Nenê faz dois, Fluminense vence e Corinthians fica ameaçado pelo Z4
menu button lance
lancelogo lancelogo lance

Nenê faz dois, Fluminense vence e Corinthians fica ameaçado pelo Z4

Fluminense x Corinthians
Nenê marca duas vezes pelo Fluminense (Foto: LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.)
Luiza Sá - 13/09/2020 - 18:01
Rio de Janeiro (RJ)
Em confronto de dois times pressionados, melhor para o Fluminense. A vitória por 2 a 0 contra o Corinthians, pela décima rodada do Campeonato Brasileiro, no Maracanã, foi em uma partida em marcha lenta e com poucos lances de brilho. No entanto, os dois gols marcados pelo meia Nenê recolocaram o Tricolor no caminho das vitórias e o Timão no terceiro jogo sem conquistar os três pontos na competição. Mateus Vital ainda diminuiu já nos acréscimos.

Com esse resultado, o Flu chega aos 14 pontos e fica em oitavo lugar no Brasileirão. Na quarta-feira, recebe o Atlético-GO pelo jogo de ida da Copa do Brasil. Já o Corinthians fica com nove pontos e pode entrar na zona de rebaixamento ao fim da rodada. Também na quarta, encara o Bahia, em casa.

VOVÔ ON!


Jogando em seus domínios, o Fluminense começou dominando as ações da partida. Com marcação forte e alta, o Tricolor teve mais a bola e se aproveitou de um Corinthians que demorou a entrar no jogo. O resultado foi um gol aos sete minutos. Calegari tabelou com Michel Araújo pela direita e o uruguaio cruzou na área. Nenê tentou o voleio, foi bloqueado, mas, mesmo caído, conseguiu chutar novamente e colocar no canto do gol de Cássio, marcando pela 16ª vez em 2020.

RITMO CAI

Depois do gol, o Fluminense continuou dominando o jogo, mas mostrou a velha dificuldade de transformar a posse em chances perigosas, tendo apenas mais uma, com Danilo Barcelos, no fim da primeira etapa. Do lado do Timão, Dyego Coelho logo optou por tirar o volante Ederson para tentar ter mais velocidade e efetividade com Everaldo. A equipe melhorou, mas faltou mais aproximação para criação de jogadas. Portanto, foram 45 minutos fracos dos visitantes. A melhor oportunidade foi com Otero, em duas cobranças de falta.

E MAIS:
MARCHA LENTA E GOL ANULADO

A segunta etapa voltou, talvez, ainda mais devagar que o final da primeira. O Flu seguiu com o controle do jogo mas não ameaçou o gol de Cássio e foi pouquíssimo efetivo no ataque. Cansada e sem criatividade, a equipe perdeu intensidade. Já o Corinthians criou a primeira boa joaga aos 18 minutos apenas, com um gol anulado de Everaldo por impedimento. Fora esse lance, a equipe paulista pouco avançou.

GOLS E EXPULSÃO

Se alguns torcedores esperavam mais pressão com as alterações promovidas pelos treinadores, isso não veio, mas alguns reservas apareceram. O garoto Luiz Henrique, cria da base do Fluminense, até então quase isolado, recebeu bom cruzamento de Calegari aos 40 minutos. Ele girou na área, chutou e a bola bateu no braço de Bruno Méndez. O árbitro assinalou o pênalti, Nenê foi para a cobrança e ampliou, garantindo a vitória do Flu. Ainda deu tempo para Danilo Barcelos ser expulso aos 46 minutos após falta dura e Mateus Vital diminuir para o Corinthians, aos 49, após assistência de Gil.

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE 2X1 CORINTHIANS

Data/Hora:
13/09/2020, às 16h
Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Braulio da Silva Machado (Fifa-SC)
Assistentes: Helton Nunes (SC) e Thiaggo Americano Labes (SC)
VAR: Heber Roberto Lopes (SC)
Público/renda: Sem público

Cartões amarelos: Dodi, Nenê (FLU), Gabriel, Walter, Bruno Méndez, Camacho (COR)
Cartões vermelhos: Danilo Barcelos (FLU)
Gols: Nenê (7'/1ºT) (1-0), Nenê (43'/2ºT) (2-0) e Mateus Vital (49'/2T) (2-1)

FLUMINENSE: Muriel; Calegari, Luccas Claro, Digão (Nino - 25'/1ºT), Danilo Barcelos; Hudson (Yago Felipe - 38'/2ºT), Dodi, Nenê; Michel Araújo (Luiz Henrique - 15'/2ºT), Wellington Silva (Ganso - 38'/2ºT) e Marcos Paulo (Felippe Cardoso - 15'/2ºT). Técnico: Odair Hellmann

CORINTHIANS:
Cássio; Michel Macedo, Bruno Méndez, Gil e Lucas Piton (Sidcley - 32'/2ºT); Gabriel (Ramiro - 12'/2ºT) e Ederson (Everaldo - 17'/1ºT); Cantillo (Camacho - 12'/2ºT), Otero, Gustavo Silva (Mateus Vital - intervalo); Jô. Técnico: Dyego Coelho.

Facebook Lance Twitter Lance