato Carioca - Deivid (Foto: Gilvan de Souza)
    Que pontaria... (Foto: Gilvan de Souza) A semifinal da Taça Guanabara de 2012 trouxe um erro exótico e decisivo no clássico entre Flamengo e Vasco. As duas equipes empatavam em 1 a 1 quando Deivid, livre e com o gol escancarado, finalizou em cheio... na trave! O erro de pontaria custou caro: em jogo tenso, o Vasco levou a melhor, de virada, por 2 a 1, com um gol no fim. 
  •  Edmundo e Romário - VASCO
    Thank you, Gary! (Foto: Julio Cesar Guimaraes/LANCE!) Em sua campanha no Mundial de 2000, o Vasco teve uma "ajudinha" e tanta para superar o Manchester United. Duas falhas bisonhas de Gary Neville ao tentar recuar permitiram que Romário entrasse livre na área e marcasse seus dois gols no triunfo por 3 a 1.
  •  Fábio - gol de costas - Atlético-MG 5x0 Cruzeiro (Foto: Reprodução)
    Peraí... foi gol de novo? (Foto: Reprodução) O jogo decisivo da final do Campeonato Mineiro de 2007 teve outro momento inusitadíssimo. O goleiro Fábio caminhava lentamente após o Cruzeiro sofrer o terceiro gol do Atlético-MG quando, de repente...  sofreu outro gol. No quarto gol atleticano, Fábio estava de costas e não percebera que a partida reiniciara. Foi um 4 a 0 que nem ele quis ver.
  •  Nasa - Vasco
    'Mãe' do tamanho do mundo (Foto: Divulgação) A "mãozinha" de um adversário deu uma ajuda de proporções mundiais para o Real Madrid em 1998. Após um cruzamento de Roberto Carlos para a área, Nasa subiu e desviou a bola para a rede de Carlos Germano, abrindo o placar para o clube merengue na vitória por 2 a 1.
  •  Julio Cesar - goleiro do Botafogo em 2007
    Essa é minha... ops! (Cleber Mendes/Lancepress!) O Botafogo vinha batalhando firme e estava prestes a superar a diferença de gols que o Figueirense no jogo de ida Copa do Brasil quando, em uma finalização de Cleiton Xavier do meio da rua, Julio Cesar caiu e... a bola escorreu por debaixo do seu braço. Os catarinenses, mesmo perdendo por 3 a 1 no Maracanã, se classificaram pelo critério do gol marcado fora de casa.
  •  Botafogo 1 x 0 Flamengo (26/3/1997)
    Escolhi meu adversário (Reprodução) Já classificado para a final da Taça Guanabara, o Botafogo se deu ao luxo de lançar titulares para o duelo com o Flamengo. Ao Rubro-Negro de Romário e Sávio, bastava um empate para garantir ida à decisão. Mas Renato Carioca decretou o triunfo por 1 a 0 e foi uma "mãe" para o Vasco, que se classificou de lambuja.
  •  Junior Baiano - gol contra - Flamengo x Vasco (Foto: Reprodução)
    Assim não... (Foto: Reprodução) Vasco e Flamengo faziam um jogo acirrado no Brasileirão de 2005 quando Wagner Diniz cruzou para a área rubro-negra e, sozinho, Júnior Baiano tocou de peito... PARA O PRÓPRIO GOL!  O erro custou caro: o Cruz-Maltino venceu por 2 a 1 o duelo em São Januário.
  •  Marcos - furada em Palmeiras 2x7 Vitória (Foto: Reprodução)
    Deixa que eu chut... opa! (Foto: Reprodução) Marcos teve seu dia de "mãe" na Copa do Brasil de 2003. Em partida terrível, o Palmeiras era goleado pelo Vitória em pleno Palestra Itália quando o goleiro resolveu rechaçar uma bola com os pés e... furou. Sua falha permitiu que Nádson marcasse o último gol do Leão nos incríveis 7 a 2.
  •  Botafogo x Flamengo - 1995
    Vai que é sua, Baixinho! (Foto: Reprodução) O Botafogo arrancava o empate em 2 a 2 com o Flamengo e fazia um jogo acirrado na final da Taça Guanabara de 1995, mas tinha um Márcio Theodoro no meio do caminho. O zagueiro quis recuar uma bola, só que seu pé não estava calibrado e lançou Romário. Livre, o Baixinho decretou o título rubro-negro com um 3 a 2.
  •  Edmundo - Vasco x São Paulo 1992
    Vai que a final é tua, Mengão! (Reprodução) A fase final do Campeonato Brasileiro de 1992, quem diria, trouxe um raro momento em que o Vasco foi uma "mãe" para o Flamengo. Mesmo já eliminada, a equipe foi com tudo para cima do São Paulo e aplicou um sonoro 3 a 0 em São Januário, em grande jogo de Bebeto e Edmundo. O Rubro-Negro venceu por 3 a 1 o Santos e, devido ao triunfo vascaíno, se garantiu na decisão diante do Botafogo.
  •  Oséas Palmeiras x Corinthians Campeonato Paulista de 1998
    Faro de gol... mal apurado (Foto: Reprodução) Um Palmeiras e Corinthians no Campeonato Paulista de 1998 rendeu uma situação curiosíssima. Ao tentar ajudar os palmeirenses, Oséas subiu com tudo e... mandou para a rede DO VERDÃO! O gol contra custou o empate no 1 a 1 no clássico (Chris igualou apenas no finzinho).
  •  Trapalhada de Dida e Aldair na estreia da Seleção Olímpica de 1996
    Sai do gol, Dida! (LANCE!) A Seleção Olímpica estreava sob forte perspectiva na Olimpíada de 1996 e fazia uma partida acirrada contra o Japão. Quando em uma bola que foi para a área, Dida saiu do gol e trombou com Aldair. Quem agradeceu foi Teruyoshi Ito, que decretou o triunfo japonês por 1 a 0.
  •  Taffarel - Brasil 0x2 Bolívia - Eliminatórias da Copa - 1993 (Foto: Reprodução)
    Sai que (não) é sua, Taffarel! (Foto: Reprodução) O Brasil penava em partida acirrada contra a Bolívia, e vira Taffarel pegar até pênalti em jogo em La Paz, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo, em 1993. Até uma bola cruzada por Marco Etcheverry tocar no calcanhar do camisa 1 e caprichosamente passar por baixo das suas pernas. O caminho estava aberto para o 2 a 0 boliviano, primeira derrota brasileira na história das Eliminatórias.  
  •  Castor - gol contra - Remo 1x1 Corinthians (Foto: Reprodução)
    Precisa agradecer? (Foto: Reprodução) O Corinthians perdia por 1 a 0 para o Remo e era eliminado da Copa do Brasil de 1996 quando, nos últimos minutos, o atacante Castor foi tentar rechaçar a bola para escanteio e... MARCOU UM GOLAÇO, PARA O CORINTHIANS! A "mãe" do Timão frustrou 52 mil pessoas no Mangueirão.
SEUCLUBE
atlético mineiro
botafogo
corinthians
cruzeiro
flamengo
fluminense
gremio
internacional
palmeiras
santos
sao paulo
vasco
Facebook Lance Twitter Lance